Parcerias: como grandes empresas aumentam o faturamento?

Antes de compartilhar meus insights sobre o que grandes empresas fazem para expandir e aumentar seu faturamento, vou introduzir este texto falando sobre o filme “Fome de Poder”, lançado em junho de 2017 na Netflix, que tem muito a ver com o tema. Já assistiu? Caso não, veja! Tenho certeza que valerá a pena.

O filme faz um breve relato sobre a história de uma das maiores, senão a maior, rede de fast-food mundial: o Mc Donald’s. O protagonista é Ray Kroc, um homem de 52 anos que sonha em se tornar um grande empresário.

No início, Ray é um simples vendedor de produtos que considera os tais como a inovação do mercado em que atua. Sua vida começa a mudar quando ele recebe uma grande demanda de máquinas de Milk-Shakes – o que o leva a ir pessoalmente a uma lanchonete localizada em San Bernardino. 

Nessa visita, ele conhece os irmãos Mc Donald (Richard e Maurice Mc Donald) donos da marca. Os irmãos haviam garantido a automatização na produção de lanches bem como no atendimento ao cliente, o que resultou como diferencial frente às demais lanchonetes da região.

Encantado com a engenhosidade do negócio, Ray propõe uma parceria com os irmãos Mc Donald afim de expandir o restaurante através de franquias por todo o país. E então dá-se início ao tão ambicionado sonho de Ray: tornar-se um grande empresário.

Filme: “Fome de poder” www.adorocinema.com

Sem mais spoilers, farei algumas correlações para explorar um elemento importante que foi um dos “segredos” que o Mc Donald’s e diversas outras empresas usam para expandir seus negócios e aumentar o faturamento.

Começando pelos irmãos Mc Donald, eles tiveram uma tremenda sacada ao perceberem que o método de produção, bem como o de atendimento da lanchonete, não era tão bacana assim e que precisavam ser otimizados.

Foi então que pensaram em automatizar a cozinha – guarde bem essa palavra: automatizar – para reduzir a zero o problema que havia na produção dos lanches e que, por consequência, impactava o atendimento ao cliente.

Em se tratando de Ray Kroc, o empresário teve a sacada de transformar a lanchonete em rede de franquias e essa visão, para a época, é que foi o grande diferencial. A lanchonete já estava produzindo bem a partir da reformulação que os irmãos Mc Donald fizeram, por que ir além? 

Ray, visionário, entendeu que poderia, a partir desse case, expandir, multiplicar e escalar – guarde também essa palavra: escalar – para o território americano inteiro, e por que não o mundo todo?

Pois bem, chegamos então a dois importantes pontos entre os “segredos” para o sucesso do seu negócio. Tudo começa a partir de automatização e escalabilidade:

– Automatização

Empresas que automatizam seus processos têm, evidentemente, grande alcance de resultados, com mais praticidade, menos custos, menos burocracia e muito mais agilidade.

– Escalabilidade

Um negócio escalável tem, por resultado, maior alcance, menos custos e maior margem de lucro.

Menos custos, menos burocracia, maior alcance, maior margem de lucro e redução de mão de obra… qual empresa não quer, não é mesmo?

Agora a pergunta fundamental é: como colocar isso em prática?


Na Vindi, temos uma área focada em parcerias – e aqui está a chave que permeia os dois ‘segredos’ citados anteriormente que têm agregado valor à empresa a partir de sua criação. Essa área tem por responsabilidade engajar novos negócios com parceiros-chave e então garantir a expansão do negócio e, consequentemente, aumentar o faturamento.

A área de parcerias da Vindi coloca em prática a visão de automatização dos processos bem como de escalabilidade do negócio. Em tempos de crise, a tendência é que empresas quebrem, que projetos fiquem estacionados, que sonhos sejam cada vez mais frustrados, não é mesmo? Sim, e não.

Sim à constatação e não para o caso de você não negligenciar uma solução. Existe sim uma saída, que é “darmos as mãos”, “unirmos as forças”. As parcerias são fundamentais para o ganho de todos. As empresas, os clientes e também a sociedade.

Quer ver um exemplo? Ainda usando o Mc Donald’s, podemos perceber que ao engajar as pessoas a se tornarem franqueados da rede de fast food o número de empregos também aumentou.

Inclusive, você pode perceber no longa que Ray focou em atingir uma parcela da sociedade que precisava não somente de emprego, mas de uma nobre fonte de renda. Eles realmente conseguiram e conseguem garantir o benefício de todos os envolvidos!

Por fim, fica aqui minha provocação: Você tem pensado como uma grande empresa?

Cada empresa tem sua uma cultura, bem como sua expertise. Mas você tem ao menos compreendido que, para crescer, desenvolver e atingir seus objetivos como empresa, precisa de duas das bases do modelo de negócio explorados pelo filme: automação e escalabilidade? Isso às vezes vem por meio de parcerias – visões de negócios que se completam. 

Nós, da Vindi estamos de braços abertos para recebê-lo e por que não tomarmos um café? Seria um prazer falarmos mais sobre o que a área de parcerias pode agregar à sua empresa.

Site Footer