No post de hoje vamos te dar dicas valiosas de como fazer promoção Black Friday e vender muito numa das mais importantes datas comerciais do ano.

A Black Friday de 2019, por exemplo, foi um sucesso. A Ebit|Nielsen calcula que o faturamento do ano passado chegou a R$ 3,2 bilhões. A boa notícia é que, em 2020, ele deve ser ainda maior. 

Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com o Neotrust Compre&Confie, a estimativa para a Black Friday 2020 é de crescimento de 77% nas vendas em relação a 2019, atingindo a marca de R$ 6,9 bilhões.

A pandemia de Covid-19 não colocou em xeque uma das maiores datas do ano. Isso porque a Black Friday já tinha um forte apelo no comércio online, algo que vai se consolidar ainda mais este ano. 

O brasileiro está ainda mais acostumado com as compras virtuais depois dos últimos meses. Assim revela o dado de que 71% dos brasileiros aumentaram suas compras online após a pandemia da Covid-19, da pesquisa da NZN Intelligence publicada na E-commerce Brasil.

Além disso, de todos os consumidores que pretendem comprar na Black Friday, 58% planejam comprar apenas online, segundo pesquisa da Méliuz.

Portanto, os e-commerces devem se preparar para a ocasião. Você já sabe como fazer promoção Black Friday? É o que vamos desenrolar a seguir! Acompanhe:

Como planejar seus descontos Black Friday?

Sabemos que esta época do ano pede descontos matadores para lojas que querem vender muito na Black Friday. Mas como seu empreendimento pode calcular os descontos sem perder a lucratividade? Entenda:

1. Negociação com fornecedores

Para gerar bons descontos para seus clientes e, ainda assim, não perder tanto a margem de lucro, uma opção é negociar com fornecedores um preço menor pelos produtos.

Assim, sua loja consegue revendê-los a um preço menor, mas tendo menor custo de aquisição também.

2. Análise de Concorrência

Analise os preços praticados pela concorrência do seu nicho. Quais são os preços iniciais e as porcentagens de desconto? Com esses dados em mãos, fica mais fácil posicionar sua promoção Black Friday na média do mercado.

3. Controle de Estoque

Analise a sua capacidade de estoque para que tenha os produtos de maior giro disponíveis em boa quantidade para as promoções.

Não deixe de fazer um estudo de quais são os produtos da sua loja mais procurados na ocasião em outros anos. Será um bom indicativo do que você deve investir mais na Black Friday e evitar erros de gestão de estoque.

4. Cross selling

Aproveite a ocasião também para “desencalhar” produtos parados no seu estoque, ou aumentar suas vendas, através da estratégia de cross selling.

Trata-se de uma forma de oferecer uma venda casada, sendo dois ou mais itens relacionados entre si por um preço especial em ambos. Um deles é um produto de alta procura e o outro, o produto com menor saída.

Neste caso, a promoção deve ser bem especial para o segundo item, para que o cliente leve o conjunto.

5. Meios de pagamento

Ofereça diversas formas e meios de pagamento para seu público poder escolher pagar da forma mais conveniente!

Com a Vindi integrada ao seu e-commerce, por exemplo, você pode receber por cartões de todas as bandeiras, boletos bancários, links de pagamento e muito mais!

Com total segurança e controle para o seu negócio. Aproveite que estamos com descontos para esta Black Friday, já valendo! Acesse e confira:

O que oferecer além de descontos na Black Friday?

Os descontos são os benefícios mais procurados pelos consumidores na Black Friday, mas, além deles, é possível planejar mais vantagens para se diferenciar da concorrência e atrair consumidores. Conheça algumas estratégias para esse planejamento:

6. Frete grátis

Depois dos descontos, o frete grátis é uma das promoções mais procuradas pelos consumidores na Black Friday. Portanto, ele pode ser ofertado na sua loja, caso se encaixe na sua estratégia.

Uma forma de não ter prejuízos por não cobrar o frete é oferecer um desconto menor em produtos com frete grátis. Ou, ainda, estipular um valor mínimo de compra para que este benefício seja liberado. Assim, você também consegue aumentar o ticket médio do cliente.

7. Cashback

O cashback é uma oferta de “dinheiro de volta” a partir de uma compra. Funciona da seguinte maneira: você oferece ao cliente uma porcentagem do valor da compra de volta na carteira virtual dele para uma compra futura na sua loja.

Desta forma, as chances dele voltar a comprar com você depois da Black Friday também aumentam, além dele ter a sensação imediata de estar gastando menos.

Alguns aplicativos, como o Ame e o Méliuz operacionalizam o cashback para estabelecimentos credenciados.

8. Cupom de desconto

O cupom de desconto também é um incentivo para uma primeira compra. Através de um código promocional, o cliente aplica um desconto no carrinho de compras e recebe o abatimento da porcentagem.

Pode ser um adicional apenas para pessoas cadastradas em sua mailing, ou mesmo uma ação virtual com influencers para a distribuição de cupons. Agregue valor a essa estratégia e veja os resultados!

Como impulsionar sua promoção Black Friday?

De nada adianta planejar promoções incríveis para a Black Friday se elas não tiverem visibilidade.

Uma grande tendência são as buscas online das melhores ofertas pelo consumidor. 

Cerca de 58% dos consumidores brasileiros declaram que utilizarão a busca na internet para ter mais informações sobre produtos e lojas, segundo a pesquisa da Méliuz.

Assim, estar presente nos mecanismos de busca, como o Google, podem fazer toda a diferença no seu alcance de público.

Então, veja a seguir como fazer sua oferta chegar aos principais resultados de busca na internet:

9. Google Shopping

Quando um consumidor digita um produto no buscador do Google, é comum que os primeiros resultados sejam miniaturas do produto com os preços de diversos estabelecimentos, como um comparador de preços do Google.

Essa ferramenta é o chamado Google Shopping, que tem também uma aba especial além do topo da página de resultados gerais.

Apesar de ser uma ferramenta paga pelo estabelecimento, esse investimento pode dar muito retorno, pois guia diretamente as escolhas de compra do público. Além de dar visibilidade direta para seu produto.

Assim, esse posicionamento no Google Shopping pode ser estratégico para aumentar suas vendas! Clique no link e saiba mais.

10. Google Meu Negócio

Outra ferramenta muito interessante do buscador é o Google Meu Negócio, na qual você cria um perfil para seu negócio.

Ela é gratuita e permite exibir as principais informações sobre seu estabelecimento, como telefone, endereço, site e outros, quando alguém busca pelo seu nicho no Google.

Veja o exemplo abaixo:

Perfil de estabelecimento criado no Google Meu Negócio.

Além disso, a ferramenta possibilita publicar fotos e ofertas no seu perfil de negócio e, dessa forma, promover aos clientes os diferenciais e dar mais motivos para escolherem sua empresa.

11. Ads

Os anúncios pagos são uma forma de garantir que sua loja seja exibida nos primeiros resultados do Google para determinadas palavras-chave do seu negócio.

Por exemplo, se você vende artigos esportivos, pagar por essa palavra-chave ao Google Ads exibirá seu site na forma de anúncios entre os 3 primeiros resultados do buscador quando alguém buscar “artigos esportivos”.

Os Ads também podem ser usados nas redes sociais, como Instagram e Facebook, permitindo ainda mais alcance para sua oferta.

Use bem essa estratégia, investindo em palavras-chave relevantes e segmentando o público que verá os anúncios, de acordo com o perfil de cliente ideal. 

O Google permite, por exemplo, que você só pague pelos cliques recebidos no anúncio, o que pode diminuir os custos da ferramenta.

Veja também: 10 dicas de como usar as redes sociais para aumentar suas vendas

Aproveite as redes sociais também para fazer um vídeo com potencial de viralizar. É uma forma de divulgação orgânica, que não precisa de nenhum pagamento. Confira este exemplo da Vindi de 2019:

12. Disparos por SMS, e-mail ou Whatsapp

Uma forma de atingir um público certeiro é, também, enviando notificações para sua base de atuais clientes que tenham cadastro na sua loja, informando que sua loja está em promoção.

Podem ser mensagens de texto ou campanhas de e-mail. Veja alguns exemplos de mensagens SMS:

  • {NomeLoja}: Está chegando, {NomeCliente}! Estamos preparando ofertas de até XX% em todo nosso site. Te esperamos em https://seusite.com.br.
  • {NomeLoja}: {NomeCliente}, seja um dos primeiros a aproveitar nossas ofertas! Use o código exclusivo {CódigoPromocional}: https://seusite.com.br.
  • {NomeLoja}: Sabe o {Produto} que você sempre quis? Nesta Black Friday você compra com XX% OFF. Confira! https://seusite.com.br.

13. Reputação de marca

Por fim, para ter uma estratégia promocional de Black Friday bem sucedida na internet, saiba que os consumidores estão cada vez mais bem informados e em busca de marcas éticas.

Isso quer dizer que a reputação de marca importa muito. O público está atento à promoções reais e avaliações sobre os produtos de outros consumidores. 

Uma boa maneira de se posicionar nesse contexto é incentivar seus clientes a deixarem avaliações e reviews nas suas páginas de produtos, o que transmite credibilidade.

Além disso, é preciso ter um bom histórico de preços, atendimento e entregas, em sites como ReclameAqui, para que o conjunto seja atrativo.

Como se preparar para o alto fluxo de vendas?

Por fim, existem algumas dicas capazes de tornar a experiência de compra mais tranquila e segura para seu público, que são essenciais para qualquer e-commerce.

O objetivo é que, após a atração, eles consigam finalizar a compra com um bom desempenho do site e do checkout de pagamento. Veja mais:

14. Servidor

É preciso considerar que, no caso de uma oferta bem sucedida de Black Friday, o número de acessos ao seu site ou e-commerce vai aumentar muito durante as promoções.

Para que o site não trave ou saia do ar, você precisa contar com uma plataforma bem estruturada em questão de servidores.

Por isso, garanta que a hospedagem da sua loja virtual seja feita em uma rede de servidores de confiança, que aguentarão o “tranco” da Black Friday.

15. Segurança

No meio dessa intensa atividade comercial, há também sites e hackers mal intencionados, que podem fazer o público cair em fraudes e phishing.

Por isso, seu site deve transmitir toda a segurança e credibilidade para que as pessoas confiem em realizar a compra. E além dessa finalidade, esses cuidados também garantem que sua operação comercial estará protegida de roubos.

Para tanto, você precisa:

  • Manter seu site sempre atualizado;
  • Ter um certificado SSL, que é uma forma de criptografar dados sigilosos do seu site;
  • Usar meios de pagamento com PCI Compliance, ou seja, que adotam os mais altos padrões de segurança;
  • Adotar um firewall, que impede tráfego suspeito no seu site;
  • Ter selos no seu site, como o Selo Black Friday Legal.

Dentre outras medidas de proteção. Informe-se sobre o assunto “segurança virtual” para não ter dores de cabeça!

Por fim, um fato muito importante é que o consumidor pode deixar de fazer uma compra se não encontrar o meio de pagamento que deseja. 

Dessa forma, não perca vendas e conte com plataformas completas e seguras de pagamentos, como a Vindi, que trabalha com os principais meios de pagamento do mercado.

Receba por cartões de todas as bandeiras, boletos bancários, link de pagamento e, ainda, conte com nossos especialistas para te ajudar na gestão de seus recebíveis. 

Você não vai perder nossos descontos especiais nas mensalidades da plataforma, além de outros benefícios, para esta Black Friday, né? A pré-venda já começou!

Acesse nossa página de descontos e aproveite!