O Vindi Insights de maio de 2022 traz muitas novidades e dados para ajudar a embasar suas decisões no mercado da recorrência.

Com a reabertura econômica e o cenário de crise pós-pandemia, consultorias acendem um alerta para as empresas de assinaturas. Ao mesmo tempo, os pagamentos digitais crescem, o desemprego cai e vários setores avançam em sua recuperação.

Veja tudo isso nos próximos tópicos e fique por dentro desse mercado.

Notícias do mercado da recorrência

Vamos começar nosso Vindi Insights de maio de 2022 com as principais notícias do mercado da recorrência e pagamentos. Confira:

Maioria dos brasileiros têm 3 ou mais cartões de crédito

Cerca de 70% dos brasileiros que fazem uso do cartão de crédito possuem três ou mais cartões, segundo um levantamento feito pela Serasa em todo o país. Com a alta histórica da inflação, que se mantém em dois dígitos há mais de 8 meses, muitas famílias precisam recorrer a esse meio de pagamento para quitar suas contas.

Outro dado importante é que, pela primeira vez, os brasileiros registram uma média de 100 milhões de pagamentos com cartões por dia — um crescimento de 36% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. Ao todo, as operações somam R$ 758,6 bilhões nos três primeiros meses de 2022.

Na mesma onda, também cresceu o uso de cartões de débito (R$ 235,4 bilhões movimentados) e cartões pré-pagos (R$ 44,6 bilhões movimentados).

Além disso, é importante ressaltar que o aumento do uso do crédito também acompanha uma alta na inadimplência: 77,7% das famílias do país estão com dívidas ou contas em atraso.

Pix ganha espaço, mas ainda fica atrás de cartão e boleto

O Pix, o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, alcançou a aceitação de 74,6% no comércio eletrônico, segundo um levantamento da consultoria GMattos. O resultado é reflexo do crescimento desse meio de pagamento, que ganhou a preferência dos brasileiros pela rapidez e praticidade.

Apesar do uso cada vez maior, o Pix ainda está atrás do cartão de crédito, que tem 98,3% de adesão no mundo digital, e dos boletos, que têm 76,3%. No entanto, a expectativa da consultoria é que o Pix ultrapasse os boletos no comércio eletrônico já na próxima edição do estudo.

Afinal, o meio de pagamento é bom para o consumidor, que muitas vezes ganha desconto na compra, e bom para o lojista, que recebe o dinheiro mais rapidamente com custo inferior.

Crise econômica liga alerta para mercado de assinaturas

Um estudo (em inglês) da consultoria Kearney Consumer Institute revelou que mais da metade dos assinantes dos EUA querem reduzir suas assinaturas de produtos e serviços a um limite de US$ 50 por mês. Além disso, 40% dos consumidores acreditam que têm assinaturas demais para pagar.

De fato, os serviços de assinatura cresceram muito durante a pandemia, oferecendo aos consumidores assinaturas dos mais variados produtos e serviços. Com o distanciamento social, aumentou a demanda por soluções práticas como, por exemplo, kits de refeições entregues em casa, e também serviços de streaming variados para passar o tempo.

Para você ter uma ideia, segundo uma pesquisa (também em inglês) da Pyments.com, o consumidor estadunidense médio terminou 2021 com cinco assinaturas em média, contra menos de duas em 2020.

No entanto, com a reabertura econômica e a inflação disparando para níveis não vistos desde a década de 1980, os consumidores estão analisando atentamente suas despesas mensais e reconsiderando as assinaturas que fizeram. Por isso, o Kearney Consumer Institute prevê uma queda nos modelos de assinatura.

Esse é um ponto importante para as empresas da recorrência, que devem avaliar expandir seus modelos de negócio para se manterem relevantes e fidelizarem seus clientes.

Indicadores econômicos

Agora é a vez dos nossos indicadores que mostram a situação econômica do país. Confira os principais dados de maio de 2022:

Desemprego no Brasil cai para o menor nível desde 2015

A taxa de desemprego no Brasil caiu para 10,5% de fevereiro a abril de 2022, segundo o IBGE. Com esse resultado, atingiu o menor nível para o trimestre desde 2015, quando o índice foi de 8,1%.

De acordo com um levantamento, são 11,3 milhões desempregados e 96,5 milhões de pessoas empregadas — o maior número desde o início da série histórica, em 2012.

IPCA-15 tem alta de 0,59% em maio e de 12,2% em 12 meses

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo -15 (IPCA-15) ficou em 0,59% em maio de 2022, após alta de 1,73% em abril, segundo dados do IBGE. A alta é a maior para um mês de maio desde 2016 (0,86%).

No quinto mês de 2021, o IPCA-15 teve variação de 0,44%.

Confiança do Consumidor cai 3,1 pontos em maio e chega a 75,5

O Índice de Confiança do Consumidor voltou a cair em maio de 2022, perdendo 3,1 e chegando a 75,5 pontos — em abril, eram 78,6 pontos.

O resultado mostra que, apesar da melhora da pandemia e do pacote de incentivos para alívio da pressão financeira das famílias, a inflação e a dificuldade de obter emprego continuam impactando negativamente as famílias — principalmente as de menor renda.

Além disso, há uma preocupação com as perspectivas futuras que serão afetadas por um ano eleitoral que promete ser bastante acirrado. Para os próximos meses, não há uma tendência clara de recuperação, principalmente diante dos desafios expostos.

Destaques do mês

Chegou o momento mais esperado do Vindi Insights: os segmentos que se destacaram em maio de 2022 em nossa base de clientes. Acompanhe:

Associações e Doações

Pela primeira vez, o segmento de Associações e Doações ultrapassou a marca de R$ 20 milhões em TPV. Nos últimos meses, o setor apresentou um crescimento considerável graças à entrada de um cliente, que sozinho representa 60% de todo valor transacionado do setor.

Em maio de 2022 também foi notável a variação positiva dos demais players.

Clube de Assinaturas

Apesar de ainda não transacionar o mesmo volume que apresentou em 2021, o segmento de Clube de Assinaturas alcançou um aumento de 11% em seu TPV, apresentando uma melhora significativa – até porque 54% de todos os clientes do setor tiveram uma variação positiva no mês.

Serviços financeiros

Na contramão de outros segmentos, o setor de Serviços Financeiros fechou o mês como destaque negativo com uma queda de 3,2%.

Quando analisamos os principais players do segmento, notamos que um cliente chegou a ter variação negativa de 20% no TPV em maio. Por outro lado, um dos destaques positivos foi um cliente que teve um aumento de 17% em seu TPV.

TPV por segmento

Veja a seguir os resultados gerais do TPV, que mostram como cada segmento se saiu em maio de 2022.

gráfico do vindi inshghts com valor de tpv

Distribuição do mix

Confira também como ficou a distribuição do mix, que mostra o percentual que cada setor representa no TPV geral da Vindi.

gráfico do vindi insights com distribuição do mix

Taxa de aprovação do intermediador Vindi

Por fim, comemoramos em maio de 2022 um crescimento de 10% na taxa de aprovação do intermediador em relação a abril.

Gostou das novidades do Vindi Insights?

Então, não perca o próximo relatório e fique sempre bem-informado sobre o mercado da recorrência.

Rate this post

Write A Comment

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[data-image-id='gourmet_bg']
[data-image-id='gourmet_bg']
[data-image-id='gourmet']
[data-image-id='gourmet']