Mais de 200 MIL PESSOAS sabem como vender mais e sempre.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.

O que é TPV, no mercado de pagamentos?
4.9 (97.14%) 7 votes

A sigla TPV é comumente usada em relatórios e reports de resultados por empresas de pagamentos e bancos. Mas o que significa essa sigla, nesse setor?

O que é TPV?

A sigla TPV, vem do inglês “total payment volume” ou volume total de pagamentos. O índice, é usado globalmente para medir o volume de dinheiro transacionado através dos meios de pagamento (adquirentes, gateways, facilitadores, cartões, fintechs e etc). Empresas como Paypal, Square, Global Payments entre outras, com presença global, usam esse índice para calcular a penetração local e market share (participação de mercado) no mundo. No mercado de cartões, esse número pode ser ilustrado sem as transações de boleto, débito em conta e outras formas de recebimento.

Como forma de exemplificar melhor o índice, empresas brasileiras divulgam resultados financeiros e incluem o “TPV” como forma de analisar sua presença na economia do país. Isso demonstra de forma simples, o impacto que meios de pagamento promovem no setor.

Outros nomes usados aqui no Brasil, para ilustrar esse índice são:

  • Volume financeiro de pagamentos processados;
  • Volume de pagamentos processado;
  • Total de pagamentos processados.

Todos eles podem ser ilustrados como TPV.

Em 2018, a Vindi processou R$1,7 bilhões em pagamentos processados. Podemos então dizer que: o TPV da Vindi, em 2018, foi R$1,7 bilhões. No mercado de meios de pagamento brasileiro, as adquirentes Cielo, Rede e Getnet são líderes em participação de mercado. Em seguida, PagSeguro, Stone, SafraPay, Vero, entre outros players, constroem o mercado. O TPV é usado nesse caso, para ilustrar o market share dos adquirentes brasileiros e medir o tamanho dessas empresas. Num mercado de R$1,4 trilhões, crescer em TPV é sinal de aumento da participação. Por isso que, para calcular market share, no mercado de cartões, o volume é o principal índice.

Apesar desse termo aparecer mais especificamente na indústria de meios de pagamento, é comum ver em relatórios de empresas listadas na bolsa e em pesquisas de mercado.

Author

Fundador e CEO da Vindi, plataforma líder em recorrência e criador do maior evento de empresas SaaS e Assinaturas do país, o “Recorrência”. É também, o co-host do podcast Like a Boss.