O Pix para empresas é uma solução rápida, ágil e segura para você receber pagamentos instantâneos.

Desde que chegou, o Pix caiu nas graças do povo brasileiro e se tornou quase indispensável entre os meios de pagamento que um negócio precisa oferecer.

Além de agradar ao público, também facilita para o empreendedor, pois é prático e pode representar uma economia nos custos de transferência.

Porém, é preciso ficar atento às tarifas que alguns bancos cobram das pessoas jurídicas.

Acompanhe a leitura e saiba como usar essa ferramenta para alavancar o seu negócio.

Como funciona o Pix para empresas?

O Pix para empresas funciona de forma parecida com o Pix entre pessoas físicas.

Basicamente, o cliente faz a transferência do valor da compra e o dinheiro cai na conta no mesmo dia. 

É para isso que o Pix foi lançado pelo Banco Central: para facilitar e agilizar a transferência de dinheiro e os pagamentos entre pessoas e instituições.

No caso das empresas, as funcionalidades são quase as mesmas

O consumidor não paga taxas pela transferência e pode realizá-la a qualquer hora do dia ou da noite, mesmo em finais de semana e feriados.

O Pix no pagamento de compras pode ser feito como uma transferência normal, via QR Code ou pelo código copia e cola. 

A principal diferença é que o BC proíbe tarifas no Pix para empresários individuais (EI) e microempreendedores individuais (MEI), assim como pessoas físicas.

Já os CNPJs fora destas duas modalidades estão sujeitos a cobrança.

Por isso, após os primeiros meses de implantação do sistema, algumas instituições financeiras passaram a cobrar tarifas das pessoas jurídicas para receberem Pix.

Portanto, é importante verificar isso na hora de oferecer Pix PJ como uma forma de pagamento e levar em conta esses custos.

Mais à frente neste texto, veremos as tarifas cobradas por cada banco.

Outra diferença no Pix para empresas é que uma pessoa física pode cadastrar até cinco chaves diferentes para receber e enviar Pix em seu banco. 

Já a pessoa jurídica, até 20. 

Como está sendo a adesão ao Pix pelos consumidores?

Quem tem uma loja virtual ou vende em um marketplace, certamente, já recebeu muitas mensagens com a famosa pergunta: “Aceita Pix?”

A procura é grande por esta forma de pagamento até mesmo em lojas físicas, afinal, cada vez menos as pessoas circulam com dinheiro vivo.

E os números comprovam a sensação que se tem “atrás do balcão”.

Segundo o Banco Central, em reportagem da Folha de S. Paulo, o Pix tornou-se o sistema de pagamento instantâneo com adesão mais rápida no mundo, seguido por modelos do Chile e da Dinamarca.

Os gráficos do BC mostram a escalada na quantidade de transações por Pix e no valor movimentado.

Pix para empresas: gráfico do BC mostra a escalada de transações no PIX. Quantidade de transações Pix liquidados mensalmente no SPI e fora do SPI (transações liquidadas nos livros do participante), considerando ordens de pagamento e devoluções no período.
Crédito: Banco Central do Brasil

Até o final de outubro de 2021, mais de 90 milhões de usuários já haviam realizado ou recebido Pix.

Além disso, de acordo com uma pesquisa do Nubank, citada pelo Valor, a modalidade é muito popular entre o público mais jovem.

Qual a diferença entre o Pix para empresas e outras formas de pagamento?

Para entender bem as diferenças entre o Pix para empresas e outras formas de pagamento, nada melhor que um comparativo direto com cada uma delas.

Pix vs. boleto bancário

A usabilidade é um fator que favorece o Pix, afinal, a transferência pelo celular ou com QR Code costuma ser mais fácil que a leitura do código de barras.

Além disso, a principal diferença é que a compensação do Pix para empresas é mais rápida, pois cai na conta no mesmo dia. Enquanto o  boleto bancário só compensa no dia seguinte.

Além disso, uma pesquisa do Time de Analytics da Vindi com os clientes que já estão usando a funcionalidade apontou que os clientes dos nossos clientes realizam o pagamento mais rápido via Pix. 

Outra pesquisa, desta vez da Yapay, revelou que 65% dos lojistas acreditam que o Pix substituirá os boletos bancários e 50% acreditam que ele esteja substituindo as transferências bancárias.

Pix vs. transferência bancária tradicional (TED e DOC)

Em primeiro lugar, o Pix é muito mais rápido que uma transferência tradicional.

Além disso, os custos do Pix costumam ser mais baixos.

Porém, dependendo das tarifas que o seu banco cobra, como veremos mais adiante, vale a pena fazer os cálculos e comparar no seu caso específico.

Uma grande vantagem é a possibilidade de fazer transferências 24 horas por dia, incluindo finais de semana e feriados.

Para desencorajar fraudes e crimes como sequestro relâmpago, porém, recentemente o valor do Pix no período noturno (20h a 6h) foi limitado a R$ 1.000.

Segundo o Banco Central, 90% das transferências feitas por Pix são abaixo de R$ 500.

Pelo mesmo motivo, o Banco Central limitou o valor do Pix no período do dia para o mesmo do TED.

Os clientes podem pedir um aumento nesse limite, que será avaliado pelo banco.

Pix vs. cartão de crédito

Para quem recebe um pagamento, geralmente, o valor de uma transação via cartão de crédito só fica disponível 28 dias depois

A não ser que o cliente opte por negociar uma antecipação de recebíveis com a adquirente mediante o pagamento de taxas. Com os pagamentos do Pix, essa espera não acontece.

Além disso, um cartão de crédito geralmente tem anuidade, o que pode levar alguns clientes a optarem pelo não uso dessa forma de pagamento. Como já falamos, diversificar as formas de pagamento é sempre importante. 

Já do lado dos empreendedores, é preciso lidar com os custos do aluguel de maquininhas nos negócios físicos. Já nos e-commerces, é preciso negociar um contrato com as adquirentes. 

Pix vs. cartão de débito

O cartão de débito é um pouco mais ágil para receber que no crédito, mas não tanto quanto com o Pix. 

Da mesma forma, é necessário contratar uma maquininha e manter o aluguel dela em dia, sempre se vinculando a uma adquirente para trabalhar. 

A ideia do Pix para empresas é trazer mais flexibilidade.

4 motivos para usar Pix na sua empresa

Dito tudo isso, vamos listar quatro motivos pelos quais você não pode deixar de usar o Pix para empresas. 

Pix para empresas: logomarca do pix, criada pelo Banco Central em 2020
Logomarca oficial do PIX, criada pelo Banco Central em 2020

1. Agilidade e praticidade

Chega de ficar horas ou dias esperando a transferência cair na conta ou o valor pago no cartão de crédito compensar.

Com o Pix na sua empresa, você recebe com mais rapidez.

Com o contato do seu cliente em mãos, você pode mandar o Pix para ele por e-mail e receber com muito mais agilidade. 

Isso pode ser muito importante para o seu fluxo de caixa e a organização financeira do negócio.

2. O povo gosta

Como já vimos, a adesão popular ao Pix é massiva.

Além de frustrar boa parte dos clientes, não aceitar Pix hoje em dia pode prejudicar a imagem de uma empresa no mercado.

Parece um atestado de que o lojista não está atualizado e inserido na tendência de praticidade atual.

Se o seu público é jovem, então, deixar de oferecer Pix pode ser um tiro no pé.

3. Menor perda de faturamento para os pequenos negócios

Em tempos de crise, quem tem Pix sofre menos.

Na sua Pesquisa de Impacto da Pandemia do Coronavírus nos Pequenos Negócios, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, o Sebrae constatou que as empresas que adotaram o Pix tiveram uma queda de faturamento menor.

Estes negócios tiveram 33% de perda, enquanto os que ainda não aderiram ao novo sistema registraram queda de 44%.

Segundo a mesma pesquisa, 77% dos pequenos negócios em todo o Brasil aderiram ao Pix.

4. Menos tarifas

A tendência é que os custos do Pix sejam menores que os das transferências tradicionais

Dependendo do valor da sua venda, o custo é bem menor que o da emissão de boletos e transferências bancárias. 

Vantagens do Pix Vindi para sua empresa

Para facilitar ainda mais a vida da empresa que usa a nova modalidade de pagamentos instantâneos, a Vindi ajuda a usar o Pix na cobrança recorrente e pontual.

Com o Pix Vindi, você pode criar assinaturas e cobranças avulsas na sua plataforma Vindi e selecionar o Pix como forma de pagamento.

Além de receber com mais agilidade, você garante a recorrência do seu recebimento na frequência que quiser.

O Pix Vindi é bom para o fluxo de caixa, é seguro e permite a visualização do saldo em página exclusiva do Pix. 

Também oferece mais comodidade ao cliente ao otimizar seu tempo, inclui financeiramente os clientes desbancarizados e aumenta a sua competitividade no mercado.

Clique aqui para saber mais sobre esta opção super vantajosa. 

Como fazer uma cobrança e receber pelo Pix?

O Pix para empresas é uma solução que contempla qualquer tipo de transação, desde compras, até serviços, tributos e contas em geral.

Para fazer uma cobrança avulsa, você pode abrir sua plataforma da Vindi e seguir o caminho: clientes > fatura avulsa > fatura > nova fatura avulsa.

Para receber por Pix na recorrência, ou seja, todos os meses, também não há segredos.

É só criar uma cobrança normalmente na sua plataforma Vindi e selecionar o Pix, como vimos no tópico anterior.

É preciso criar uma assinatura para cada cliente.

Para criar assinaturas, basta seguir o caminho: 

  • Clientes > Assinaturas > Nova Assinatura

Quais são as taxas do Pix para empresas?

Como vimos anteriormente, o Banco Central permite a cobrança de tarifas de recebimento no Pix para CNPJs que não são EI ou MEI.

Para facilitar, listamos aqui os valores praticados por alguns bancos atualmente, segundo o Tecnoblog, mas é importante lembrar que eles podem mudar a qualquer momento.

Além disso, dependendo do plano contratado com cada banco, o valor pode ser reduzido ou até zerado.

  • Itaú: até 1,45% do valor da transação, com mínimo de R$ 1 e máximo de R$ 150
  • Safra: até 1,3%, com mínimo de R$ 1,50 e máximo de R$ 150
  • Bradesco: até 1,45% para vendas no Pix pelo QR Code, com mínimo de R$ 0,90 e máximo de R$ 145
  • Banco do Brasil: até 0,99%, com máximo de R$ 140
  • Santander: até 1% do valor, com mínimo de R$ 0,50 e máximo de R$ 11 

Serviços como Mercado Pago, PagSeguro, PayPal, que funcionam como intermediários em todo tipo de pagamento online, também cobram taxas.

A do PagSeguro possivelmente é a mais alta do mercado, com 1,89% do valor da transação.

É preciso fazer os cálculos para saber qual forma de pagamento compensa mais. 

De qualquer forma, vale lembrar que as transferências tradicionais, TED e DOC, também têm custos, e não costumam ser baixos.

No caso do Pix da Vindi, que é gerado de forma automática todos os meses, com a praticidade de não precisar fazer novas cobranças, o custo é de 0,95% por transação aprovada, com valor mínimo de R$1,60.

Essa é uma das menores taxas do mercado, e você ainda conta com a vantagem de um sistema customizado para ter todas as informações das vendas em um ambiente exclusivo e organizado. 

É seguro usar o Pix em empresas?

Sim, o Pix para empresas é uma opção segura.

Nenhuma operação financeira está 100% livre de tentativas de fraude, golpes e ciberataques.

É importante ficar atento a pessoas mal intencionadas, mas o Pix é protegido pelas mesmas camadas de autenticação e criptografia de outras formas de transferência que sempre foram utilizadas, como TED e DOC.

As empresas não precisam se preocupar com os dados porque eles trafegam na mesma rede de todos os pagamentos eletrônicos, o Sistema Financeiro Nacional.

Além disso, os bancos oferecem outras camadas de proteção, como senha, biometria, reconhecimento facial, etc.

Como posso começar a usar o Pix na minha empresa?

Agilidade, facilidade, segurança, adesão massiva da população, tarifas geralmente mais baixas: tudo que vimos neste texto deixa claro que o Pix é uma necessidade para a sua empresa.

Agora, imagine essa praticidade toda em modo recorrente.

Com a Vindi, você envia uma vez (os dados do cliente) e recebe na frequência que escolher.

É só cadastrar as novas assinaturas e esperar os pagamentos caírem na sua conta de forma automática via Pix.

Chega de correr atrás e de sofrer com o risco de inadimplência.

PIX Vindi com Recorrência: imagem de mulher vestida com roupa laranja em fundo azul segurando celular com QR Code

Clique aqui agora mesmo e faça sua adesão! 

[avg] ([per]) [total] vote[s]

Write A Comment