Como fazer uma boa gestão e ainda reduzir custos?

Perder tempo é uma coisa que ninguém quer. Mas, imagine aí: meados dos anos 2060, um sistema onde a moeda de troca não é mais o real, dólar, euro, peso. Mas o tempo. Ele agora compra carros, casas, produtos e tudo aquilo que você considera importante para viver. Inclusive, ele te mantém vivo.

Esse é o cenário do filme “O Preço do Amanhã”, que solidificou a tão conhecida frase “tempo é dinheiro”.

Resumidamente, o filme traz a história de um futuro próximo, onde pessoas geneticamente modificadas para viver até os 25 anos precisam da moeda “tempo” se quiserem continuar vivendo depois dessa idade.

As formas de conseguir tempo são: herança, roubo ou trabalho. Esses dois últimos são os mais comuns nas periferias das cidades. Números digitais nos braços “cronometram” os ganhos e perdas de horas. Portanto, as horas que cada um tem precisam ser bem geridas e gastas. Porque se o relógio zerar, a vida zera (no pior sentido da palavra, claro!).

Mas, o que isso tem a ver com a sua empresa?

A sua empresa tem um “relógio” desses!

intime_head

A área financeira da sua empresa é o que mede como e o quanto você gasta com departamento envolvido no seu negócio. Em “O Preço do Amanhã”, tempo é literalmente dinheiro. Mas, no seu negócio tempo é dinheiro e dinheiro é dinheiro!

Por isso, assim como as pessoas da sociedade descrita no filme, os principais fatores para manter o seu negócio vivo envolvem: quanto e como você gasta seu tempo (moeda, dinheiro), que estão relacionados a: gestão e custos.

Se você tem um negócio que rende bons números, mas não faz o exercício de gerir bem o quanto gasta e com o que gasta, uma hora esses números podem se reverter, sua “moeda” se esgotar e te levar a ter uma empresa com uma vida zerada. Ou ao falecimento, com preferir chamar.

É aí que entra o modelo de recorrência. Com uma plataforma de pagamento recorrente você reduz custos, faz uma gestão de cobranças e ainda otimiza as tarefas que exigiriam horas de trabalho seu e de seus funcionários. Horas que podem ser gastas com atividades mais relevantes para o seu negócio e garantir a sobrevivência.

As empresas que trabalham com uma plataforma de recorrência conseguem se preocupar com outras atividades (como planejar as ações de marketing, vender, conquistar clientes, manter os clientes e etc) porque a recorrência melhora diversos processos e ajuda a reduzir custos. Quer exemplos? Vamos lá:

Cobranças

Imagine ter que fazer todas as cobranças da sua empresa manualmente. Você terá que se preocupar em enviar mensalmente uma fatura aos seus clientes via correio uma a uma, emitir boletos e notas fiscais manualmente e repetir mês a mês as mesmas atividades manuais e sensíveis a erros humanos.

  • Quantas pessoas são necessárias para fazer a gestão das cobranças?

É possível que colaboradores sejam mais necessários quando o seu negócio alavancar e você precisar de pessoas responsáveis por gerir outros processos do departamento. Mas, em ambos os casos, a automatização dos processos de cobrança é o mais saudável para seu negócio.

As faturas são automaticamente geradas e enviadas para cada cliente cadastrado na plataforma. E você ainda consegue ter maior controle sobre as cobranças recebidas. Daí, vem outra pergunta:

  • Quanto você teria que investir para ter mais pessoas para cobrar clientes inadimplentes?

No mínimo mais uma para ficar o dia inteiro ligando cliente por cliente para falar sobre o pagamento não efetuado.

Então, além de reduzir custos com pessoas, ainda reduz o tempo (seu e da sua equipe) que gastaria emitindo fatura por fatura. Ou cobrando cliente por cliente.

reducao-de-custos

 Custos operacionais

Vamos relembrar o tópico acima e, em vez de recursos humanos, pensar em custos operacionais.

  • Quanto você gastaria para enviar todas as cobranças aos seus clientes?

Temos os custos com papel, impressão (tinta e energia) e a entrega via Correios. Além de tempo. E é como no filme: tempo vale a vida, só que a da sua empresa.

Além disso, ainda tem os custos com ligações para cobrar clientes inadimplentes. Se somados, imagine todos os gastos com cobranças no final do mês. Não vai ser pouco!

Usando uma plataforma de recorrência, outras funcionalidades substituem os custos com emissão e envio de cobranças e com ligações. No caso da cobrança de inadimplentes, tem o envio de e-mail e SMS que é feito automaticamente se o pagamento não for identificado.

Ou seja, se o seu cliente deixou de pagar por algum motivo, você nem precisa se preocupar em cobrar ele que a plataforma de recorrência faz isso por você.

Previsão de lucro

Imagine poder estruturar seus gastos, investimentos e até saber seus lucros para daqui a um ano. Isso é possível quando você trabalha com a recorrência. Além do controle de receita por cliente, você pode fazer previsões de recebimento para ter uma estimativa de quanto vai faturar daqui a 12 meses se aplicar e controlar a métrica Monthly Recurring Revenue (MRR).

Sabendo sua previsão de faturamento, você pode estruturar melhor suas estratégias para aquisição de novos clientes, campanhas de marketing e outros investimentos nos departamentos da empresa.

nph-thumbs-up

Negociação de taxas

Quanto você gasta por transação nas compras efetuadas com cartão de crédito? Usando um gateway de pagamento você consegue boas taxas nas transações de venda com as operadoras. Isso porque um gateway te conecta diretamente às adquirentes de cartão e consegue as melhores negociações de taxas para o seu negócio.

Você vende com cartão (que é o meio mais usado pelo consumidor), faz a gestão de clientes, cobranças e inadimplência tudo de forma automatizada e ainda consegue pegar as melhores taxas por transação de vendas.

Escalabilidade

Empresas que trabalham com recorrência (assinatura) têm apresentado ganhos exponenciais, apesar de toda essa “dança” de juros, contas, inflação, economia e todo aquele papo econômico nosso de cada dia que os jornais nos entregam hoje e sempre.

A gente sabe que é real, precisa se preocupar, mas não pode se acomodar e se deixar levar pelo cenário instável. E, querendo ou não, empresas no modelo de recorrência têm se destacado.

Mas, quando o assunto é crescimento, eu gosto é de dados. Então, vamos a eles:

– Salesforce

A empresa de CRM arrecadou 2,14 bilhões de dólares no terceiro trimestre do ano fiscal de 2017. Sendo que desse total US$ 1,98 bilhões vieram das assinaturas (recorrência) e suporte.

– SmartFit

A gigante do meio fitness iniciou as atividades em 2009 e hoje com mais de 800.000 clientes no Brasil, com presente em 22 estados brasileiros e o Distrito Federal com 243 unidades espalhadas. Além disso, a marca ainda está presente em países como Chile, México, República Dominicana, Peru e Colômbia.

– Dollar shave Club

Com 3 milhões de assinantes, o clube conseguiu ganhar a atenção da Unilever e foi vendida por US$ 1 bilhão de dólares. Além de ser o maior clube de assinaturas do mundo vendendo aparelhos de barbear. A genialidade do clube está na sacada de pegar um produto simples e colocá-lo na recorrência.

Além dessas, poderíamos citas a Netflix, o Sporfy, Amazon. Mas essas até dispensam apresentações, não é?

Então, respondendo à pergunta que fez esse post nascer: fazer uma boa gestão e reduzir custos é possível se você usa a recorrência e, obviamente, uma plataforma de pagamento recorrente. Ela vai te ajudar a manter um “relógio” cheio de tempo e te ajudar muito para evitar que a vida da sua empresa seja zerada. Certeza que a galera de 2060 iria adorar ter um aliado desses.

Ahh, e vale assistir ao filme. 😉

vindi-banner

 

Você vai gostar também

Jeff Bezos, fundador da Amazon compra o Washington... Notícia quente e fresca. A Amazon é além de um grande benchmarking, uma referência mundial em todos conceitos: atendimento, logística, marketing e pag...
Motivos para implementar o pagamento recorrente em... Você tem uma escola e não aguenta mais cobrar de seus alunos ou acumular dívidas por falta de compromisso de seus clientes? Saiba que o pagamento reco...
PCI Compliance O PCI Compliance ou "PCI DSS", é uma das maiores certificações de segurança do mundo. Mas o que é o PCI Compliance? É o Padrão de Segurança de Dados p...
Futebol: Os Clubes mais rentáveis do Brasil A Exame publicou em Maio um ranking dos clubes mais rentáveis do Brasil em 2012. Através de relatórios divulgados pelos próprios clubes ao mercado, a ...

Jornalista apaixonada por mídias digitais e tudo que envolve o ambiente virtual. Interessada em marketing, negócios.

Site Footer