Imagine um mundo onde a possibilidade de transferir dinheiro, pagar contas e vender produtos pelo WhatsApp seja comum e parte da rotina dos brasileiros.

Nesse mundo, as transações são feitas com um clique, aumentando a conversão, diminuindo o tempo de redirecionamento e abrindo espaço para novos modelos de consumo.

Imaginou?

Esse é o WhatsApp Payments!

Entenda a história

Desde que o WhatsApp foi comprado por Mark Zuckerberg em 2014, o investimento da rede social é focado em melhorias, qualidade do aplicativo e adição de novos recursos.

No Brasil, estima-se que 79% dos brasileiros confiem no WhatsApp para se informarem sobre o que acontece no mundo.

Além disso, os números são avassaladores: na véspera de ano novo, mais de 100 bilhões de mensagens foram trocadas dentro do aplicativo. Desse montante, 13 bilhões estavam localizadas em solo brasileiro.

Dessa forma, a missão de “possibilitar que as pessoas se comuniquem sem barreiras em qualquer lugar do mundo” já alcançou a marca de 1 bilhão de usuários ativos.

E integrar esse relacionamento com as empresas é um dos focos do WhatsApp em 2020.

Como o WhatsApp Payments funcionará?

A ferramenta de pagamento já está sendo testada em vários países. Em 2018, foi a vez da Índia entrar na corrida dos países emergentes que tiveram acesso à versão beta da nova funcionalidade.

Para utilizar o WhatsApp Payments na Índia, o aplicativo pede que uma verificação do número da linha telefônica. Mesmo se você já verificou seu número quando fez o download na primeira vez, ele pedirá novamente.

Depois disso, basta abrir uma conversa com qualquer contato que também tenha esse recurso cadastrado, selecionar o ícone de pagamentos e definir quanto quer transferir.

Na prática, o WhatsApp quer revolucionar o mercado de pagamentos, aproximando empresas de consumidores. Além disso, a funcionalidade pretende facilitar a aquisição de produtos e serviços sem que seja necessário sair da rede social.

Moeda própria também está no pacote?

O Libra, criptomoeda oficial do Facebook, que tem previsão de ser lançada ainda esse ano, foi cotada como a principal para transacionar no WhatsApp Payments.

Mas a aceitação nos EUA não está sendo bem recebida pelo presidente Donald Trump. Depois de vários desconfortos com a Mastercard, Mark reforçou que o uso da criptomoeda dará acesso a quase 1,7 bilhão de pessoas que não possuem contas bancárias e pequenas empresas que não podem pegar créditos em bancos.

“Estamos adotando várias abordagens diferentes aqui, que vão desde pessoas que compram e vendem umas às outras diretamente, até empresas que montam fachadas de lojas, pessoas que se envolvem com empresas diretamente por meio de mensagens e várias formas de pagamentos que variam das já existentes — usando sistemas nacionais existentes”, disse o CEO do Facebook.

O WhatsApp Payments é seguro e confiável?

A rede social é conhecida pela propagação de fake news e golpes envolvendo hackers e estelionatários.

Eles roubam dados sensíveis dos usuários (nome, data de nascimento, endereço, dados bancários e até envolvendo o programa Bolsa Família) para tirar dinheiro das pessoas.

Contudo, o fundador do Facebook garantiu na conferência de resultados da empresa que o modelo será seguro e protegido de fraudes, como já funciona nos EUA.

Portanto, se você quer começar um e-commerce ou vender seus produtos em marketplaces, é fundamental que pense em como gerenciar seus recebimentos, além de proteger os dados nas transações.

Aqui na Vindi, nós temos uma plataforma completa com o gateway de pagamento independente mais robusto do mercado para que você tenha tranquilidade na hora de administrar seu negócio.

Nós também temos certificação máxima de segurança PCI Compliance, e uma API de pagamentos flexível que te permite ter uma solução única quando o assunto é pagamento.

Clique no banner abaixo para falar agora com um de nossos consultores comerciais. Nós estamos preparados para te ajudar a vender mais e sempre!

banner para contato comercial na Vindi