Você sabe o que são adquirentes? São companhias que efetuam as transações financeiras. Ou seja, são instituições que aceitam o pagamento da compra.

Essas empresas possuem soluções que permitem estabelecer uma conexão direta com o e-commerce e lojas físicas.

Por ter a integração direta com bancos e bandeiras, as adquirentes possuem as taxas mais baixas do mercado e são mais fáceis na hora da aprovação de pagamentos.

Além disso, obrigatoriamente, as adquirentes possuem o certificado de PCI Compliance, uma das maiores soluções de segurança do mundo.

Essa certificação é necessária para todas as empresas que realizam o processamento, armazenamento e transmissão dos dados de cartões pela web. É requerida para a garantia de segurança de informações sensíveis.

Neste post, você vai entender o que são adquirentes, subadquirentes, quais são as principais adquirentes do Brasil e no mundo, e muito mais. Acompanhe a leitura até final!

O que são adquirentes?

Adquirentes são responsáveis por processar pagamentos no e-commerce e nas lojas físicas. Ela é a tradicional “maquininha” que faz a comunicação direta entre a loja (física ou online), bandeiras e os bancos emissores de cartões.

Alguns exemplos das principais adquirentes disponíveis no mercado são: Cielo, Rede, Stone e Getnet.

Em uma compra, por exemplo, a adquirente começa a fazer o seu papel a partir do momento que o cliente insere os dados bancários para realizar uma compra.

Assim, a adquirente “conversa” diretamente com as bandeiras, que verificam com os bancos emissores, para analisar se existe saldo ou crédito para que a transação seja realizada.

Tudo isso acontece em questão de segundos!

Após essa comunicação, o cliente e a loja recebem o feedback se a compra foi aprovada ou não.

Consequentemente, caso aprovada, em uma compra online, o pagamento é feito ao e-commerce em até 31 dias. No pagamento com cartão de débito, por exemplo, a transferência pode acontecer imediatamente. 

Qual é a diferença entre adquirentes e subadquirentes? 

Agora, você já sabe o que são adquirentes e o seu papel em uma transação. Para processar um pagamento no e-commerce, existem diversos passos envolvidos: as adquirentes, bandeiras, bancos emissores e gateways.

Além disso, é preciso contar com serviços antifraude e de conciliação financeira.

Adquirir todas essas soluções de forma fragmentada, pode ser um tanto quanto confuso para o dono do negócio. Por isso, a subadquirente pode ser uma grande aliada para facilitar tais processos.

Então, entenda qual é o papel das subadquirentes e os benefícios para o seu e-commerce!

O que são subadquirentes?

As subadquirentes são empresas que fazem a intermediação dos pagamentos. Ou seja, elas são responsáveis por transmitir os dados da transação para adquirente e liquidar os recebíveis junto aos lojistas.

Então, o passo a passo funciona da seguinte maneira com a subadquirente:

  • O cliente realiza a compra em uma loja;
  • A loja que possui uma subadquirente faz a cobrança;
  • A subadquirente entra em contato com adquirente para verificar os dados sensíveis do cliente;
  • Se tudo estiver correto, a transação é realizada com sucesso. 

Quando um e-commerce opta por usar uma subadquirente, a marca tem todos os serviços com um só contrato e com uma única integração. Ou seja, isso permite maior variedade de opções de pagamento para os clientes.

Sendo assim, Moip, PagSeguro, Mercado Pago e PayPal são exemplos de subadquirentes. 

Quais são as adquirentes presentes no Brasil?


Hoje, as maiores adquirentes em nosso país são a Rede, Getnet, Cielo e Stone.

Assim, importante lembrar que a Hipercard não faz mais parte do ramo de adquirentes por causa da fusão com a Rede, que começou a aceitar transações da Hiper.

Essas adquirentes são as responsáveis por se comunicar com bandeiras como Visa, MasterCard, Elo e bancos emissores, como o Bradesco, Itaú, Santander, entre outras agências.

Essas marcas são muito presentes na vida de grande parte dos brasileiros. Pois, utilizam seus cartões de várias bandeiras para efetuar pagamentos de produtos e serviços nas “maquininhas”.

Com isso, conheça um pouco mais sobre as principais adquirentes do Brasil!

1. Adquirente Rede

A Rede teve início em 1996, como Redecard, uma adquirente das bandeiras MasterCard e Diners. Em 2012, o Itaú Unibanco fez uma OPA (Oferta Pública de Aquisição) e fechou o capital da Redecard. Em 2013, a marca passou a ser chamada de Rede.

É uma das maiores empresas de meios de pagamentos eletrônico do país. Ou seja, a adquirente realiza mais de R$34 bilhões em transações por mês em suas maquininhas. 

2. Adquirente Getnet

A Getnet faz parte do conglomerado financeiro do Santander. É possível comprar ou alugar a maquininha, conforme a necessidade do empresário e empreendedor. 

Com 8 modelos disponíveis, a adquirente aceita diversas bandeiras para atrair mais clientes. 

3. Adquirente Cielo

A Cielo é uma empresa de tecnologia e serviços para varejo. Mas, a marca lidera o segmento de pagamentos eletrônicos na América Latina. Assim, com diversas soluções, atende mais de 1,2 milhões de clientes ativos. 

4. Adquirente Stone

A Stone está presente em mais de 1.500 cidades do Brasil. Com mais de 450 mil clientes, é uma marca com capital aberto na bolsa NASDAQ de Nova York. Assim, a marca possui diversas soluções para facilitar o dia a dia dos empresários e empreendedores. 

Quais são as adquirentes internacionais?

Os chamados acquirer, as adquirentes internacionais, englobam grandes empresas com operações de pagamento de maneira prática e segura.

Por isso, conheça algumas adquirentes internacionais de sucesso.

1. Adquirente First Data

Possui grande experiência, pois se trata de uma marca fundada em 1971, em Omaha, Neb. Assim, em 1976, a First Data se torna o primeiro processador de cartões de crédito Visa e MasterCard emitidos por bancos.

Em 2015, a marca se tornou a primeira empresa de tecnologia de pagamentos a ganhar certificação de processadora e controladora por suas regras corporativas mandatórias. Ou seja, a First Data tem permissão para controlar dados de clientes além das fronteiras.

2. Adquirente Global Payments 

A Global Payments também é um exemplo de sucesso quando o assunto é adquirente estrangeira. A companhia é mundialmente conhecida por oferecer serviços e produtos de pagamento inovadores. Pois, garante uma melhor experiência de uso para os estabelecimentos comerciais. 

3. Adquirente Adyen

Em 2016, a Adyen começou a atuar como adquirente no Brasil para melhorar a experiência dos usuários e dos novos consumidores. Ou seja, agora, é possível ter todos os serviços integrados em uma única plataforma. 

Como escolher a melhor opção de pagamento? 

Agora, você já sabe como funciona as adquirentes e subadquirentes. Agora, para escolher qual é a melhor opção de pagamento, é preciso analisar o seu modelo de negócio e qual pode trazer mais vantagens e conversões.

Assim, veja algumas dicas a serem analisadas antes da sua escolha:

  • Avalie as necessidades da sua loja;
  • Pesquise o valores das taxas, prazos e condições de cada opção;
  • Urgência de recebimento do valor;
  • Perfil do seu cliente;
  • Analisar as integrações disponíveis.

A plataforma de pagamentos da Vindi, por exemplo, facilita o jeito de realizar cobranças e gerenciar pagamentos do seu negócio recorrente. Por isso, conheça algumas funcionalidades:

  • Receba como quiser, seja por cartões ou boletos bancários;
  • API de pagamento mais flexível e completa do país;
  • Gateway com as principais integrações de pagamento;
  • Não precisa escolher uma adquirente só, tenha várias; 
  • E muito mais! 

Então, para mais informações, converse com um especialista do mercado de pagamento e saiba como a Vindi pode ajudar a alavancar a sua empresa. 

Bônus

Caso você tenha um negócio SaaS e tem interesse em saber mais sobre o segmento no mercado brasileiro, baixe o nosso e-book gratuito agora mesmo!