Cartões de Crédito: o que você precisa saber?

Diferenças e tipos de cartões no mercado

Atualmente, existem quatro tipos de cartão de crédito no mercado: nacional, internacional, Gold e Platinum. A principal diferença entre eles é o local de aceitação, mas eles também podem apresentar vantagens ou desvantagens em relação ao perfil de cada consumidor.

O cartão nacional é o mais utilizado no Brasil. Sua popularidade se dá porque é o que apresenta a taxa de anuidade mais econômica, entretanto sua utilização só pode acontecer dentro do território nacional.

O cartão internacional possui a anuidade um pouco mais elevada em relação ao nacional, porém é aceito também fora do país, tanto em lojas físicas quanto em lojas virtuais – o que vem se tornando cada vez mais um atrativo.

O cartão Gold possui a anuidade mais elevada do que o internacional e é aceito em todo o mundo. Seus usuários são pessoas com um poder aquisitivo maior e o cartão oferece benefícios como seguros e descontos, além de comodidades em serviços de lazer e entretenimento.

O cartão Platinum é o modelo mais diferenciado, com uma anuidade ainda maior e com o maior limite de crédito. Ele também é aceito em todo mundo e traz consigo prestígio e benefícios únicos, como acesso exclusivo a diversos eventos e locais, sala VIP em aeroportos e serviço de concierge.

Bandeiras, marcas e uso

Apesar de a maioria das pessoas possuírem um cartão de crédito, poucas sabem como aquele pequeno pedaço de plástico é capaz de garantir que o pagamento por determinado produto será realmente efetuado. Naqueles poucos segundos que se passam entre a inserção do cartão na máquina até a impressão do comprovante muitas coisas acontecem sem termos conhecimento.

Para entender o uso de um cartão de crédito temos que, primeiramente, entender quem está envolvido no processo.

As bandeiras são as marcas licenciadas, geralmente, pelas instituições bancárias que são responsáveis pela comunicação da transação entre o adquirente e o emissor do cartão de crédito. As maiores bandeiras presentes no mercado brasileiro são Visa, MasterCard, American Express, Diners, Hiper, Elo e Aura. Para identificar qual é o emissor do cartão, as bandeiras usam os 6 primeiros números do cartão.

Porém, quem realmente processa toda a operação do cartão de crédito são as empresas adquirentes, que são responsáveis pela comunicação da transação entre o estabelecimento e a bandeira. São essas instituições que alugam e mantêm os equipamentos usados pelos estabelecimentos (a famosa “maquininha do cartão”). As maiores adquirentes no Brasil são a Rede e a Cielo.

O emissor do cartão de crédito é geralmente uma instituição bancária, mas pode ser outra empresa. Essa informação é obtida a partir do primeiro número do cartão, de acordo com os números a seguir:

1 – setores específicos da indústria
2 – empresas aéreas
3 – empresas áreas e indústrias relacionadas
4, 5, 6 – instituições bancárias
7 – empresas de petróleo
8 – telecomunicações
9 – empresas nacionais

Como funciona

Fonte da Imagem: Mastercard

Ao inserir o cartão na máquina leitora, os dados serão convertidos e transmitidos à empresa adquirente, que, por sua vez, entra em contato com a bandeira do cartão – que é quem irá determinar as regras do cartão, como a quantidade de vezes em que você pode parcelar a compra. Por fim, a bandeira aciona o emissor do cartão, que autoriza a transação e realiza o pagamento. Após isso, você deverá pagar essa conta a partir da fatura do seu cartão de crédito.

Os cartões mais usados, mais populares e melhor avaliados

Existe uma infinidade de opções de cartões de crédito. Os que mais se destacam são os emitidos por instituições bancárias públicas e privadas. Em pesquisa realizada pela revista Exame, foram apontados os três cartões mais bem avaliados pelos clientes: Caixa, como o banco com melhor custo-benefício; Banco do Brasil, como a instituição com maior força de marca e; Itaú como o campeão em oferta de diferentes produtos.

A diferença entre cartão de débito e cartão de crédito

Como vimos anteriormente, o cartão de crédito permite que você efetue determinada compra e pague apenas no futuro, a partir de uma fatura. Já com a utilização do cartão de débito, você deverá pagar pela operação no momento da transação. Isso quer dizer que o dinheiro será debitado de sua conta no momento em que você realizar a compra.

Parece rápido e simples, mas existem muitas coisas envolvidas por trás de uma transação com um cartão de crédito. Ficou com alguma dúvida? Deixe sua pergunta nos comentários.

A Equipe de redação Vindi é formada pela área de sucesso do cliente, marketing, financeira e vendas. Todo mundo contribui para que você fique informado sobre tudo em assinaturas, pagamento on-line e Saas.

Você vai gostar também

Pagamento Recorrente Antes, o modelo de pagamento recorrente costumava ser um privilégio somente das prestadoras de serviços: escolas e academias, assinaturas de revistas,...
Você tem feito seu papel para garantir vendas mais... A gente gosta de “bater na tecla” ao falar de segurança porque ela é – tanto para o cliente final, quanto para as empresas – a parte mais essencial qu...