Para os funcionários habituados em lidar com a gestão financeira de uma empresa, o termo CNAB já soa familiar. É impossível pensar em recebimento de pagamentos e não lidar em algum ponto com arquivos de remessa e retorno de transações usando o CNAB

O CNAB, ou Centro Nacional de Automação Bancária, é um padrão estipulado pela Febraban que permite, em meio a um cenário de alto volume em transações financeiras, a garantia do recebimento de certos tipos de pagamentos e maior controle de inadimplência.

Siga a leitura e entenda mais!

O que é o CNAB e para que ele serve?

Por meio da utilização do CNAB, empresas e bancos mantêm uma interface de informações em arquivos digitais de cobranças. O arquivo emitido pela empresa chama-se “arquivo de remessa”, e a resposta do banco é o “arquivo de retorno”.

Os arquivos de remessa servem para as empresas comunicarem aos bancos algum pagamento ou movimentação a ser efetuada pela instituição, como registro e baixa de cobranças, pagamento de títulos, impostos etc. São várias as informações enviadas por esses arquivos (com a extensão .REM).

Já os arquivos de retorno (de extensão .RET) são por parte dos bancos, comunicando às organizações a realização de pagamentos feitos a elas e mais detalhes destas operações. Eles são muito importantes para a conciliação da empresa, pois por meio destes arquivos há um controle de pagamentos efetuados para a empresa.

Ambos os arquivos seguem o padrão CNAB estabelecido para esses documentos pela Febraban, que determina o formato de texto com colunas pré-definidas.

Com o CNAB, as empresas mantêm seu banco de dados atualizado, já que os arquivos que são intercambiados e compensados dentro desse padrão dão baixa automática nos boletos pagos pelos clientes. Isso facilita muito o dia a dia, já que sem esta opção cada documento teria que ser digitado manualmente.

O processo de envio dos arquivos dentro do padrão CNAB acontece pelo Internet Banking ou pelo sistema de ERP ou de cobranças das empresas. Tudo é realizado em meio digital e os arquivos não podem ser compactados ao serem encaminhados ao banco.

Há dois tipos de arquivos: o CNAB 400 e o CNAB 240. A principal diferença entre esses arquivos é a quantidade de informação que cada um comporta. Porém, há outras particularidades sobre eles que veremos mais à frente no texto.

Como funciona o CNAB?

O CNAB tem um papel muito importante na compensação de boletos bancários. Desde a emissão do boleto até o recebimento do pagamento, tudo acontece da seguinte maneira:

  1. A empresa emite os boletos relativos a suas vendas, e envia ao banco onde eles serão liquidados o arquivo CNAB de remessa;
  2. Os clientes recebem e pagam os boletos da forma que preferirem;
  3. Com a compensação efetivada, o sistema da empresa se certifica diariamente pelo site bancário se existem arquivos de retorno CNAB;
  4. Caso positivo, ela pode processar diretamente no software do financeiro os arquivos que foram baixados pelo Internet Banking, o que gera a baixa dos boletos liquidados;
  5. Caso negativo, o arquivo ficará com o status rejeitado ou não localizado, devido à inadimplência ou algum erro nos arquivos. A instituição deve fazer contato com o banco e com o cliente para regularizar a situação.

A melhor forma de controlar os arquivos é de forma automatizada no software de cobranças da empresa, como a Vindi, que faz toda a comunicação com o banco de forma integrada a emissão dos boletos, dentro do arquivo CNAB 400 ou CNAB 240.

Qual a diferença entre CNAB 400 e CNAB 240?

O arquivo CNAB pode ser gerado em layouts com pequenas diferenças para cada instituição bancária, já que cada transação possui seu próprio fluxo de informação.

Atualmente existem dois tipos de arquivos dentro do padrão da FEBRABAN: o CNAB 400 e 240. Entenda a seguir cada um deles.

O que é o CNAB 400

É um arquivo que possui uma quantidade menor de informações: para cada registro são limitadas apenas 400 posições

Quanto ao layout de serviços, o arquivo CNAB 400 trabalha com carteira de cobrança simples e garantida, não sendo permitido o serviço de banco correspondente, apenas a utilização de postagem de títulos pelos Correios e Serviços de Protesto.

O que é o CNAB 240

É um arquivo que possui um número maior de informações, configuradas em 4 segmentos de 240 posições para cada um dos títulos dentro do mesmo arquivo. Ele permite carteiras de cobrança simples e garantida, além da utilização do serviço de banco correspondente e de postagem de títulos pelo Correios. 

O arquivo CNAB 240 também inclui serviços de Protesto e de Custódia de Cheques. E por fim, este layout pode ser utilizado para o serviço de agendamento para pagamento de título e pagamento de contas.

Qual layout meu banco possui?

É necessário saber qual a versão utilizada pelo banco (arquivo CNAB 240 ou CNAB 400) e baixar a documentação com todas as procedências determinadas. E como o arquivo é um formato padronizado, poucos campos mudam de banco para banco, mas sempre há os manuais para os clientes.

A maioria dos maiores bancos trabalham com os dois modelos, hoje em dia, fornecendo maior flexibilidade ao empreendedor. Mas, abaixo, apresentamos uma lista mais detalhada de quais são os bancos e seus respectivos arquivos CNAB:

  • Banco do Brasil: 400 e 240;
  • Banco Santander: 400 e 240;
  • Bradesco: 400 e 240;
  • Caixa Econômica: 400 e 240;
  • Banco Itaú: 400 e 240;
  • Banco Safra: 400 e 240;
  • Banrisul: 400;
  • Banco Mercantil: 400 e 240;
  • Banco Banestes: 400;
  • Banco Nossa Caixa São Paulo: 400;
  • Banco CCB: 400;
  • Banco Sudameris: 400;
  • Sicoob: 240;
  • C6 Bank: 240;
  • Sicredi: 240;
  • Inter: 240.

Alguns bancos digitais não trabalham com CNAB, pois possuem seu sistema diferenciado para emissão de boletos. Consulte os regulamentos para maiores informações.

Conheça as vantagens de emitir boletos na plataforma Vindi, que já vem com integração de CNAB 240 e 400.  Se você lida com finanças na sua empresa e quer entender mais sobre meios de pagamento e automatizações, também assine a newsletter da Vindi e receba conteúdos fresquinhos no seu e-mail!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.