Os números de 2021 mostram que o vertiginoso crescimento do e-commerce deve continuar animando os empreendedores por um bom tempo.

É isso que aponta uma pesquisa que acaba de sair e que mostra a tendência de aumento de vendas, pedidos e faturamento no comércio eletrônico do país.

Neste artigo, você vai conferir os resultados das lojas virtuais em 2021 e ficar por dentro de dados sobre ticket médio, compras mobile, apps de delivery e muito mais.

Então, siga a leitura e veja por que vale a pena aproveitar as oportunidades do e-commerce.

Crescimento do e-commerce em 2021

O e-commerce brasileiro cresceu 27% em 2021, totalizando R$ 182,7 bilhões em vendas, segundo dados da 45ª edição do relatório Webshoppers, publicado pela NielsenIQ Ebit em parceria com a Bexs Pay.

Para você ter uma ideia, o resultado em 2020 foi de R$ 143,6 bilhões em vendas.

O crescimento foi mais expressivo durante o primeiro semestre de 2021, quando o comércio eletrônico atingiu 41%.

Já no segundo semestre, houve uma pequena desaceleração do setor, com um resultado positivo de 17%.

O mês de maior salto foi março de 2021, que teve um crescimento de 75% em relação ao mesmo período de 2020.

Esse avanço do e-commerce já era esperado devido à aceleração da transformação digital causada pela pandemia de coronavírus, que levou mais consumidores a comprarem online durante o período de isolamento social.

De qualquer forma, um crescimento dessa dimensão em tempos de crise econômica impressiona e mostra o tamanho da oportunidade que o comércio eletrônico representa no Brasil.

Consumidor no e-commerce: novos vs recorrentes

Em relação aos consumidores do e-commerce, o relatório da NielsenIQ Ebit aponta que já existem 87,7 milhões de compradores online no país.

Desse total aferido em 2021, 10% são consumidores novos, que nunca haviam comprado pela internet antes — um total de 12,9 milhões de pessoas.

Para efeitos comparativos, em 2020, foram contabilizados 79,7 milhões de e-consumidores, dos quais 29% eram novos nas compras online.

Os resultados podem indicar que os consumidores online estão se consolidando no país e se tornando clientes recorrentes das lojas virtuais.

Conheça as principais tendências do e-commerce no Dentro do Ringue:


Evolução do ticket médio no e-commerce

Em 2021, tanto os novos consumidores quanto os consumidores recorrentes tiveram um ticket médio maior do que no ano de 2020.

O crescimento para os estreantes foi de 9%, chegando a R$ 454, enquanto os clientes recorrentes tiveram um aumento de 4%, atingindo R$ 441.

No total, o ticket médio do e-commerce brasileiro fechou em R$ 443 em 2021, contra R$ 423 em 2020 — um aumento percentual de 5%.

Evolução das compras em sites estrangeiros

A pesquisa da NielsenIQ Ebit também revelou que 68% dos consumidores online brasileiros fizeram compras em sites estrangeiros em 2021.

Apesar da porcentagem alta, houve um pequeno recuo em relação a 2020, quando 71% dos e-shoppers compraram em lojas virtuais do exterior.

Mesmo assim, o crescimento das compras online estrangeiras superou o resultado nacional: houve um aumento de 60% em relação a 2020, somando R$ 218,9 bilhões em vendas.

Além disso, o segmento passou a representar 17% do faturamento total do e-commerce no Brasil, contra 14% em 2020.

Categorias de destaque no e-commerce

O grande destaque do Webshoppers nº 45 foi a categoria de Alimentos e Bebidas, que teve um crescimento de 107% em pedidos em 2021.

O segmento ultrapassou com larga vantagem o segundo colocado, Bebês e Cia., com 34%.

Na sequência, vêm Construção e Ferramentas (31%), Informática (24%) e Saúde (23%).

No entanto, é preciso ressaltar que o ticket médio de alimentos e bebidas é mais baixo, fazendo com que esse setor represente apenas 2% do faturamento do e-commerce.

Logo, as categorias que ainda têm mais peso na receita do e-commerce são Eletrodomésticos (21%), Telefonia (20%), Casa e Decoração (11%) e Informática (10%), ainda que não tenham crescido tanto na comparação ano a ano.

Importância do mobile

Os pedidos via dispositivos móveis já vinham crescendo no e-commerce e tiveram mais um salto em 2021.

No total, 59% das compras online foram via mobile, contra 41% de compras via desktop.

Em 2020, essa divisão era de 44% para desktop e 56% para mobile.

No total, o número de pedidos por dispositivos móveis chegou a 239,6 milhões, o que representa um crescimento de 24% em relação a 2020.

Já o ticket médio de mobile fechou em R$ 398, em comparação com R$ 377 de 2020 — um aumento de 6%.

Apps de delivery

Em relação aos apps de delivery, 72% dos consumidores online brasileiros fizeram compras em supermercados e farmácias por meio de sites e aplicativos.

Desses, 35% compraram em supermercados, 37% em farmácias e 69% em restaurantes, lanchonetes, pizzarias e outros estabelecimentos de comida pronta.

Como motivos para o uso de apps de delivery, os consumidores apontam:

  • Possibilidade de comprar sem sair de casa (69%)
  • Acesso a promoções especiais (55%)
  • Economia de tempo (45%)
  • Entrega rápida (38%)
  • Facilidade de uso do app (29%).

Além disso, as promoções preferidas dos consumidores em apps de delivery são frete grátis (82%), cupom de desconto (67%) e descontos em preços (62%).

Como a Vindi ajuda seu e-commerce a crescer e otimizar pagamentos?

Como vimos, o e-commerce brasileiro segue em crescimento contínuo e teve excelentes resultados em 2021.

A Vindi ajuda você a aproveitar melhor essa tendência com uma solução completa para otimizar seus pagamentos e acelerar sua transformação digital.

Nós oferecemos um gateway de pagamento independente com suporte para os principais meios de pagamento e uma plataforma de gestão completa para gerenciar suas assinaturas, controlar as finanças e combater a inadimplência.

Com essa solução, você consegue automatizar o processo de cobrança do seu e-commerce para proporcionar maior conveniência ao consumidor e receber sempre em dia.

Quer ver como a nossa plataforma pode ajudar você a usufruir ao máximo do crescimento do e-commerce?

Fale com a gente e dê o próximo passo para ter sucesso com seu negócio online.

Rate this post

Write A Comment