Tipos de logística: qual a melhor para seu negócio online?

Os diferentes tipos de logística envolvem desde o armazenamento de produtos, planejamento, execução e controle de transporte, até a garantia da integridade e entrega das mercadorias aos clientes na data prevista.

Assim, a logística é responsável direta pelo lucro ou prejuízo da sua empresa. Segundo a pesquisa “Logística no e-commerce”, realizada em 2017 pela ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o comércio virtual movimentou quase 60 bilhões de reais no último ano. O que representa um crescimento de 12% em relação ao ano de 2016.

Contudo, o transporte das mercadorias ainda é o maior gasto de empresários do ramo (58%), seguido pela armazenagem (21,5%) e manuseio (20,5%). Entretanto, o estudo afirma que o tempo de entrega dos produtos aumentou, tornando o aspecto mais caro da logística, também o de menor qualidade.

Um e-commerce que não se preocupa com tipos de logística e suas estruturas, não pode esperar ter grandes retornos financeiros. Pelo contrário, os prejuízos podem ser grandes.

Logo, todos os tipos de logística devem estar presentes em qualquer empresa, grandes e pequenas. Além de colaboradores qualificados e com experiência na função.

Tipos de Logística

A logística é responsável por planejar e distribuir os materiais e suprimentos necessários em um negócio. Assim, podemos dividi-la em quatro atividades principais:

  • Suprimentos;
  • Produção;
  • Reversa;
  • Distribuição.

Cada um desses processos afeta diretamente a performance das suas vendas online. Ter um bom controle de estoque, calcular fretes corretamente e planejar vendas são essenciais para proporcionar uma boa experiência de compra.

A pesquisa promovida pela ABComm apontou, ainda, que o atraso nas entregas é o principal problemas para 61% dos e-commerces. Isso afeta diretamente a experiência de compra de um cliente e, consequentemente, os resultados de uma empresa.

Para evitar que seu e-commerce enfrente esse tipo de problema, é preciso conhecer bem todos os tipos de logística. Afinal, só assim você poderá desenvolver estratégias efetivas.

tipos de logística - box
Logística de Suprimentos

A logística de suprimentos é um dos processos mais importantes dentro de uma organização. Afinal, é responsável por gerenciar a matéria-prima necessária para confeccionar um produto e garantir que a quantidade esteja alinhada com a demanda.

Além disso, cuida do abastecimento, embalamento, gestão de fornecedores e redução de custos.

Dentro dela, também podemos incluir estocagem e transporte da matéria-prima. É também responsável por informar os níveis de abastecimento em diferentes etapas de produção. Ou seja, a logística de suprimentos precisa garantir que o fluxo dos materiais esteja alinhado com a demanda estabelecida.

Logística de Produção

A logística de produção é parte do processo industrial, onde é feita a conversão da matéria-prima no produto final. Ou seja, esse processo inclui a coordenação das etapas de montagem e fabricação. Aqui é feito todo o controle de fluxo dos materiais (na fábrica e na empresa), realizando a armazenagem intermediária, abastecendo os postos de trabalho e emitindo a expedição do produto final.

Esse processo também se responsabiliza prever a demanda externa. Levando em consideração as condições apresentadas pelo mercado para criar um planejamento de produção a curto, médio e longo prazo, a fim de evitar desperdícios e prejuízos.

Logística Reversa

A logística reversa procura recuperar suprimentos e materiais em processos de montagem e produção. Ou seja, esse processo reintegra uma mercadoria ao estoque e remove excessos.

Além disso, seu principal objetivo é tornar uma empresa sustentável ao reutilizar materiais usados e fazer com que eles possam voltar ao estoque em boas condições.

Podemos incluir na logística reversa diversas atividades, como:

  • Impedir que um material cause danos à natureza;
  • Seja inutilizado de forma inadequada;
  • Gerar maior economia com a reciclagem de matéria-prima.

Logo, a logística reversa pode ser usada no planejamento de estratégias de reaproveitamento de materiais usados.

Logística reversa: Pós-venda

A logística de pós-vendas está diretamente ligada a produtos que não atenderam as expectativas dos consumidores. Esse processo pode ser dividido em duas subcategorias:

E-commerce: quando a mercadoria não atende às expectativas do cliente e seu uso perde o sentido. Nesse caso, a logística reversa do pós-venda assume o papel de recolher o produto para reaproveitar seu material;
Varejo: quando os consumidores cancelam a aquisição e o produto é retornado a empresa.

ebook gateway ou subadquirente
Logística de Distribuição

O principal objetivo da logística de distribuição é garantir a quantidade certa de mercadorias no estoque e realizar a entrega no prazo determinado. Para isso, é preciso administrar o centro de distribuição, abastecer a área de separação de pedidos, controlar a expedição de transporte de cargas entre fábricas e centros de distribuição e coordenar os roteiros de transporte urbano.

A logística de distribuição pode ser dividida em cinco etapas:

  • Conferência de cargas após expedição;
  • Roteirização de entregas;
  • Administração de transportes;
  • Controle de fretes;
  • Monitoramento.

Além disso, o responsável deverá cuidar da reposição de estoque, observar detalhes dos produtos (como prazos de validade) e equipamentos de carga e descarga e inspecionar os veículos para distribuição.

A importância dos tipos de logística para e-commerce

Embora seja importante conhecer os diferentes tipos de logística, um e-commerce possui algumas peculiaridades que precisam ser levadas em conta (além de fornecedores, transportadoras, operadores logísticos e concorrentes).

Por exemplo: sua loja estará disponível em tempo integral, assim como todas as informações a respeito da sua marca, produtos, preço, frete e prazo de entrega.

Logo, é preciso ficar atento a esses detalhes para evitar frustrar seus consumidores e manter o bom funcionamento (e imagem) do seu e-commerce.

Também é importante evitar o acúmulo de produtos em seu estoque, pois isso significa dinheiro parado. Portanto, lembre-se sempre destes três fatores na hora de realizar o controle de mercadorias armazenadas:

  1. Defina os níveis de estoque e tempo de reposição;
  2. Realize inventários frequentemente;
  3. Crie estratégias para limpar estoque (sobretudo para itens obsoletos).

Processo de compra e período de entrega

Outro fator importante em um e-commerce, é entender os processos de compra. Desde a preparação do produto, até a confirmação e entrega.

Antes de mais nada, o consumidor precisará localizar sua mercadoria. Nesse momento, ter as informações necessárias é decisivo para a compra. Por isso, capriche na descrição de seus produtos!

Uma vez que a compra for autorizada, o pedido será transmitido ao seu site. A partir daí, basta ser processado e validado pelas operadoras de cartão de crédito (ou empresas de gestão de pagamentos), que analisam os dados e os redirecionam ao financeiro da sua empresa.

Após a confirmação, é preciso realizar a separação da mercadoria para emitir a documentação fiscal que será entregue ao transportador. O período de entrega pode ser calculado a partir daí.

como-montar-um-clube-de-assinaturas
Meios de entrega: Correios ou transportadoras?

Por último, mas não menos importante, é preciso analisar o meio de entrega ideal: Correios ou transportadora.

Tanto os Correios, quanto transportadoras, atuam com diferentes tipos de negócios em diversas regiões. Para descobrir qual a melhor opção para o seu e-commerce, é preciso levar em consideração que o preço não é o único fator decisivo. Fique atento a questões como:

  • Abrangência e localização (quais regiões atende);
  • Sazonalidade (para saber como ela atua em situações adversas como greves ou feriados);
  • Segurança, sobretudo em relação ao seguro das cargas;
  • Regulamentação para trabalhar com seus produtos (em casos de alimentos, por exemplo);
  • Política de reajuste de preços;
  • Preços e volume de envios.

Antes de fechar um contrato, conheça as condições dos Correios e transportadoras. Assim, você será capaz de escolher o meio de entrega mais adequado ao seu tipo de e-commerce. Nos Correios, por exemplo, existe uma cota mensal e uma quantidade de produtos a serem enviados por mês. Caso o valor dessa cota não seja atingido, o contratante do serviço deverá arcar com a diferença.

Por isso é importante estudar todos os detalhes previamente, para não ter nenhuma interferência negativa em seu fluxo de caixa.

O sucesso do seu e-commerce está diretamente ligado aos diferentes tipos de logística (suprimentos, produção, reversa e distribuição). Assim, é de suma importância conhecer bem o funcionamento de cada uma para poder desenvolver estratégias aliadas a capacidade e conceitos da sua loja virtual.

Sobre o autor

Redação Vindi
A Equipe de redação Vindi é formada pela área de sucesso do cliente, marketing, financeira e vendas. Todo mundo contribui para que você fique informado sobre tudo em assinaturas, pagamento on-line e Saas.

Você vai gostar também

Como transformar seu e-commerce em um clube de ass... Nos Estados Unidos já existe uma migração do e-commerce “venda a venda” para “venda recorrente”. E importante que os empreendedores entendam essa migr...
Tendências para o e-commerce 2018: você está prepa... E lá vamos nós para mais um ano!!! 2018 chegou!!! E após um 2017 de crescimento, o e-commerce promete continuar evoluindo, inovando e crescendo. Ap...
Práticas de segurança indispensáveis para quem ven... Estou mais uma vez aqui para falar sobre segurança da informação, que é um dos temas que mais preocupa os compradores durante uma transação online e.....
O que é chargeback e como se proteger? O chargeback é um dos grandes vilões das lojas de e-commerce. Muitas empresas deixam de receber grandes quantias referentes à venda de produtos por ca...