Mais de 200 MIL PESSOAS sabem como vender mais e sempre.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.

Avalie esse conteúdo

Boleto bancário é o segundo meio de pagamento mais utilizado no mercado brasileiro, principalmente em e-commerces. Segundo dados da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), são pagos anualmente no Brasil cerca de 3,7 bilhões de boletos bancários de venda de produtos ou serviços. Além de ser o método que muitos empresários encontraram para contornar a inadimplência.

Esse método era considerado um dos mais seguros para os consumidores, pois não solicitava os dados do cliente, nem de sua conta.

Assim, desde janeiro deste ano, a emissão de boletos podia ser realizada em dois tipos de carteiras: com registro e sem registro. Entretanto, devido aos altos índices de fraudes em boletos bancários, a Febraban optou por encerrar boletos sem registro.

Para entender melhor o que é o fim de boletos sem registros e como isso impacta o seu negócio, vamos falar um pouco sobre boleto bancário.

Como funciona o boleto bancário?

O boleto bancário é um método de pagamento que pode ser oferecido por empresas (pessoas jurídicas) ou pessoas físicas. Para isso, porém, existem algumas exigências, como:

  1. Possui uma conta ativa em um banco: pessoa física ou jurídica precisa possuir uma conta corrente que esteja vinculada a um dos bancos homologados (além de um convênio de emissão de boletos);
  2. Possuir uma carteira de cobrança vinculada ao banco: em carteiras registradas, a empresa paga uma taxa por qualquer título emitido (mesmo em casos em que o comprador não efetuou o pagamento).

A emissão de um boleto bancário pode ser feita pelo banco, ou com auxílio de um sistema online. Uma ferramenta online para emissão de boletos traz benefícios como: fazer identificação do comprador, recebedor e data de pagamento, além de permitir a solicitação de boletos em conjuntos (em lote).

 

Boleto bancário com registro

Boletos com registro são aqueles repassados ao banco pelas empresas, para que seja feito o registro de todas as informações (código do boleto, valor, vencimento, CPF, etc.). O controle bancário sobre boletos com carteira registrada oferece maior segurança, permitindo que títulos não pagos sejam protestados. Dessa forma, é possível que o banco envie o cliente inadimplente aos órgãos de proteção de crédito.

A desvantagem, porém, são as taxas, já que o banco cobra pela emissão, manutenção e alterações. Logo, os valores não são baixos como em boletos sem registro. Esse tipo, encerrado pela Febraban, dispensava (em alguns casos) a identificação do cliente (nome, valor e prazo de vencimento).

Esse modelo possuía vantagens como baixo custo, uma vez que bancos cobravam apenas os boletos pagos. Contudo, o processo tornou-se falho e muito propenso às fraudes e cobranças indevidas.

Agora que você já sabe o básico sobre boletos bancários, vamos entender um pouco mais sobre o fim do boleto sem registro.

Fim do boleto sem registro

O principal objetivo da Febraban ao decidir pelo fim do boleto sem registro foi o aumento de segurança e a redução dos índices de fraude. Dessa forma, os dados são mantidos em uma única base centralizadora para que os bancos tenham fácil acesso.

Para quem paga, o principal benefício é poder efetuar o pagamento em qualquer banco. Ou associado, independente da instituição que emitiu o boleto bancário.

Já para quem vende, principalmente no caso de e-commerces e negócios online, isso quer dizer que será preciso registrar todas as vendas no banco, mesmo sendo boleto bancário.  Nossa recomendação é contar com um software que facilite o pagamento. Assim, é possível ajustar até mesmo outras demandas (como split de recebimentos e soluções de serviços).

Nova Plataforma de Cobrança

Nomeada “Nova Plataforma de Cobrança”, esse sistema foi desenvolvido junto às redes bancárias para facilitar o processo de encerramento dos boletos sem registro.

Desde o dia 24 de março, boletos de cobrança no valor igual ou acima de R$ 800,00 passaram a trafegar pela Nova Plataforma de Cobrança. O portal da Febraban também divulgou um cronograma com as próximas datas e valores de boletos a serem incluídos na plataforma. Confira:

  • R$ 200,00 ou mais: a partir de 1 de setembro de 2018;
  • R$ 100,00 ou mais: a partir de 22 de setembro de 2018;
  • R$ 50,00 ou mais: a partir de 06 de outubro de 2018;
  • R$ 0,01 ou mais: a partir de 20 de outubro de 2018;

A previsão da Federação é que esse processo de transição seja concluído até dia 03 de novembro de 2018.

Além disso, a rede bancária adotou um período de convivência entre o antigo modelo de cobrança (boletos sem registro) e o novo. Essa medida foi iniciada em janeiro, e terá continuidade nas seguintes datas para boletos bancários nos seguintes valores:

  • R$ 400,00 ou mais: a partir de 25 de agosto de 2018;
  • R$ 100,00 ou mais: a partir de 13 de outubro de 2018;
  • R$ 0,01 ou mais: a partir de 27 de outubro de 2018;

A estimativa é que até 10 de novembro de 2018  o processo esteja 100% concluído. Assim, a partir de 25 de agosto, todos os boletos que passarem pela Nova Plataforma de Cobrança deverão estar adaptados ao novo sistema.

Pagamento recorrente com boleto bancário?

Contar com o auxílio de uma plataforma online significa otimizar o processo de emissão de boletos bancários. Se o seu negócio emite altas quantias de boletos diariamente, você economiza tempo tornando essa atividade 100% automatizada.

Com a plataforma de pagamento da Vindi, por exemplo, você poderá oferecer aos seus consumidores diferentes formas de pagamentos. Se você trabalha com boletos bancários, nosso software trará benefícios como:

  • Emissão do boleto em menos de 30 segundos;
  • Emissão de boleto a um custo inferior aos oferecidos pelos bancos;
  • Envio automático do boleto ao cliente na data programada;
  • Envio de notificações aos clientes sobre emissão da fatura;
  • Redução da inadimplência.

Com as mudanças na emissão de boletos bancários, é fundamental oferecer diversas opções de pagamentos aos seus clientes. Dessa forma, você facilita e proporciona uma melhor experiência de compra!

Author

A Equipe de redação Vindi é formada pela área de sucesso do cliente, marketing, financeira e vendas. Todo mundo contribui para que você fique informado sobre tudo em assinaturas, pagamento on-line e Saas.