Mais de 200 MIL PESSOAS sabem como vender mais e sempre.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.

A adquirência é essencial nas compras por cartão, seja de débito ou crédito. Tanto em compras no ambiente virtual, como também no físico.

Porque essas empresas são responsáveis por capturar o pagamento, transmiti-lo para as bandeiras de cartão, além de processar e liquidar cada transação.

Muitas vezes, nem pensamos em tudo que está envolvido no processo de um pagamento. Por isso, ao se deparar com diversos nomes e nomenclaturas, é fácil ficar com confuso, sem entender qual é o papel de cada empresa no processo de compra.

Então, nesse texto, vamos explicar os diferentes serviços envolvidos em pagamentos com cartão e como funciona a adquirência.

O processo do pagamento

Todo pagamento em cartão exige a comunicação com a adquirência, bandeiras e bancos.

Bancos

Os bancos são os mais conhecidos. Eles são instituições financeiras que fazem a emissão dos cartões.

Além disso, no processo de pagamento, eles também são os responsáveis por validarem se o cliente tem saldo para realizar a compra, autorizando ou negando a transação.

Entre os principais bancos do mercado estão Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander.

Bandeiras

Já as bandeiras de cartões são conhecidas como reguladoras desse mercado. Por isso, elas definem as regras do uso de cartões como meio de pagamento.

As bandeiras mais conhecidas do mercado são Visa e Mastercard.

E a adquirência?

Chegamos no principal assunto desse texto: as adquirentes, também chamadas de credenciadoras. No processo de pagamento, elas são o principal contato entre o comerciante, as bandeiras de cartão e os bancos.

Podemos pensar no seguinte fluxo:

Cliente -> Estabelecimento -> Adquirentes -> Bancos

No mundo físico, as adquirentes trabalham por meio das famosas maquininhas. Mas o nome oficial é POS, sigla para a expressão em inglês Point of Sale.

Já no mundo virtual, elas podem funcionar diretamente integradas ao e-commerce, por meio de um gateway de pagamento ou ainda por uma subadquirente.

A melhor opção depende muito da necessidade de cada negócio. Assim, se você quiser entender melhor a diferença entre eles, além das principais vantagens, já escrevemos um artigo chamado “Adquirente, subadquirente e gateway: quais as diferenças?”.

O papel da adquirência

Se você quer passar a aceitar cartão, então contratar uma adquirente se torna essencial. Sendo que entre as principais funções dessas empresas estão:

1 – Credenciamento

As adquirentes são companhias certificadas pelo Banco Central e possuem a autorização das bandeiras de cartão.

Por isso, são com elas que você fecha o contrato para poder usar esse meio de pagamento, esse processo também é chamado de credenciamento.

Assim, nas transações, elas ficam responsáveis em se comunicar com todos os outros serviços necessários.

2 – Autorização

Quando um cliente faz um pagamento, a aprovação costuma demorar segundos. Mas, por trás desse processo que parece simples, as adquirentes precisam se conectar com a bandeira e o banco.

Depois desse procedimento, ela informa o comerciante se a transação foi aceita ou rejeitada.

3 – Pagamento  

Outra atividade da adquirência é repassar o valor da compra ao comerciante. Vale ressaltar que esse processo não é imediato. Sendo que o prazo para recebimento varia de adquirente para adquirente, porém costuma ficar na média de 30 dias.

Já em vendas parceladas, o mais comum é que a quantia seja transferida também fragmentada, tudo depende das condições em contrato.

Principais adquirentes do mercado

Existem diversas empresas no mercado que fazem o papel da adquirência. Entre elas opções nacionais e internacionais. Além disso, muitas adquirentes são controladas por bancos. Abaixo citamos as principais:

  • Cielo (controlada pelo banco Bradesco e Banco do Brasil)
  • Rede (controlada pelo Itaú)
  • Getnet (controlada pelo Santander)
  • Stone
  • Global Payments
  • Adyen  
  • Entre outras.

A adquirência vale a pena?

Se você quer aceitar cartão, seja de débito ou crédito, é difícil fugir das adquirentes. Pois elas estão mais presentes no dia a dia do que a gente imagina. Seja naquela compra de uma nova roupa em uma loja ou na aquisição de um celular pela internet.

Porém, é importante dizer que é possível contratar softwares de pagamentos integrados com adquirentes. Sendo uma das grandes vantagens desse serviço a possibilidade de utilizar mais de uma adquirência. Assim, você não fica preso a uma única taxa.

Essa possibilidade também é conhecida como multiadquirência. Ela pode ser usada tanto por lojas virtuais como por estabelecimentos físicos, como academias e escolas.  

Nesse texto, explicamos como funciona o processo de pagamento e o principal papel da adquirência. Se você ficou com alguma dúvida, é só deixar um comentário!

Author

Especialista em Marketing de Conteúdo, escreve há mais de seis anos sobre e-commerce, meios de pagamento, tecnologia e viagens.