Pagamento por aproximação é uma novidade para o comércio que veio para ficar, caindo no gosto de muita gente na hora do pagamento presencial. Mas, como qualquer sistema inovador, é preciso ter certeza de que seu uso é seguro antes de aderir (e isso vale tanto para quem compra quanto para quem vende). 

Neste artigo, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre o sistema contactless, como também é conhecida a tecnologia de pagamentos por aproximação.

Aqui, vamos explicar o que é essa nova forma de pagar, como ela funciona, apresentar o crescimento em sua adesão e, mais importante, responder à dúvida de muita gente: será que o pagamento por aproximação é seguro?

Vamos mostrar todos os riscos e formas de se proteger de imprevistos e, ao final, você vai conferir uma lista de prós e contras desta forma de pagamento.

Boa leitura!

O que é pagamento por aproximação?

Pagamento por aproximação é uma modalidade de transação financeira presencial viabilizada pela tecnologia NFC (sigla em inglês para Near Field Communication, ou Comunicação por Campo de Proximidade). 

Nela, o usuário precisa apenas aproximar um cartão de débito ou crédito ou outro dispositivo, como o próprio celular, de um equipamento com sensor para fazer um pagamento. E, dependendo do valor, é preciso digitar senha.

A tecnologia que viabilizou o pagamento por aproximação foi criada em 2002, por uma parceria entre as multinacionais Sony e Phillips. Ao longo dos anos, ela começou a ser usada em vários países, principalmente no transporte público e em sistemas de fechaduras digitais.

Com a pandemia de covid-19, a necessidade de distanciamento e os riscos de contágio levaram as empresas de cartão de crédito a apostarem no formato. Hoje, o contactless é a modalidade que mais cresce no paísA informação está no balanço do primeiro trimestre de 2022 realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Ao todo, foram feitas de janeiro a março cerca de 1 bilhão de transações pela modalidadeEsse número representa um crescimento de 474% em relação aos três primeiros meses de 2021.

Como funciona o pagamento por aproximação?

O pagamento por aproximação usa a tecnologia NFC para fazer a comunicação entre dois chipsUm deles fica com quem faz o pagamento, instalado no cartão de crédito ou débito, celular, smartwatch (relógio inteligente) ou mesmo em uma pulseira fornecida pelo banco para essa finalidade. Em outras aplicações do NFC, esse chip pode estar em cartões ou tags feitas para esse uso. O outro chip fica no terminal onde o pagamento é feito – ou seja, a maquininha do cartão.

A comunicação é feita por ondas de rádio em uma frequência específica, que permite a ativação somente com proximidade física. E, por isso, os dois chips precisam estar a uma distância de 2,5 a 5 centímetros um do outro.

Pagamento por contactless é seguro?

Para pagamentos com cartão, o contactless tem vantagens em relação à segurançaComo cada transação gera um número dinâmico exclusivo, a clonagem do cartão após um pagamento por aproximação é muito difícil, para não dizer impossível.

Isso porque o fraudador teria que burlar as camadas de criptografia que protegem o número da transaçãoE, com o uso do telefone celular, a segurança é ainda maior, já que o usuário precisa se identificar antes de confirmar o pagamento. Porém, dependendo do ambiente, o comprador precisa ficar esperto para não ter o aparelho furtado.

Quais os riscos desse método de pagamento?

Um dos riscos do método contactless é altamente remoto, mas mesmo assim vamos mostrar aqui: o de fazer uma transação com o cartão ou celular no bolso do comprador, sem o consentimento do portador.

Antes de mais nada, a transação por aproximação precisa que o cartão ou celular esteja em uma posição específica e distância entre 2,5cm e 5cm, o que por si só torna esse risco improvável. Some a isso a interferência causada pelos obstáculos entre o cartão ou dispositivo e o aparelho, como a carteira e o próprio tecido do bolso.

Mas, se você estiver em um local com aglomeração, pode se prevenir desativando temporariamente o NFC no site ou aplicativo do emissor do cartão.

Outro risco envolve a possibilidade de roubarem seu cartão para fazer compras. Neste caso, o ideal é bloquear o cartão o quanto antes. Porém, o máximo que os bandidos vão conseguir fazer sem saber a sua senha é realizar um número limitado de transações com o teto do valor autorizado para pagamentos por aproximação (geralmente R$ 200). 

Além disso, é alta a probabilidade dos sistemas de monitoramento e prevenção a fraudes dos bancos identificarem a irregularidade e bloquearem as transações antes disso.

Quem se responsabiliza por fraudes em pagamentos por NFC?

Como você leu acima, as possibilidades de fraude no pagamento por aproximação são remotasAinda que as transações sejam feitas dentro do limite em que a senha não é necessária, o sistema bancário provavelmente detectaria e anularia as transações.

Vamos imaginar, porém, um cenário hipotético em que um hacker conseguiria quebrar a criptografia e causar um prejuízo grande: quem pagaria essa conta?

Nesses casos, o Código de Defesa do Consumidor é claro:

“O fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos”.

Em outras palavras: quem paga o prejuízo é a instituição financeira que fornece o serviço.

“O que a gente vê na jurisprudência atual é que os consumidores normalmente são ressarcidos”, explica a pesquisadora Beatriz Castilho em reportagem do site UOL sobre o assunto.

Se considerarmos que as transações sem necessidade de senha são em um valor baixo, esse ressarcimento deve ocorrer sem grandes problemas.

Qual o limite de pagamento por aproximação?

Transações por aproximação com valor de até R$ 200 podem ser feitas sem senha. Isso é uma regra geral, definida pela Abecs para qualquer instituição financeira do país. Já o limite total de transações vai depender do seu plano e de qual é o fornecedor do serviço.

Alguns bancos permitem que você estipule um limite à sua escolha, em uma configuração no aplicativo ou site da instituição. Também é possível desativar temporariamente a modalidade, e ainda neste texto vamos explicar como fazer isso.

Antes, veja o que você tem a ganhar aderindo a essa novidade.

Vantagens e desvantagens do pagamento por aproximação

Como tudo na vida, o sistema de pagamento por aproximação pode ter vantagens e desvantagens, tanto para quem vende quanto para os consumidores.

Por isso, vamos fazer agora uma lista de prós e contras da novidade.

Para o cliente

Veja o que o público tem a ganhar aderindo ao sistema:

  • Segurança: a criptografia, a inteligência artificial do banco e o limite para transações sem senha tornam o contactless mais seguro que o cartão convencional
  • Higiene: em tempos de pandemia, quanto menos tocarmos em superfícies onde outras pessoas também encostam, melhor
  • Praticidade: pagar sem precisar entregar o cartão ao atendente já é mais prático, mas usar celular, relógio ou pulseira torna o processo ainda mais fácil
  • Versatilidade: qualquer maquininha moderna de cartão aceita o pagamento por aproximação hoje em dia
  • Vantagens: muitas instituições vêm oferecendo vantagens para quem aderir à modalidade, como programas de fidelidade e cashback.

Por outro lado, podemos citar como desvantagens:

  • Menor adesão: a tecnologia NFC pode estar disponível em menos estabelecimentos, então se prepare para pagar de outra forma
  • Risco de furto do celular: se o pagamento é feito por celular, manusear o aparelho pode ser arriscado dependendo do ambiente onde você estiver, principalmente se for ao ar livre.

Como desativar o pagamento por aproximação

A desativação do pagamento por aproximação pode ser feita nas configurações de sua conta bancáriaEsta opção está disponível tanto na seção home banking do seu banco quanto no aplicativo instalado no seu telefone celular.

Vá à seção “configurações” e procure a opção relacionada ao cartão. Lá, você deve encontrar um item chamado NFC, contactless ou aproximação e desativá-la.

Se você tiver alguma dificuldade com isso, procure pela página de ajuda ou entre em contato com o seu fornecedor do serviço.

Para o lojista

Veja agora por que o sistema NFC é vantajoso para os comerciantes:

  • Agilidade: pagamentos por aproximação são mais rápidos, o que diminui o risco de perder vendas por causa de demora na fila para o caixa
  • Popularidade: com o aumento acima de 400% no volume de pagamentos por aproximação, o estabelecimento que estiver por dentro dessa tendência atrai mais consumidores
  • Experiência: a facilidade e a satisfação em usar um sistema inovador melhoram a experiência do cliente no seu estabelecimento
  • Sem custos: não há taxas adicionais, e inclusive algumas instituições podem cobrar encargos menores para estimular o uso do NFC.

Mas, por ser uma novidade, essa modalidade pode trazer alguns transtornos para o estabelecimento:

  • Dificuldade no uso: por ser uma tecnologia inovadora, o usuário pode se atrapalhar em relação ao posicionamento e à distância do cartão ou dispositivo, levando mais tempo para pagar
  • Treinamento: essa hipótese faz com que os funcionários de um estabelecimento precisem ser treinados.

Como oferecer pagamentos por aproximação

Devido à alta popularidade do sistema NFC, o lojista que quiser implantar a modalidade não precisa fazer nenhum esforçoBasta usar um equipamento de pagamentos por cartão que conte com o sistema.

Boa parte deles oferece a possibilidade, como a maquininha da Vindi. Conheça ! 

Rate this post

Write A Comment

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[data-image-id='gourmet_bg']
[data-image-id='gourmet_bg']
[data-image-id='gourmet']
[data-image-id='gourmet']