A gestão financeira é o centro de uma empresa. Pois ela é responsável por fornecer recursos para que as outras áreas possam exercer suas atividades com eficiência. Além disso, tem o importante dever de gerar o caixa do negócio, quitar as contas e, ainda, trabalhar para identificar gastos desnecessários. 

Independente do tamanho da companhia, é preciso investir em uma boa gestão financeira para administrar corretamente o capital da empresa. Assim, é possível fortalecer sua presença no mercado, apostar em novos investimentos e expandir suas operações. 

Erros de gestão, principalmente em longo termo, podem causar diversos danos para uma marca. Podendo chegar, até mesmo, no encerramento das operações. Se você quer ficar longe desse risco, abaixo explicamos tudo sobre gestão financeira. Confira!

O que é gestão financeira?

A gestão financeira é um conjunto de ações e processos administrativos, que envolvem a análise, o planejamento e o controle das atividades financeiras de uma organização.

Por tanto, qualquer empresa precisa adotar a gestão financeira. É através dela que é possível fazer análises de cenários, estabelecer metas e prazos e acompanhar os resultados corporativos. 

Ou seja, com uma gestão financeira eficaz, a empresa consegue entender o quanto ela tem a receber, o que tem para pagar e como está o equilíbrio entre essas duas variáveis.

O que faz e para que serve a gestão financeira?

A gestão financeira é a responsável por fazer toda a análise dos indicadores financeiros de uma empresa. A partir daí, os gestores financeiros conseguem entender para onde a empresa está indo e qual seria o caminho ideal para ela percorrer. 

Através desta gestão, é possível identificar se a empresa está operando no lucro ou no prejuízo. Além de entender o quanto pode ser investido em novas áreas, equipamentos e features, e quais as ações para melhorar o financeiro da empresa em casos de prejuízos.

Qual a importância da gestão financeira nas organizações?

Qualquer negócio que queira crescer precisa se preocupar com o uso de seus recursos financeiros. Só assim é possível se certificar que os gastos estão sendo direcionados para os setores corretos. Além disso, por meio de uma boa administração, também se torna possível cortar custos extras.

Esses fatores também impactam diretamente na saúde de uma empresa e na garantia de sua continuação. Quanto mais consistente e precisa for a gestão financeira de uma companhia, maior serão suas chances de alcançar suas metas.

Quais são os objetivos da gestão financeira?

A gestão financeira precisa planejar, organizar, direcionar e controlar o capital de uma empresa. Ela é responsável pelas decisões de investimentos, do uso de capital para ferramentas e tecnologia, do pagamento de contas (incluindo funcionários, aluguel e fornecedores), entre outras.

Entre seus principais objetivos podemos citar:

  • Assegurar o fornecimento regular e adequado de fundos;
  • Garantir a melhor utilização dos recursos. E, depois de adquiridos, se certificar que eles estão sendo utilizados da melhor maneira possível, pelo menor custo.
  • Planejar uma estrutura de capital sólida para que haja equilíbrio entre os gastos e os ganhos. 

Através destes objetivos, a empresa consegue desenhar cenários e definir qual é o rumo que a empresa deve tomar. Abaixo explicamos também as suas principais funções.

Quais são as funções da gestão financeira?

Dentro da gestão financeira, existem 4 funções principais que norteiam suas ações. Desempenhando esses papéis, a empresa consegue ter resultados mais eficazes e projeções mais efetivas. Conheça cada uma delas:

  • Planejamento financeiro: ele faz parte do plano de negócio de uma empresa. É neste documento que se apontará as diretrizes para tornar um negócio ou uma ideia rentável, apresentando os recursos, metas e prazos que não comprometam com a saúde do caixa da empresa;
  • Controle financeiro ou controladoria: é responsável pelo controle administrativo e orçamentário da empresa;
  • Administração de ativos: tem como objetivo extrair valor de todos os ativos de uma empresa, através do balanceamento dos custos, oportunidades e riscos dos ativos para atingir os objetivos da organização;
  • Administração de passivos: tem como objetivo gerenciar toda a estrutura de financiamentos de uma empresa e garantir um capital com mais liquidez, menos risco financeiro e mais redução de custos.

Como ter uma gestão financeira eficaz?

A gestão financeira ideal pode variar de acordo com o perfil e necessidade de cada negócio. Porém, existem algumas dicas que devem ser seguidas por qualquer empresa que queira garantir o sucesso na administração de seus fundos. São delas que vamos falar logo abaixo.

1. Ter um planejamento financeiro bem feito

O planejamento financeiro tem o objetivo de distribuir quais serão os investimentos que uma empresa pretende fazer durante um determinado período. 

Por exemplo, na criação do plano, é possível sinalizar qual será o gasto destinado a cada área, como ao marketing (com publicidade, eventos etc) ou mesmo ao processo de vendas (incluindo gastos com viagens, telefonia e softwares).

Além disso, é necessário que sejam determinadas metas realistas durante a criação do planejamento. Como também é preciso desenhar estratégias para alcançar essas metas e não esquecer de escolher quais serão os KPIs (Key Performance Indicator) usados para acompanhar os resultados.

Como cada negócio é diferente, na hora de planejar é preciso levar em consideração as particularidades do seu setor. Já falamos aqui no blog sobre gestão escolar e gestão para academia. Não deixe de ler! 

2. Ter uma cultura de gastos

Uma cultura de gastos é baseada em crenças e práticas de como e quando investir seu dinheiro. Assim como essa cultura existe em nossas vidas pessoais, uma empresa também tende a criar sua própria cultura de gastos.

Por isso, é importante que você entenda qual é a sua cultura de gastos. Assim, será possível identificar qual o seu retorno diante das despesas, passando a tomar decisões mais responsáveis quando o assunto for custos.

3. Usar a tecnologia

Ter uma boa organização é fundamental para que sua gestão financeira seja eficiente. E, para isso, o uso da tecnologia pode ser um grande aliado.

Pois por meio dos diversos softwares de gestão financeira disponíveis no mercado, é possível concentrar todas as informações em um só lugar. Com isso, você é capaz de acessar diversos relatórios em minutos ou mesmo consultar o histórico de clientes com facilidade.

4. Automação de processos

Como vimos anteriormente, um dos objetivos da gestão financeira é reduzir gastos desnecessários. Para isso, a automação de diversos processos como pagamentos e emissão de notas fiscais é o melhor caminho.

Muitos custos financeiros extras podem ser consequência de processos lentos ou mesmo erro humano. Assim, quando você automatiza, não é mais necessário se preocupar com as atividades repetitivas, sobrando mais tempo para investir na parte estratégica do seu financeiro. 

Plataformas de pagamento, por exemplo, permitem automatizar todo o processo de cobrança de um cliente, além da comunicação por e-mail ou mesmo SMS. 

Outra vantagem dessas ferramentas é a redução da inadimplência. Principalmente quando a empresa utiliza o pagamento recorrente. Nesse modelo a cobrança automática é feita por meio de cartão de crédito. Assim, o recebimento é garantido.

Quais são os impactos de uma má gestão financeira?

Logo abaixo, explicaremos os principais erros da gestão financeira. Mas antes, queremos que você entenda quais são os impactos gerais quando uma empresa negligencia o seu controle.

Quando a gestão financeira é deixada de lado, ou feita de forma inadequada, o primeiro impacto que a empresa irá sentir será no bolso.

Talvez esse impacto não apareça de um dia para o outro (em casos mais sérios, sim), mas com o decorrer de dias, semanas, meses e até anos, a organização notará a falha que poderia ter sido evitada com um bom planejamento financeiro.

Separamos, abaixo, uma lista com os principais impactos de uma má gestão financeira:

  • falta ou até mesmo a ausência de informações referente aos valores das contas a pagar, estoque e o saldo de caixa etc. Ao não ter em mãos essas informações, isso pode prejudicar o planejamento da empresa e torná-la devedora;
  • descontrole sobre o capital de giro, isso poderá até mesmo gerar o fechamento do negócio;
  • erros durante o cálculo do preço de venda, o que prejudicará o faturamento da empresa e consequentemente todo o seu planejamento financeiro;
  • desconhecer o valor patrimonial da empresa, isso também poderá gerar o fechamento do negócio.

Notou que até mesmo erros mais básicos podem prejudicar o futuro de qualquer empresa?

Portanto, é importante acompanhar e gerenciar todas as etapas da gestão financeira. Desta forma, você previne a sua empresa de problemas que podem resultar no seu fechamento.

Quais são os principais erros da gestão financeira?

Não acompanhar os resultados

É comum faltar tempo durante a correria do dia a dia. Porém, se você quer garantir uma gestão financeira eficiente, é importante não deixar de acompanhar suas metas de perto. 

Só assim é possível saber se sua equipe está seguindo para o lado certo. Além disso, a prática de acompanhamento permite identificar problemas e corrigi-los com rapidez.

Misturar as contas

Em empresas menores, muitas vezes as contas pessoais dos sócios acabam se misturando às empresariais. E esse é um dos principais erros que comprometem a gestão financeira

Pois o fluxo de caixa da companhia fica comprometido, podendo afetar o investimento em despesas estratégicas. 

Para evitar que isso aconteça, é importante definir um pró-labore e que ele seja respeitado mesmo em caso de emergências pessoais.

Não priorizar

É importante que você conheça o seu negócio e saiba quais são as atividades que mais impactam nos resultados. 

Por exemplo, se você possui uma academia, talvez seja mais estratégico investir primeiro seus recursos em equipamentos de qualidade para reter seus alunos do que em um super servidor para o seu site. 

É, claro, que o seu site também é um importante canal de vendas. Mas, será que você precisa contratar o melhor servidor para oferecer uma boa experiência ao cliente? É preciso analisar e decidir no que investir.

 

Uma gestão financeira eficiente envolve diversos cuidados. Nesse texto citamos alguns que podem ser aplicados para qualquer negócio. Mas, não se esqueça de levar em consideração o mercado em que atua na hora de planejar e acompanhar os resultados!banner para falar com um consultor da Vindi