Os “recebíveis” são os pagamentos que uma empresa recebe de seus clientes, pelos produtos ou serviços. Nos casos de vendas a crédito, ou mesmo débito, existem determinados prazos para o repasse dos recebíveis. Antigamente, os cheques pré-datados ou carnês também causavam esse atraso na liquidez de caixa. Por isso, muitos empresários optam, até hoje, pela antecipação de recebíveis.

Com ela, um pagamento no cartão de crédito à vista, por exemplo, que demoraria entre 28 a 31 dias para ser recebido (dependendo da operadora utilizada), pode ser recebido no mesmo dia ou em até dois dias úteis, no máximo. 

A antecipação de recebíveis pode se tornar, então, uma tentação para os negócios que desejam liquidez imediata no caixa, mas não podem deixar de vender a prazo.

Porém, é importante informar que esse recurso é emergencial, recomendado no caso de necessidade de capital de giro, pois seu uso frequente pode causar prejuízos ao balanço financeiro da empresa. 

Além disso, incidem certas taxas sobre a antecipação de recebíveis, que podem pesar a longo prazo. Entretanto, essa opção ainda é mais atrativa para os empreendedores do que um empréstimo comum.

Por isso, vale a pena conhecer como ela funciona, suas vantagens, como e quando seu negócio pode utilizar. Continue lendo este texto e descubra tudo sobre o assunto neste artigo!

O que é antecipação de recebíveis?

Trata-se de um recurso financeiro com o qual uma empresa antecipa o recebimento do valor de suas vendas a prazo ou parceladas, por meio de um banco, fintech ou adquirente (operadora de cartão). Esse intermediário cobra uma taxa para trocar o pagamento futuro por liquidez imediata à empresa.

Alguns dados sobre as taxas praticadas pela antecipação:

  • As taxas de antecipação são variáveis entre cada instituição, ficando entre 1% a 3%, na média;
  • Algumas operadoras de maquininha também oferecem mensalidades que têm a opção da antecipação inclusa no preço, e no uso, a taxa é zero;
  • Para empresas de alto faturamento, costuma haver isenções de taxa de antecipação. O ideal é se informar sobre essa faixa de valores com sua operadora ou banco;
  • Quanto maior for o tempo e o valor de antecipação, maiores podem se tornar as taxas. O sugerido é optar pelas vendas a curto prazo para ter as menores taxas.

Em geral, essa modalidade é interessante pois torna possível o acesso rápido aos seus recebíveis. Afinal, o recurso já é seu, mas só entraria no caixa futuramente.

Para compreender melhor, vamos supor que uma empresa tenha a receber um total de R$20.000,00 em parcelas a vencer no mês seguinte. Ao contratar a antecipação, a empresa recebe o total à vista, descontando-se a taxa da operadora da antecipação.

Se considerarmos, por exemplo, uma taxa de 1% sobre R$20.000,00, a empresa receberá, ao final, R$19.800,00. Ela fica com esse dinheiro disponível imediatamente em sua conta, e a instituição que operou a antecipação recebe o pagamento futuro dos credores da empresa.

Tipos de antecipação de recebíveis

A empresa também pode optar por diferentes tipos de antecipação. Tudo vai depender das necessidades imediatas de capital:

  • Parcial: antecipar apenas uma ou algumas parcelas futuras, não todas;
  • Integral: antecipação das vendas completas, em todas as parcelas;
  • Pontual: feita para uma venda única;
  • Automática: para recebimentos periódicos (diários, quinzenais ou mensais).

Por que as empresas usam a antecipação de recebíveis? 

Como vimos, há algumas vantagens em optar pela antecipação de recebíveis em vez de recorrer a empréstimos. O processo costuma ser menos burocrático, com juros menores, mais ágil e com menor risco.

As empresas usam a antecipação quando têm previsão de receber uma boa quantia a longo prazo, relativa a vendas já realizadas, mas precisam pagar despesas mais imediatas ou investir em algo necessário no momento.

Assim, optar pela antecipação é remanejar recursos para que não se pague juros sobre um crédito ou uma dívida atual.

A análise da concessão da antecipação costuma ser bem rápida, com instituições chegando a prometer liberações no mesmo dia ou em até 24h. Assim, não há tantas etapas e documentos necessários, apenas a comprovação dos recebíveis da empresa relativos ao crédito solicitado. Em resumo, as vantagens são:

  • Pagamento de taxas menores;
  • Não contrair dívida de empréstimo;
  • Mais rapidez para receber o recurso;
  • Mais fluxo de caixa para o negócio;
  • Contratação desburocratizada. 

Em quais cenários faz sentido usar a antecipação de recebíveis?

Para se imaginar melhor quando usar a antecipação, vamos levantar algumas situações em que ela pode ser vantajosa e realmente fazer sentido. 

Novos negócios

Quando se trata de novos negócios, os empreendedores podem estar começando do zero, sem muito capital de giro. Eles podem recorrer a financiamentos e investidores, é claro, mas a antecipação de recebíveis entraria como uma terceira opção. 

Alguns produtos precisam de investimento prévio e com a antecipação dos pagamentos, a empresa pode investir em matérias primas e mão de obra para viabilizar sua produção.

capa do e-book Kit do Empreendedor

Despesas emergenciais

A manutenção de alguns negócios podem requerer gastos imprevistos, como consertos de equipamentos, reparos ou compra de novos recursos.

Para poder lidar com essa despesa, a antecipação pode ajudar a gerar caixa para pagar à vista e poder negociar valores melhores, ou somente cobrir o gasto sem maiores preocupações.

Caixa no vermelho

Infelizmente, essa situação é muito comum, e pode ocasionar uma espiral de dívidas e empréstimos aos donos de negócios. Nesse cenário, o melhor é fazer um estudo aprofundado do diagnóstico financeiro da empresa para a tomada de decisão. 

A antecipação seria um paliativo para o negócio não parar de cobrir suas despesas básicas e essenciais, como funcionários, fornecedores e contas de energia e luz, para não parar de operar.

O recurso é um respiro para muitos negócios, mas é sempre bom a avaliar a saúde financeira do empreendimento, para evitar tomar a antecipação como hábito.

Como fazer a antecipação de recebíveis?

A operação é, hoje, amplamente disponível para qualquer pessoa com CNPJ vigente. Como já mencionamos, há 3 principais tipos de instituições que realizam antecipação de recebíveis às empresas:

  • Bancos;
  • Fintechs especializadas em antecipação de recebíveis;
  • Adquirentes/ operadoras de cartão de crédito, como Cielo, Rede, Getnet, Stone e outras

Cada uma terá sua taxa e condições. As fintechs têm se mostrado bastante competitivas nessa questão, oferecendo algumas taxas mais baixas e operando tudo de forma online.

A empresa deve optar pela instituição em que deseja operar sua antecipação de recebíveis, e contactá-la presencialmente ou pela central de atendimento/ online.

A partir daí, o solicitante deve especificar quais valores de vendas deseja antecipar e fornecer os documentos solicitados, basicamente comprovando que tem direito aos recebimentos. Algumas só solicitam Notas Fiscais; outras, exigem contratos, ordens de pagamento, etc.

Com a antecipação aprovada, o crédito é liberado na conta do solicitante para uso, com as taxas descontadas, geralmente dentro de 24h.

Dica! As empresas com baixo índice de inadimplência dos clientes, sem negativação e com relatórios de controle de fluxo de caixa têm mais chances de ter sua antecipação liberada com facilidade.

Bônus: como PIX poderá mudar o cenário das antecipações?

O PIX, novidade prevista para novembro deste ano no Brasil, poderá mudar toda a forma como se paga e recebe no país. Ele é um tipo de pagamento instantâneo, que será operado por aplicativo, permitindo transferências imediatas de valores entre duas contas.

Com o recurso, os donos de negócios poderão receber os pagamentos de suas vendas em segundos após os clientes usarem o PIX como forma de pagamento. Assim, o prazo das maquininhas de cartões para liquidação dos pagamentos é uma desvantagem frente à rapidez do PIX.

As chances são, portanto, de que as vendas por cartão diminuam quando o PIX for lançado e popularizado. Isso porque, além dele ser instantâneo, terá taxas muito baixas, na casa dos centavos. E sua operação será 24/7, ou seja, funcionará todos os dias da semana, em qualquer horário, inclusive aos feriados e finais de semana.

A mais nova informação é de que o PIX permitirá também o parcelamento de compras, fazendo frente aos cartões de crédito.

“O sistema do pagamento instantâneo (PIX) permitirá que a liquidação de compras seja feita em 30 dias, por exemplo”, disse Marco Zanini, sócio fundador da Dinamo Networks, que venceu a licitação do BC para fornecer equipamentos para a implantação do PIX.

Assim, podemos esperar que a antecipação dos recebíveis se torne obsoleta em um cenário de pagamentos instantâneos como o PIX.

Em conclusão, ele é uma das principais apostas do Banco Central para redução de tarifas e juros elevados praticados pelas instituições financeiras do país.


Sobre a Vindi

Se você deseja ter maior controle sobre a gestão financeira da sua empresa, a melhor opção é contar como uma plataforma confiável e automatizada para gerir seus recebíveis e tomar as melhores decisões. 

Com a Vindi, você tem relatórios detalhados sobre suas vendas e clientes, com controle de inadimplência e todos os recursos para facilitar suas cobranças e controle.

Ainda, a plataforma possibilita trabalhar com diversas adquirentes no seu sistema de cobrança e, assim, é possível ao empreendedor negociar a melhor taxa de antecipação de recebíveis com as adquirentes.

Solicite uma demonstração gratuita da plataforma agora mesmo!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.