A praticidade do e-commerce entrega inúmeras vantagens que facilitam toda a jornada de compra do cliente. Antes do e-commerce, pesquisar, comparar, comprar, pagar e receber eram tarefas trabalhosas, que, para serem cumpridas, precisavam de muito tempo e disposição.

Hoje, qualquer pessoa impactada por um anúncio, pode realizar todas as etapas do processo de compra, pagar e receber o produto poucos dias depois, sem sequer levantar-se da onde está.

Em meio a inúmeras vantagens, a praticidade que o comércio eletrônico trouxe para quem compra também facilitou a desistência (o famoso abandono de carrinho) antes da finalização do pedido. Afinal, essa facilidade também é proporcional às demais.

De acordo com um levantamento feito pela consultoria de e-commerce e marketing digital Enext, a taxa de desistência no e-commerce brasileiro chegou a 71% em 2020. Esses números, apesar de apresentarem uma média universal, não deixam de ser um real motivo de preocupação. 

Neste post queremos mostrar as principais razões que levam os clientes a abandonarem suas compras. Além disso, vamos apresentar dicas de como evitar os carrinhos abandonados e, quando acontecer, como podemos recuperar essas vendas.

Carrinhos abandonados: por que as pessoas desistem?

Fatores comportamentais, sazonais e peculiaridades de cada segmento podem ocasionar a variação dos índices dos carrinhos abandonados. Mas, a maioria das causas relacionadas ao cenário de desistência da compra são previsíveis e contornáveis.

Valor de frete elevado

Ninguém gosta de ser surpreendido negativamente. Quando um cliente é atraído por um determinado produto e se depara com um valor de frete desproporcional, opta por não prosseguir com a compra.

Neste caso, a razão da desistência se dá, principalmente, porque muitos e-commerces acreditam que omitir o valor do frete será uma boa estratégia de conversão. Mas, a verdade é que essa estratégia possui efeito contrário. Ao descobrir o custo da entrega somente no fechamento do pedido, o cliente se sentirá enganado e, provavelmente, não o finalizará.

Aprenda a utilizar o frete como aliado na sua estratégia de E-commerce:

Cadastro muito longo

Um ponto importante a ser considerado é o volume crescente de compras feitas através de dispositivos móveis, que em 2020 chegou a 55%. Principalmente para quem compra por celular, formulários de cadastro podem ser vistos como um convite à desistência.

A burocracia no cadastro é um fator que contribui diretamente para a desistência. Condicionar a compra a uma extensiva lista de dados cadastrais é um dos maiores erros que uma loja virtual pode cometer. O cliente precisa ter a opção de comprar, até mesmo, sem a necessidade de criar e confirmar uma conta.

Falta de confiança

Diante de tantos casos de golpes aplicados por vendedores mal-intencionados, o comprador está cada vez mais esclarecido e atento a fatores que comprovem a segurança ao comprar em uma nova loja.

São muitos fatores que podem fazer uma loja não inspirar confiança. Neste caso, os que induzirão o cliente a desistir são: não ter um canal de atendimento disponível, reputação negativa em sites de avaliação e não ter uma plataforma que assegure o valor do pagamento até o recebimento do produto.

Formas de pagamento

E-commerces que não disponibilizam uma grande variedade de formas de pagamento perdem vendas importantes. Isso porque existe uma imensa quantidade de bandeiras de cartão e formas de débito que se adéquam aos mais variados perfis de compradores.

Outro motivo associado a desistência em razão das formas de pagamento é a impossibilidade de parcelar compras ou dividi-lo em mais de um cartão. Considere que nem sempre o cliente terá limite disponível.

Saiba como receber por cartão de crédito no seu site:

Como evitar que o cliente abandone o carrinho?

Como vimos, os principais fatores que contribuem para o abandono de carrinho estão relacionados processos sob controle direto do administrador do e-commerce. Com base neles, listamos algumas práticas que, se seguidas, impactarão diretamente na redução desses índices.

Mantenha as informações claras antes do checkout

Não omita nenhuma informação importante sobre o produto, principalmente se impactarem no preço final da compra. O custo de frete é uma das coisas mais importantes que o cliente precisa saber.

Uma ferramenta indispensável para evitar surpresas no checkout é o campo de cálculo de frete na página do produto. Se o cliente já sabe quanto irá pagar, tanto pelo produto quanto pelo transporte, certamente não será surpreendido negativamente.

Tenha um checkout transparente

O checkout é o momento decisivo da compra, pois é nele que o cliente irá escolher a forma de pagamento e finalizar o pedido. Quando, nesta etapa, o e-commerce direciona o cliente para uma página de pagamento externa, a compra se torna menos fluida.

A melhor solução que existe para essa situação é utilizar um intermediador de pagamento com checkout transparente. Nesse caso, todo o processo de compra será feito sem distrações, pois o cliente escolherá a forma de pagamento e envio no próprio site em que está comprando, sem desviar o tráfego para outro local ou causar insegurança ao cliente.

Ofereça uma maior variedade de formas de pagamentos

Esteja preparado para receber do seu cliente independente do método que ele prefira pagar. A disponibilidade de receber por todas as principais bandeiras de cartão, boleto bancário e pix são indispensáveis.

Ao contrário do que muitos acreditam, não é necessário ter diferentes contratos para oferecer variados modos de pagamento. Um intermediador de pagamento é a maneira mais simples e segura de disponibilizar todas as formas de pagamento através de um único fornecedor.

Entenda no vídeo abaixo o que é um Intermediador de Pagamento:

Como recuperar os carrinhos abandonados

Às vezes, o abandono de carrinho acontecerá mesmo se o e-commerce seguir as melhores práticas que deveriam evitar que isso acontecesse. Mas, calma! Existem maneiras eficientes de trazer seu cliente de volta para finalizar a compra. 

Abaixo, listamos estratégias frequentemente utilizadas pelos maiores varejistas de e-commerce.

1. Remarketing

Todo mundo que já foi impactado por anúncios de remarketing sabe o quanto eles são importantes na jornada de compra. Essas peças têm destaque devido à possibilidade de “perseguir” o cliente, especialmente nas redes sociais, local onde os usuários de internet passam a maior parte do seu tempo.

As principais ferramentas de remarketing estão associadas ao Google Ads e Facebook Ads. Usá-las para a criação de públicos específicos para pessoas que abandonam o carrinho, mostrando os produtos de interesse ou, até mesmo, cupons de descontos, são estratégias que induzem à retomada da compra.

Saiba como criar uma estratégia de Mídias Pagas neste curso da Universidade Yapay

2. E-mail marketing

Quando o comprador já possui cadastro no site ou inseriu, pelo menos, o e-mail em algum campo, surge a possibilidade de o abordarmos com uma mensagem ainda mais personalizada

Através do mesmo princípio do remarketing, essa mensagem pode ser enviada de forma automatizada toda vez que um cliente abandonar o carrinho. Para torná-lo ainda mais atrativo, o convite à finalização da compra pode vir associado a um desconto ou condição especial.

3. Link de pagamento

O link de pagamento é uma maneira simplificada de enviar uma cobrança à alguém. A ferramenta permitirá direcionar o cliente diretamente à escolha da forma de pagamento, o levando à etapa final da compra.

Essa estratégia é eficaz, especialmente, porque poupa o cliente de retornar às etapas que já tenha passado. Além disso, o link de pagamento pode ser usado para um atendimento personalizado em rede social ou whatsapp.

Saiba tudo sobre o Link de Pagamento da Yapay no vídeo abaixo:

Gostou? Então faça os ajustes e veja sua taxa de abandono de carrinhos cair drasticamente.

E lembre-se: conte com a Vindi e com a Yapay para vender mais!

Rate this post