Mais de 200 MIL PESSOAS sabem como vender mais e sempre.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.

A dúvida mais frequente que nos deparamos aqui no suporte e pré-venda é: como a Vindi pode ajudar a cobrar meus clientes? Ou: que tipo de cobranças (billing) que a Vindi permite com suas soluções? Sempre devolvemos a pergunta, questionando qual é a forma de cobrança que nossos clientes querem implementar. Não estou falando de método de pagamento e sim, de qual estratégia querem usar para adquirir clientes através do modelo de assinaturas ou do modelo tradicional do e-commerce (vendas pontuais).

Usei nesse post, casos de uso de clientes reais da Vindi, que usam nossas soluções e que construíram formas diferentes de cobrar e consequentemente, crescer seus negócios.

Tipos de cobranças que a Vindi permite para cada empresa

A nossa maior preocupação é orientar o melhor modelo e também permitir através da nossas funcionalidades e da nossa API, a mais flexível plataforma de recorrência e pagamento do Brasil. Os exemplos a seguir provam que temos de fato, uma ferramenta poderosa, independente qual seja o tipo de cobrança que as empresas querem implementar. Existem diversos tipos de cobrança no modelo de assinaturas e na forma de aquisição. Vamos entender elas e como sua empresa pode aplicar, independente do modelo de venda.

1. Trial

1.1 Com captura de cartão

Case Vindi: Playkids

A Netflix é o maior case de assinaturas do mundo, não somente pelo produto, mas também pela estratégia de aquisição de clientes. Diferente da maioria dos serviços do modelo freemium, a Netflix só permite o acesso ao conteúdo free no primeiro mês, mediante cadastro do método e forma de pagamento. E a plataforma ainda faz a validação de alguns métodos como o cartão de crédito, por exemplo. Se o usuário não cancelar nesse período, a assinatura é validada normalmente. Nesse modelo, o grande foco é captura de cartão do cliente, para a conversão subir.

Maior aplicativo infantil do mundo, o app Playkids é um dos melhores cases de assinatura com trial, que temos na Vindi. E essa estratégia de aquisição impulsionou ele para um dos maiores aplicativos do mundo. Veja ilustração abaixo.

playkids vindi
Reprodução: Checkout Playkids

Outros casos de uso:

1.2 Sem captura do cartão

Case Vindi: Benchmark Email

Um dos bons exemplos de estratégia de aquisição de clientes é o caso da Benchmark Email, nosso cliente, que é uma das maiores empresas de marketing do mundo, como você pode ver no exemplo abaixo.

É o caso tradicional do freemium, onde por alguns dias ou por funcionalidades, o sistema é liberado para uma degustação sem a captura de dados do cartão. O case da Benchmark ilustra bem essa prática matadora! Nesse caso a empresa libera parte do sistema ou um número X de clientes/disparos e features, para um o uso do sistema.

O foco dessa estratégia é trazer a experiência do software e converter no final.

benchmark email
Foto: a Benchmark Mail é um dos cases mais legais do casos práticos de freemium

Outros casos de uso:

2. Assinatura Direta (com boleto, cartão ou débito)

Case Vindi: MeuSucesso

É a mais simples de fazer (e a mais comum do mercado). A assinatura direta é aquela onde o acesso ao conteúdo só é possível mediante o pagamento do serviço. Nenhum conteúdo é disponibilizado, se não houver uma “bilhetagem” do serviço.

Foto: no MeuSucesso.com o conteúdo só pode ser acessado depois do pagamento
Foto: o checkout é a chave para o acesso

Outros casos de uso:

3. Assinatura configurável ou combo de serviços

Case Vindi: Fruta Imperfeita

Um dos melhores exemplos que temos aqui na Vindi é o ecommerce de produtos que permite a personalização do kit/assinatura. O site Fruta Imperfeita (case ilustrado abaixo) além de permitir a escolha de planos pré-formatados, permite que os assinantes escolham cestas com itens diferentes no combo. É o que chamamos de produto ou assinatura configurável. Esse é um dos modelos mais flexíveis de se cobrar uma assinatura, mas vai exigir um nível de entrega mais condensado tanto em serviços quanto em produtos. Além de obrigar um maior controle dos assinantes já que cada um terá um valor diferente de cobrança e um kit ou combo de produtos personalizados.

fruta imperfeita
Foto: Fruta Imperfeita

Outros casos de uso:

4. Assinatura com desconto por prazo

Case Vindi/Smartbill: Estadão

O Estadão, ilustrado nesse tipo de assinatura é o melhor caso para exemplificar o desconto com prazo determinado. A empresa dá o benefício de 3 meses grátis da assinatura, caso você complete o cadastro completo do checkout. É o benefício do desconto em troca do cadastro completo. Essa é uma das estratégias mais usadas nos jornais e revistas digitais. O cartão também é capturado no cadastro.

Após esse período, o serviço lança um débito do valor integral da assinatura no cartão do usuário.

estadao
Desconto por prazo determinado, em troca do cadastro completo. Foto: Reprodução Estadão

Outros casos de uso:

5. Assinatura com plano fixo + produtos agregados

Case Vindi: Empiricus

A flexibilidade da plataforma possibilita que empresas possam cobrar na entrada do cliente, um combo de produtos ou serviços específicos da primeira compra, e fazer a recorrência de apenas algum item, para as cobranças posteriores. Um exemplo clássico é o serviço GoDaddy, que se popularizou como um serviço de registro de domínios e hoje vende diversos produtos agregados. Na primeira compra, o site permite a inclusão de diversos produtos para o checkout, onde a cobrança acontece de forma consolidada na primeira compra e nas próximas cobranças, somente a assinatura (no caso do GoDaddy a hospedagem por exemplo) é lançada na fatura. Além disso permite com que outras assinaturas possam fazer parte da mesma cobrança.

Outro caso de uso (um dos melhores com a Vindi) é a Empiricus. O Plano Carteira Empiricus de R$270 por mês quando levado para o checkout sugere a contratação de um outro plano (de extensão) para mais dois anos de assinatura. Veja abaixo.

Foto: Seleção do plano Carteira Empiricus
Foto: no carrinho, o checkout possibilita a inclusão de um novo produto agregado (de extensão) para mais 2 anos.
Foto: ao selecionar o plano de extensão, a venda é fechada com o valor final do produto agregado.

Outros casos de uso:

6. Assinatura variável por minutagem (hora, minuto, excedentes) ou por uso de envios

Case Vindi: Clicksign

Um caso clássico de assinatura variável vemos nas empresas SaaS. No exemplo da ClickSign, software de envio de contratos digitais, a assinatura segue um padrão de tabela e o preço do excedente é automaticamente cobrado no plano, assim que o uso dispara.

clicksign
Foto: ClickSign

Outros casos de uso:

7. Faturas avulsas ou compra única

É o que chamamos de transação. Ou simplesmente fatura avulsa, venda avulsa ou compra única. É a modalidade do ecommerce tradicional. A venda avulsa é a forma de compra de produtos e serviços onde a transação é única, sem a recorrência pré definida.

Nesse tipo de cobrança, as formas de pagamento à vista e parcelada, podem ser acessadas facilmente através da nossa plataforma e API‘s.

Para faturas avulsas (compras pontuais) a Vindi atende clientes com produtos de preços fechados e com um produto de preço variável também, ex: milhas áreas.

7.1 Fatura avulsa (preço fixo) ou compra única

Case Vindi: Le Monde

O jornal francês Le Monde Diplomatique é um dos nossos melhores cases de compra única. A editora permite facilmente, a compra de edições únicas das suas publicações, igual ao e-commerce tradicional de produtos físicos. Veja abaixo.

Foto: o jornal permite produtos avulsos e assinaturas
Foto: checkout direto do Le Monde

Outros casos de uso famosos:

7.2 Fatura avulsa (preço variável) – E-commerce

Case Vindi: Multiplus

Essa modalidade de compra/pagamento é muito comum em doações voluntárias, compra de créditos e outros. A característica desse tipo é que o cliente escolhe exatamente o valor que será debitado.

A Multiplus deixa o cliente escolher a quantidade de milhas que o cliente vai comprar e dá o preço de acordo com a unidade de milhas escolhidas. Veja abaixo.

Foto: combo variável – Muliplus
Foto: Checkout Vindi

Outros casos de uso:

A Vindi permite a forma de todos os exemplos citados acima e ainda alguns específicos de cada negócio de cada cliente. Algumas empresas criam sua própria forma de cobrança, necessitando da flexibilidade de métodos, formas e prazos de cobranças exclusivos ao seu ramo de atuação. É exatamente aí que podemos ajudar. Traga sua experiência para nós.

Nessa documentação técnica, você pode decidir qual melhor forma de integração para cada tipo de negócio.

tipos de cobranca

Você vai gostar também

Por que os ERPs e gateways não fazem billing? Simples: porque é extremamente desafiador e sai do core deles. A gestão de contratos com assinaturas e planos recorrentes, exige determinados tipos...
Uber testa modelo de assinatura em serviço de deli... “Estamos constantemente testando” - foi a afirmação de um dos executivos da UberEats no Reino Unido, Toussaint Wattinne, durante uma entrevista ao Bus...
Onde estamos? Quando fundamos a Vindi, imaginávamos que seríamos um meio de pagamento online, simplesmente. Com foco em subscription (recorrência), que é o nosso dn...
Produtos Criativos A criatividade quando bem explorada é capaz de gerar ideias em produtos que vão além da imaginação. Para os nerds e geeks qualquer produto simples pod...
Author

Fundador e CEO da Vindi, plataforma líder em recorrência e criador do maior evento de empresas SaaS e Assinaturas do país, o “Assinaturas Day”.