Prático e econômico, o autosserviço não é recente, afinal, é praticado nos Estados Unidos desde o início do século passado e chegou ao Brasil na década de 1940.

A novidade é a evolução a passos largos dessa modalidade de atendimento que, com a Transformação Digital, alcançou um padrão que parece até ficção em alguns casos.

Felizmente, essa história é bem real e hoje o autosserviço é considerado indispensável para vários modelos de negócio.

A Konduto, em parceria com a Vindi, pioneira em soluções para vendas recorrentes no Brasil, está atenta a esse movimento e quer que você aproveite os benefícios que ele traz.

Para isso, neste texto vamos traçar um panorama sobre o autosserviço no Brasil e mostrar um pouco de tudo que você precisa saber.

Acompanhe a leitura, prepare o seu negócio para o que está acontecendo e também para o que ainda está por vir.

O que é autosserviço no varejo

O autosserviço está presente em diversos setores, alguns há mais tempo do que outros.

No segmento financeiro, ele se faz notar há décadas em caixas eletrônicos e terminais de banco 24 horas.

No varejo, o self-service marca presença por meio de lojas em que a compra dispensa a intervenção humana.

O cliente faz tudo com autonomia, inclusive na hora de passar no caixa e realizar o pagamento, de forma eletrônica.

Cenário do autosserviço no Brasil e no mundo

O boom dos serviços de delivery durante a pandemia foi mais uma evidência de que o autosserviço é uma força crescente e que deve se consolidar ainda mais.

Afinal, nos últimos três anos, o uso de dinheiro vivo para fazer pagamentos diminuiu 24,9% no Brasil, comprovando o crescimento das compras a distância.

Isso sem contar que, hoje em dia, 79% dos usuários de cartões com a bandeira Mastercard passaram a usar o pagamento por aproximação, e 74% pretendem seguir utilizando.

Vale destacar ainda que, segundo uma pesquisa (em inglês) da Raydiant, para 85% dos consumidores, o autoatendimento é mais conveniente por evitar espera em filas.

Portanto, o autosserviço é uma realidade, e quem não se ajustar a esse panorama certamente perderá muitas oportunidades de vender e de fidelizar.

Baixe o e-book e saiba mais sobre o cenário de autosserviço no Brasil. 

 

Os principais modelos de autosserviço

Além de representar conveniência para o consumidor, o autosserviço tem ainda uma vantagem para quem vende: os seus diversos modelos.

Ou seja, se um estabelecimento não conta com uma infraestrutura para fazer entregas, pode explorar algumas alternativas.

Uma delas é a venda pelo modelo curbside, em que os clientes fazem a compra pela internet e retiram em um local indicado pelo vendedor.

Ou, se o drive-thru não é uma opção, pode disponibilizar produtos por meio do take away, com a entrega feita no balcão.

Não faltam opções viáveis para oferecer comodidade e rapidez para o cliente na hora da compra.

Conheça melhor alguns desses modelos a seguir:

Delivery

Não chega a ser novidade que a pandemia provocou um aumento sem precedentes na demanda por serviços de delivery, com foco nas entregas em casa.

A explosão foi tão grande que a plataforma iFood cresceu 418% só em 2020, como revela uma reportagem da revista Veja.

Além de muito popular no segmento alimentício, o delivery também é bastante difundido em setores como vestuário, eletrônicos e, principalmente, produtos farmacêuticos.

Mais recentemente, o crescimento do modelo pick up & drop off (PUDO) levou esse tipo de autosserviço a se expandir ainda mais, já que as entregas podem ser feitas em pontos alternativos.

Drive-thru 

Igualmente populares no segmento alimentício, o modelo drive-thru é amplamente utilizado por redes de fast food, principalmente o McDonald´s.

Você sabe como funciona: o consumidor pode fazer o pedido sem descer do carro, pagando em uma cancela e recebendo o produto na parada seguinte.

Curbside

Muito popular nos Estados Unidos, no autosserviço conhecido como curbside o cliente pode comprar online ou presencialmente e retirar o produto em outro lugar, sem precisar se dirigir à loja.

Na maioria dos casos, a entrega é feita na calçada mesmo, daí o termo curbside, que significa calçada ou meio-fio.

Há ainda a opção de receber o produto dentro do carro, pela modalidade Curbside Pick Up.

Take Away

Embora muito parecido com o Curbside, o modelo Take Away se diferencia pelo processo de compra, todo ele feito no ponto de venda.

É o caso das conhecidas máquinas de café, na qual o cliente seleciona o tipo de bebida preferida, faz o pagamento e recebe na hora para levar.

O Take Away é uma das formas de autosserviço que cresceu na pandemia, principalmente entre restaurantes, que passaram a vender refeições para consumo fora do estabelecimento.

Pagamentos invisíveis no autosserviço

Para realizar um pagamento, o consumidor hoje não precisa necessariamente executar uma ação, como inserir o cartão ou preencher seus dados.

Como bem disse Tom Canabarro, CEO e co-fundador da Konduto, o que se tem hoje é a completa desmaterialização dos processos de pagamento.

Para as empresas, isso significa custos menores com infraestrutura, mão de obra e insumos.

Já para o consumidor, o autosserviço garante mais liberdade, conveniência e segurança na hora de pagar por produtos e serviços.

Nesse cenário, destacam-se algumas modalidades de pagamentos invisíveis, cada um indicado para uma situação específica.

Conheça alguns deles na sequência.

ConectCar

Amplamente utilizado por concessionárias que gerenciam pedágios, o ConectCar agrega agilidade nos pagamentos por esse tipo de serviço.

Sem esse recurso, as filas nos pedágios seriam ainda maiores, o que poderia até inviabilizar a prestação do serviço.

Com o ConectCar, uma tag colada no para-brisa é detectada automaticamente por câmeras equipadas com sensores que processam o pagamento instantaneamente.

Tudo que o motorista precisa fazer é passar com o carro por uma via coletora na praça de pedágio, onde terá a sua tag rastreada na hora.

Apps

O pagamento por aplicativos também confere muito mais agilidade e conveniência para prestadores de serviços e para o varejo.

Ao optar por essa modalidade, o cliente insere seus dados de pagamento no aplicativo do serviço contratado, que se responsabiliza por fazer todo o checkout.

Assinatura online

O segmento de assinaturas está crescendo a olhos vistos no Brasil, e boa parte desse crescimento está sendo impulsionado pelo autosserviço.

Embora esse modelo de venda recorrente seja mais comum no setor de serviços, ele vem ganhando espaço no varejo, com clubes de compras de artigos de beleza, cosméticos, alimentos e bebidas, entre outros produtos.

Compre com um clique 

O pagamento com um clique consiste na compra utilizando dados de pagamento armazenados, que podem ser inseridos na hora ou resgatados de compras anteriores.

Assim, tudo que o cliente precisa fazer para pagar é clicar na opção desejada, concluindo a operação sem a necessidade de inserir todos os dados novamente.

Pagamento por aproximação

Utilizado originalmente no transporte público, no pagamento por aproximação o consumidor paga com cartão pré-pago, bastando apenas encostá-lo em uma máquina leitora.

No entanto, essa é uma alternativa que também vem ganhando muito espaço no varejo.

Hoje em dia, a maioria das máquinas de cartão permite a aproximação nos cartões de débito e crédito, dando muita agilidade ao processo – e diminuindo a fila do caixa.

Como evitar fraudes em empresas de autosserviço

O autosserviço é seguro, mas é necessário que a empresa conte com os mecanismos de defesa adequados para evitar ciberataques e tentativas de fraude.

Nesse caso, a mais eficaz delas é o sistema antifraude.

Com esse recurso, é possível fazer uma análise de um meio de pagamento em menos de 100 milissegundos, entre outras vantagens.

Conheça 6 dicas para ter um ecommerce mais seguro, com Fabio Assolini da Kaspersky:

E-book: baixe o guia completo sobre autosserviço

Tudo que você leu neste conteúdo e muito mais está à disposição em um e-book supercompleto sobre autosserviço no Brasil.

Se você trabalha com vendas recorrentes, no varejo ou qualquer outra atividade ligada ao comércio, não pode deixar de ler.

Fique por dentro de tudo que se passa nesse mercado que cresce em um ritmo acelerado e saiba como o autosserviço pode aumentar suas receitas.

autosserviço: ebook exclusivo da Konduto para você

Baixe o e-book e seja o próximo a lucrar oferecendo facilidade e conveniência para seus clientes!

Rate this post