A renda recorrente é uma tendência crescente no mundo dos negócios – e você também pode aproveitar as oportunidades desse mercado.

Afinal, quem não quer ter uma receita previsível todo mês e fidelizar clientes em longo prazo? 

Isso é possível com os modelos de negócio que utilizam a cobrança recorrente por assinatura, plano ou mensalidade.

Neste conteúdo, vamos mostrar como funciona a renda recorrente e como você pode aderir a esse modelo de receita na sua empresa.

Leia até o fim e entenda porque os negócios recorrentes estão fazendo tanto sucesso

O que é renda recorrente?

Renda recorrente, ou faturamento recorrente, é um fluxo contínuo de receita gerado para a empresa através do modelo comercial de assinatura, plano ou mensalidade. Nesse caso, os produtos e serviços são pagos pelo cliente mensalmente ou por outra periodicidade determinada.

São os chamados negócios recorrentes, que se baseiam na venda periódica de produtos ou serviços com facilidade de renovação e cancelamento.

Um exemplo clássico de empresa que trabalha com renda recorrente é a gigante do streaming Netflix, que revolucionou o mercado audiovisual ao oferecer um catálogo extenso de filmes e séries online por uma assinatura mensal

Hoje, o modelo é usado por empresas de software, clubes de assinatura, academias, cursos e vários outros segmentos.

A grande vantagem da renda recorrente é que a empresa consegue prever o faturamento, reduzir a inadimplência e controlar melhor as finanças, além de promover a fidelização dos clientes.

Para os consumidores, o modelo é vantajoso pela praticidade, comodidade e custo-benefício.

Logo, todos saem ganhando com a renda recorrente – o que explica o crescimento desse modelo de negócio nos últimos anos.

Para você ter uma ideia, a economia da recorrência cresceu mais de 350% entre 2012 e 2019 nos EUA, segundo o relatório Subscription Economy Index 2019 publicado pela empresa de software Zuora.

Já a edição de 2020 do relatório mostra que os negócios recorrentes conseguiram crescer 12% no segundo quadrimestre de 2020, mesmo durante a pandemia de coronavírus.

O número é considerado surpreendente, porque as 500 maiores empresas listadas nas bolsas de valores dos EUA (S&P 500) tiveram uma queda de 10% no mesmo período.

Benefícios da cobrança recorrente

A cobrança recorrente faz sucesso entre as empresas porque traz vantagens exclusivas, que nenhum outro modelo de faturamento proporciona. 

Confira as principais vantagens:

1. Previsibilidade de faturamento

Ter uma receita previsível todo mês é um privilégio que só a renda recorrente pode oferecer para empresas.

Quando você trabalha com cobrança recorrente, consegue estimar facilmente o faturamento do mês seguinte e dos próximos meses, tomando como base os clientes ativos, duração dos contratos e taxa de cancelamento (churn). 

Assim, o fluxo de caixa fica mais estável e você consegue fazer um planejamento financeiro mais certeiro, sem as oscilações típicas de outros negócios.

2. Maior capacidade de atrair clientes

O modelo de cobrança recorrente já se mostrou altamente atrativo para os clientes. 

Em vez de fazer um único pagamento de valor superior, como nas vendas pontuais, o consumidor pode pagar um valor mais acessível para usar o produto ou serviço mensalmente.

Dessa forma, ele tem uma percepção de valor melhor, consegue acessar a solução desde o início e ainda cria uma relação mais próxima com a empresa.

Então, se o seu objetivo é alcançar um público mais amplo, a renda recorrente é o caminho certo.

3. Menor Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

O Custo de Aquisição de Clientes (CAC) é o valor gasto em marketing e vendas para conquistar cada consumidor para a empresa.

No caso da cobrança recorrente, esse custo tende a se manter estável, já que o cliente só precisa ser conquistado uma única vez para iniciar um relacionamento mais longo.

Ao mesmo tempo, o negócio recorrente também costuma apresentar um Lifetime Value (LTV) alto.

Ou seja: o valor total de receita gerado ao longo do relacionamento com o cliente tende a superar os custos de aquisição.

Esse é um indicador claro da sustentabilidade do negócio.

4. Redução da inadimplência

Outra vantagem importante da renda recorrente é que o modelo facilita o controle da inadimplência na empresa.

Quando a empresa utiliza um sistema billing, por exemplo, há uma régua de cobrança automatizada que envia diversos lembretes e avisos para os clientes. 

Com a cobrança automática, as chances de inadimplência caem drasticamente. 

Além disso, são oferecidas várias formas de pagamento recorrente.

Entre elas, cartão de crédito, boleto, link de pagamento, carteiras digitais e o Pix.

Assim, a empresa consegue controlar de perto os pagamentos pendentes e se habilita a agir rapidamente para evitar a inadimplência. 

5. Maior eficiência operacional

É muito mais fácil gerenciar o comercial, estoque, logística e financeiro quando você sabe exatamente quanto vai vender no próximo mês.

Por isso, a renda recorrente também é uma forma de melhorar a eficiência operacional da empresa e tornar seus processos mais inteligentes.

6. Aumento de oportunidades de venda

Quando você tem um relacionamento próximo com o cliente, fica mais fácil criar novas oportunidades de venda.

Você pode, por exemplo, oferecer um produto ou serviço superior, como no caso de clientes que assinam um plano básico e podem se beneficiar de um upgrade para o plano premium de um software. 

Chamamos essa técnica de venda de “upselling”, que consiste em oferecer uma solução melhor relacionada ao produto ou serviço que o cliente já assina. 

Outra estratégia é o cross selling, que consiste em oferecer produtos ou serviços complementares à oferta atual, como uma ração úmida adicional para um cliente que possui uma assinatura mensal de ração seca em um pet shop.

7. Escalabilidade para o negócio

Um negócio se torna escalável quando é possível expandir operações sem aumentar custos na mesma proporção.

É o que acontece com as startups e scale-ups, que crescem rapidamente e mantêm uma estrutura enxuta graças ao modelo de negócio ágil.

Com a renda recorrente, você consegue escalar seu negócio mais facilmente, já que as receitas são previsíveis, os processos são padronizados e é possível planejar o crescimento com mais precisão. 

Modelos que se valem da renda recorrente mensal

A renda recorrente se tornou popular na indústria de softwares, mas já se espalhou por vários segmentos do mercado. 

Veja quais ramos de atividade mais se beneficiam desse modelo. 

Clubes de assinatura

Os clubes de assinatura estão bombando no Brasil, com mais de 4 mil empresas ativas e 800 novos negócios criados durante a pandemia de 2020, segundo dados da Betalabs.

O faturamento total do setor ultrapassou R$ 1 bilhão em 2020 e o crescimento total foi de 60% em relação a 2019.

Os segmentos com maior destaque no país são os clubes de livros, bebidas, alimentos e cuidados pessoais, mas também há empresas especializadas em produtos para pets, ferramentas e kits temáticos para nichos específicos.

Obviamente, essas empresas dependem da renda recorrente e apostam na curadoria de produtos exclusivos, entrega ágil e criatividade para conquistar cada vez mais assinantes

Pelos números que observamos, está dando muito certo.

Estética

O mercado de estética tem se beneficiado do modelo de renda recorrente com planos e assinaturas personalizados.

Além dos clubes de assinatura de produtos de beleza, destaque para as clínicas estéticas que oferecem planos mensais para seus clientes.

São pacotes com sessões de massagem, drenagem linfática, eletroterapia, limpeza de pele, eletrolipólise, entre outros serviços que podem ser realizados mensalmente.

A frequência garante um resultado melhor nos tratamentos, aumenta a satisfação dos clientes e ainda gera receita recorrente para a empresa.

Educação

Na área de educação, as escolas, cursos e faculdades já são conhecidas pelo modelo de mensalidade e renda recorrente.

Com o crescimento do EAD (Ensino a Distância), que registrou alta de 70% nas matrículas em 2020 (dados da Catho, publicados no Terra), as empresas do segmento ganharam ainda mais força.

Para acompanhar o aumento de alunos, as empresas educacionais têm recorrido a sistemas de gestão de pagamentos recorrentes que automatizam todo o processo de matrícula, cobrança mensal e rematrícula.

Não à toa, a Vindi tem escolas de idiomas e universidades entre seus clientes.

Seguros

As seguradoras e corretoras estão entre as empresas que mais se beneficiam da renda recorrente e estratégias de cobrança recorrente.

Com um bom sistema de gestão de pagamentos recorrentes, elas conseguem ter maior controle sobre as cobranças, aumentar a base de segurados, combater a inadimplência e renovar os seguros automaticamente.

Isso vale para todos os ramos do mercado de seguros: seguros de vida, seguros saúde, seguros de automóveis, entre outros.

Com as opções de planos cada vez mais personalizados, o modelo de cobrança recorrente está ficando mais complexo e exigindo tecnologias específicas. 

Renda recorrente na advocacia: é possível?

Sim, é possível ter renda recorrente na advocacia, desde que você foque nos contratos certos.

Para garantir o pagamento recorrente, é interessante priorizar os contratos mensais e de longo prazo, que já têm uma demanda frequente para o escritório.

Outra forma de aplicar o modelo recorrente no mercado jurídico é abrir uma lawtech (startup especializada em tecnologias e soluções inovadoras para juristas). 

Um exemplo são as lawtechs que oferecem softwares de gestão de documentos jurídicos por assinatura.

Como ter uma renda recorrente na empresa

Para conquistar sua renda recorrente, é importante seguir alguns passos para adaptar seu modelo de negócio.

Confira nossas dicas.

1. Adapte suas soluções à recorrência

Algumas empresas não têm como fugir das vendas pontuais, como no caso do comércio de bens duráveis. 

Mas, fora esses casos, quase todo produto ou serviço pode ser adaptado ao modelo de recorrência.

Assim, se você tem uma academia ou uma escola, por exemplo, o pagamento recorrente já está no DNA do negócio.

Se possui uma clínica estética ou um escritório de contabilidade, precisa de um pouco mais de criatividade para criar serviços recorrentes e comercializar planos e assinaturas em vez de soluções pontuais. 

Portanto, cabe a você encontrar o caminho para transformar suas vendas pontuais em vendas recorrentes, utilizando sempre a lógica da assinatura. 

2. Foque no valor em longo prazo

Enquanto os negócios tradicionais pensam em conquistar novos clientes a todo custo e aumentar o ticket médio, os negócios recorrentes pensam no valor gerado por cada cliente ao longo do tempo – lembra o Lifetime Value

Por isso, é importante fazer suas projeções pensando na renda recorrente gerada mês a mês, em vez de contar com vendas pontuais de valor maior. 

Para aumentar os ganhos, a estratégia pode ser elevar o valor da mensalidade e oferecer novos planos e pacotes conforme você expande o negócio e melhora seu atendimento. 

3. Ofereça diversos meios de pagamento

Um dos segredos para o sucesso da renda recorrente é oferecer diversos meios de pagamento aos clientes.

O ideal é disponibilizar o pagamento em cartão de crédito, boleto, link de pagamento, Pix e carteiras digitais, por exemplo.

Assim, o cliente pode escolher a forma mais conveniente e organizar melhor suas contas.

4. Use um sistema de gestão de pagamentos recorrentes

Não é nada prático gerenciar manualmente as cobranças recorrentes, pois você precisa estar atento aos recebíveis, enviar lembretes aos clientes e controlar cada assinatura e plano.

Por isso, é importante ter uma solução como a Vindi, que reúne na mesma plataforma todos os recursos para gerenciar os pagamentos recorrentes, controlar as finanças e fazer a cobrança automática todo mês. 

Comece hoje a gerar receita recorrente

Se você quer começar na renda recorrente, precisa de um sistema que agilize a cobrança e a gestão dos planos e assinaturas.

A Vindi é a plataforma ideal para empresas de todos os tamanhos e segmentos, pois oferece um gateway de pagamento completo, com vários meios disponíveis, gestão de assinaturas, controle financeiro, recuperação de inadimplência e muito mais. 

Atendemos escolas, portais de conteúdo, academias, companhias aéreas, empresas de software, universidades, seguradoras, clínicas de estética e vários outros ramos que encontram na recorrência a solução para a sustentabilidade do negócio.

E você? Está pronto para aderir à renda recorrente e multiplicar resultados?

Conte com a gente para simplificar seu processo de cobrança e fazer seu negócio decolar.