Receba no seu e-mail as principais matérias publicadas no Blog Vindi

Tag

paypal-recorrente

Browsing

O PayPal é uma plataforma de pagamento on-line, na qual milhões de negociações são realizadas pela transferência de dinheiro de uma maneira segura e rápida. A gente viabilizou o pagamento recorrente Paypal via módulos e APIs. O envio e recebimento de pagamentos on-line através do Paypal é o método mais popular entre os usuários. No entanto, ele também possui também algumas desvantagens se comparado a outros métodos de pagamento concorrentes.

Gostaria de saber os prós e contras dos pagamentos recorrentes através do Paypal? Acabe agora com as suas dúvidas!

Pagamento recorrente Paypal

O Paypal é um dos meios de pagamento online mais reconhecidos do mundo. A integração que fizemos pode atender qualquer tipo de negócio recorrente:

  • Clubes de Assinaturas;
  • Programa de sócio torcedores;
  • SaaS;
  • Todo tipo de negócio recorrente.

Conheça os prós e contras dessa funcionalidade e da nossa integração nesse post.

Prós

O Paypal é o método de pagamento recorrente mais utilizado no mundo, ultrapassando as 100 milhões de contas em uso somente nos Estados Unidos da América. Portanto, a grande quantidade de usuários cadastrados demonstra o ambiente confiável que a plataforma proporciona. A configuração de uma conta no Paypal, seja pessoal ou empresarial, é muito fácil. Ele não possui a burocracia existente em outros métodos de pagamentos recorrentes, permitindo, ainda, a facilidade na execução dos pagamentos. Você precisa apenas cadastrar sua conta de e-mail e já pode desfrutar das vantagens do Paypal. Para a utilização do Paypal não há cobrança de taxas de manutenção, tanto para quem vende, quanto para quem compra. Esse fato é muito positivo, uma vez que muitos de seus concorrentes cobram a referida taxa.

Vale lembrar que as únicas taxas cobradas pelo pagamento recorrente PayPal são referentes às transações realizadas. Assim, se você não realizar alguma venda, nenhum valor será cobrado. Além do mais, você pode cancelar a sua conta do PayPal quando quiser, sem cobrança e sem dor de cabeça.

Pagamentos diversos

Mesmo que o seu cliente não possua uma conta no Paypal ou, até mesmo, cartão de crédito, o negócio será concretizado. Isso porque o PayPal aceita pagamentos com cheque. As negociações podem ser realizadas através de cartões de crédito, contas do Paypal e até mesmo por cheque.

No PayPal não há limite de imposto nas compras, permitindo que suas negociações sejam flexíveis e estejam em constante crescimento.

Serviços Múltiplos e Diversas Moedas

Além de você possuir todas as ferramentas necessárias para conseguir gerenciar os pagamentos on-line, o Paypal também permite a negociação em 24 moedas, superando os seus concorrentes em mais um quesito.

Contras

Taxas

Conforme mencionado acima, no pagamento recorrente do PayPal não há gastos para a manutenção da conta. Contudo, os valores cobrados para as transações realizadas são altas se comparadas com as utilizadas pelos seus concorrentes. Outros meios como Moip ou Pagseguro também oferecem esse tipo de funcionalidade.

Atendimento ao cliente via telefone

São inúmeras as reclamações dos usuários a respeito do serviço de atendimento ao cliente via telefone no Paypal. Mas esse problema é minimizado pelos outros meios que ele oferece, como, por exemplo, e-mail e fóruns.

Contas

A maior desconfiança que existe em relação ao PayPal é o fato de que o mesmo possui o direito de congelar as contas dos vendedores sem a necessidade de aviso prévio. A princípio isso seria mais uma segurança para o comprador e para o vendedor, haja visto que apenas ocorrerá quando ocorrer suspeitas em uma transação ou disputa. Embora seja uma situação muito incomum, existe a preocupação da mesma forma.

Alvo de fraudes

Constantemente, o site é alvo de phishing e outros tipos de fraudes, como por exemplo, e-mails e links falsos da página do PayPal. Sempre esteja atento para não cair em golpes de pessoas mal-intencionadas e evitar que você fique vulnerável a transações frustradas.

Transação fora do site do vendedor

Um fato comum para as empresas que utilizam transações online é que geralmente o cliente é redirecionado para outro site para concluir a compra. Muitos usuários ficam receosos por isso. Todavia, para evitar essa situação, o usuário pode assinar o PayPal Pro com o pagamento de mensalidade.

Limitação em alguns países

Em alguns países só é permitido o envio de pagamento através do PayPal, sendo, portanto, impossível receber transferências em dinheiro.

As vantagens proporcionadas pela plataforma de pagamento recorrente mais popular do mundo são mais relevantes do que as desvantagens. Com essas informações, você pode fazer um balanço e decidir se deve ou não optar pelo pagamento recorrente PayPal. Tenha em mente que a segurança e as múltiplas funções de atendimento são os diferenciais, fatores que levaram o PayPal a ser o número 1 do mundo.

boletos

Conheça a plataforma Vindi e tenha segurança e tranquilidade nos seus pagamentos.

O Banco Central anuncia novas regras para pagamentos mobile (via celular). Alexandre Tombini, presidente da instituição, anunciou na última segunda (04/11/13) nova norma que regulamentará o mercado de pagamentos que incluem cartões pré-pagos, de crédito, moedas eletrônicas e o pagamento via celular, que era um ponto crítico solicitado pela indústria há pelo menos 3 anos.

banco-central-mobile
Banco Central de olho no Mobile Payment

Por aqui, o negócio parece estar aquecido, já que o último congresso de meio de pagamentos eletrônicos – o CMEP, agitou muitos profissionais e já foi o prelúdio do que estaria por vir em termos de regulamentação por parte do Banco Central do Brasil, que rege as normas da indústria.

“Trata-se de uma regulamentação mínima para o setor, sem prejuízo de novas ações regulatórias posteriores, após avaliação de outros segmentos de pagamento caracterizados em lei”, diz o comunicado.

“O Banco Central, por sua vez, editou normas que disciplinam (i) a classificação, a autorização e o processo de vigilância dos arranjos de pagamento, (ii) as modalidades e a autorização de instituições de pagamento, (iii) as contas de pagamento e (iv) o processo de gerenciamento de risco e de salvaguarda dos recursos mantidos em contas de pagamento”, citou o documento. As novas normas entram em vigor dentro de um prazo de 180 dias.

square-mobile
Square: hora de vir para o Brasil?

Essas novas regras, citadas na  Resolução nº 4.282, estabelecem os objetivos a serem perseguidos pela regulação e supervisão do BC, relativamente às necessidades dos usuários finais, dentre as quais a confiabilidade, a privacidade, a transparência e acesso a informações. Já a Resolução nº 4.283 explicita para as instituições reguladas as exigências de transparência de informações, cita o documento.

Pagamento Mobile é de longe um dos maiores desafios do ponto de vista tecnológico e uma grande oportunidade para o Brasil. Desafio pelo acesso à internet de qualidade, que vai exigir do usuário final melhor serviço, e também dos lojistas que terão que oferecer uma infra-estrutura adequada para tal acesso, mas também é uma grande oportunidade, já que o Brasil é um dos maiores mercados de smartphones no Brasil.

Leia mais sobre Pagamento Eletrônicos (Veja a Novidade da Cielo Mobile) Aqui.

Fonte: Estadão, Informa

A expressão do título, que leva o slogan da Vindi – o Venda Sempre, é sem dúvida a chave mais importante para o sucesso de uma empresa consolidada ou de uma startup. Nove entre dez equipes comerciais acreditam que vender é alcançar metas desafiadoras. E erroneamente afirmam que é convencer clientes a comprar determinado produto/serviço através de uma estratégia de vendas estabelecida pela empresa. Uma equipe de vendas vencedora normalmente tem entre si, características voltadas às necessidades do cliente. Elas normalmente sabem como pensa o cliente, porque ouvem seus desejos. Também sabem que seu produto na verdade só existe, porque os clientes precisam dele. Simples assim. É obvio também que para essa maturidade de pensar no cliente como seu principal agente, elas têm um equilíbrio profissional muito grande. Não tem “estrelas” dentro de suas equipes. Ninguém é unânime. É como um time de futebol vitorioso, onde todos são ligados por um objetivo comum: conquistar o título.

Mas porque então algumas empresas conseguem atrair organicamente seus clientes? Sem muito esforço de marketing e vendas? Pode muito bem estar relacionados a um bom produto, mas não se engane: tem uma questão de atendimento. Isso é uma fórmula difícil de se atingir, porém Vender Sempre é o sonho fácil de todos empreendedores. Um bom produto alinhado a um bom atendimento é a equação de como Vender Sempre (venda recorrente).

apple-cliente-feliz
Por quê clientes da Apple são além de fiéis, fanáticos?

Conquistar um cliente custa 8 vezes mais do que manter.

Conquistar um cliente é muito caro. Não sei se para alguns essa afirmação é clara, mas o esforço para se conquistar um cliente é muito grande. São absorvidas horas de trabalho e grandes verbas de publicidade para “trazer um cliente para dentro de casa”. Se a estratégia for boa, ótimo. Esses custos são justificados por conseguir conquistar clientes importantes. Deu resultado gastar. Equipes felizes e faturamento garantido. Mas e agora? O quê fazer para manter esses clientes? Uso a mesma estratégia? Mobilizo essa equipe de vendas para atender os clientes? Contrato uma equipe operacional? Esse é o ponto crítico da maioria das empresas: Atender bem.

É um erro grande pensar em somente conquistar. Do ponto de vista operacional, conquistar é fácil. É só contratar a melhor equipe comercial do mercado. Treinar e orientar ela para a venda de determinado produto ou serviço. As vendas vão vir, certamente. Mas as empresas estão preocupadas em manter esses clientes? Segundo o IBRC, 90% das empresas não se preocupam de fato com o pós-venda. É nessa conta que as empresas muitas vezes erram e fecham em tão pouco tempo. Ganhar um cliente do concorrente, custa 8 vezes mais do manter um cliente dentro de casa. Sendo assim, porque as empresas não investem mais em pós-venda?

conquistar-um-cliente
Conquistar um cliente do concorrente, custa 8 vezes mais do manter um cliente dentro de casa.

Quantas vezes compramos produtos por influência de um bom vendedor e quando precisamos de atendimento sobre o produto somos surpreendidos negativamente por telemarketing ineficiente e emails que não são respondidos? Citando o telemarketing, que parece ser um “mal” irremediável do bom atendimento, todo mundo tem uma péssima experiência nesse tipo de canal. Operadoras de telefonia, Tv à cabo, cartão de crédito e outras empresas de serviços usam desse sistema para cobrar, vender e também atender a demanda das reclamações e sugestões dos clientes. O famoso 0800. Mas por quê é tão ruim? Pra que digitar tantos números, falar com tantas pessoas e perder horas de paciência para resolver um problema aparentemente simples? questão é fácil de responder: é barato, ou em outras palavras é ilusioriamente mais barato contratar um serviço terceirizado de atendimento.

O “telemarketing do mal”, aquele que te faz perder a cabeça para resolver uma simples questão, anda na verdade, na direção contrária da premissa básica do cliente satisfeito. Ter um cliente satisfeito na maioria das vezes é ser honesto com ele. Não fazer promessas, que não se possa cumprir, entregar no prazo e ainda assim, atendê-lo bem. Muitas vezes é dizer “Não” para ele. Ao invés de enrolar até o nível do desconforto entre as duas partes. Parece difícil, né? Para a maioria das empresas é. Vender Sempre é infinitamente melhor do que vender mais. Vender mais pode se exemplificar por exemplo em picos sazonais: o comércio tem picos sazonais no Natal, Dia das Mães e etc. Esse é um ambiente comum para as lojas e o comércio no geral. O importante é saber distinguir isso de um crescimento sustentável. O grande desafio do comércio por exemplo é transformar clientes em “clientela” (freguesia). Isso é Vender Sempre. É identificar um cliente entrando a loja e transformá-lo num comprador contumaz, onde mês que vem ele vem já sabendo que ali é um lugar que ele vai encontrar aquilo que ele precisa, um produto e um bom atendimento.

telemarketing
O “Telemarketing do mal” – um dos maiores problemas do atendimento

Como Vender Sempre

Para uma empresa que está começando agora, sem os vicíos comuns empresariais, a maior preocupação deve estar ligada à competitividade. De como trazer algo novo para os consumidores, ter um bom preço para entrar no jogo e ainda assim, pensar no cliente. E no ciclo como um todo. Esse ciclo entre a entrada do cliente, assinando um contrato, até pensar no fim desse sistema, onde o cliente vai entrar em contato para uma reclamação ou sugestão, deve ser muito bem pensado. Mas existe uma fórmula para isso? Brad Sugars, autor do Entrepreneur.com, definiu 5 passos para conseguir atender o cliente da melhor forma e fazer como que ele volte sempre:

1. Seja cauteloso com sua base de dados

conheca-seu-cliente
Quem é seu cliente? E melhor: quais são os desejos dele?

Conheça seu cliente! Toda empresa deve ter um modus operandi de como integrar os dados ao atendimento. O cliente entrou na loja, ou entrou em contato: é imprescindível conseguir coletar dados para um possível contato futuro ou simplesmente para conhecer melhor o cliente. Isso pode ser simples, desde um software simples de gestão até uma planilha em excel. O Importante é não perder a informação.

2. A comunicação deve ser personalizada

customizacao-produtos
Personalizar é a chave dos clientes satisfeitos.

A Personalização de atendimento vale ouro. Ser chamado pelo nome, ser surpreendido pela sua preferência é algo desafiador e impactante. Por isso é importante ter a base de dados. Vou dar um exemplo muito básico de como é simples usar essa comunicação: vou semanalmente a uma padaria bem em frente à minha casa. É uma padaria grande, com fluxo grande de pessoas. Minha família também é frequentadora. Tem quase 4 anos que não preciso pedir como gosto que seja servido meu café. E os atendentes chamam meus filhos pelo nome. Nunca preenchi nenhuma ficha. O ponto aqui é que a sensibilidade do atendimento em chamar pelo nome e saber o gosto cliente torna a relação extremamente pessoal. E eficaz.

3. Simplifique a venda

checkout-inteligente
Para que complicar? Foto: Em São Francisco (EUA) o cliente faz seu próprio checkout em alguns supermercados.

Tanto para novos consumidores quanto para clientes existentes, a forma de vender deve ser simples e eficiente. Sem demora. Os clientes já sabem que esse processo não deve ser mais uma burocracia. Preencher fichas e cadastros longos só vão tornar a experiência de venda mais chata. Uma das maiores preocupações da Vindi foi criar sistemas capazes de tornar eficaz a venda recorrente (pagamento recorrente). Para citar um nicho específico: criamos uma ferramenta de pagamento para academias. Ao invés do modelo de cheques pré-datados, onde o cliente tem que deixar 12 cheques para começar a usar, o pagamento recorrente para Academias pede somente o cartão de crédito do cliente. Simples para as Academias, Simples para os clientes. Não toma o limite dos cartões de crédito, já que é um pagamento recorrente e não um parcelado, o cliente acumula milhas, o que é bem importante. As Academias começam a ter finalmente, um sistema de vendas e pagamentos recorrentes onde o controle total do aluno/mensalista é eficaz. A renovação desses planos é automática. Isso é simplificar.

4. Promessas são para ser cumpridas

mentir-para-clientes
Não minta para os Clientes. Tampouco faça promessas pensando na venda imediata.

Não prometa o que não pode cumprir, ou só prometa aquilo que está ao alcance. Se o cliente pedir algo que não possa fazer: diga não. É melhor dizer não do que frustar uma expectativa. Esse apelo de promessas infindáveis já estão caindo em “descrédito” dos consumidores. “Emagreça”, “Fique Rico” e “Encontre seu Par” são afirmações milagrosas que vão terminar em clientes indo embora. Seja honesto com o cliente.

5. Testes e Análises

Testes-AB
Testar e Analisar: decisivo para continuar inovando.

Fase muito crítica desse processo, pois necessita de muito esforço técnico e operacional. Testar novos produtos, mudar a forma, analisar o comportamento dos clientes é essencial. O empreendedor precisa entender que aquele “produto imbatível” na verdade é parte do processo, precisa investir em novos produtos, ouvir os clientes e até substituir equipes para continuar crescendo de forma sustentável. Essa é aquela etapa onde olhar números e relatórios pode ser decisivo para manter ou não o foco.

Não existe fórmula mágica, mas existem receitas a seguir sim. A maior delas é pensar no cliente. O cliente na verdade é quem define o produto. Se for bom para ele, é bom para a empresa. Vender Sempre não está nos planos de negócios da maioria das empresas. A maioria dos Business Plans estão orientados para escalabilidade, para o crescimento da base de clientes e não para atender bem. O maior conselho que posso dar é que isso deve partir de dentro da empresa. Se o funcionário estiver feliz, ele vai organicamente atender bem os clientes. É algo tão valioso e tão difícil de conseguir que a maioria dos empresários têm medo de perguntar para seus funcionários se eles estão felizes.

equipe-feliz
Equipes felizes: primeiro passo para Clientes Felizes.

Quando criamos o slogan da Vindi, o “Venda Sempre”, nosso objetivo estava em passar uma mensagem aos empreendedores. “Nosso maior objetivo é fazer com que empreendedores possam dormir tranquilos”. Não inventamos isso, ouvimos de um cliente nosso.

Venda Sempre, pense em Cobrança Recorrente!

Fonte: Entrepreneur, Assinatura Recorrente, IBRC 

 

Atualmente temos 800.000 aplicativos mobile no mundo. Rodando em smartphones e tablets. É um número considerável. E temos praticamente 3 consoles que possam fazer barulho no mundo dos games: o Playstation, o Xbox e já descendente Nintendo Wii. Essa nova ordem dos games quer dizer na prática que: vamos trocar os jogos de consoles por aplicativos. Vamos deixar para trás histórias e lembranças de Atari, Super Nintendo, Super Ness, NeoGeo, Mega Drive, Master System, Nintendo 64, Odissey e outras velharias. Assista o documentário Indie Games, para saber exatamente qual é a angústia desse mercado.

O Mundo dos Games vive uma nova ordem mundial já fatídica. Ainda temos grandes jogos fazendo barulho nos consoles. Call of Duty, por exemplo, é uma febre mundial no Playstation. Já os jogos de futebol, como o Fifa, é unanimidade por aqui. Esse mercado de jogos de console ainda tem alguma lenha para queimar. Para se ter uma ideia, o Call of Duty é a franquia de jogos mais rentável na história . O penúltimo jogo lançado, 0 MW3, faturou US400 milhões em 24 horas. Assustador. Mesmo com números isolados como esses, o mercado de consoles vive uma crise existente: a queda nas vendas dos consoles.

Vendas de Consoles dos últimos 3 anos (em unidades)

2010 – 44 milhões

2011  40 milhões

2012 – 29 milhões 

tommy-Refenes-meat-boy
Tommy Refenes: personagem central do angustiante ” Indie Games”, pode ilustrar muito bem a queda dos consoles.

Vendas de Smartphones dos últimos 3 anos (em unidades)

2010 – 296 milhões

2011  472 milhões

2012 – 740 milhões 

mobile-game
As App Stores vão impulsionar as vendas dos games online.

Analisando esses simples dados, temos uma prévia do que está por vir. Em 2007 quando foram lançados os consoles Wii, Playstation 3 e Xbox 360 o mercado naquele ano cresceu 37%. Com os lançamentos previstos para esse ano (2013/2014) de Wii U, Playstation 4 e Xbox One o mercado de consoles vai crescer somente 6%. Matador.

As fabricantes estão tentando de todas as formas conter essa diminuição de vendas. Sony, Microsoft e Nintendo vão lançar seus consoles com preços em torno de 500 dólares cada. Uma mudança considerável para quem lançava seus produtos a 1ooo dólares. Outra mudança significativa são os jogos, que passam pela transição de Dvds para Downloads.

Outro caminho encontrado por empresas de games é a mudança para jogos por assinatura.

A briga nesse caso não é mais entre as 3 gigantes dos games, e sim com uma infinidade de empresas de games (muitas underground) produtoras de apps a um baixo custo e ainda assim, inovadores. Para se ter uma ideia jogar Poker no celular é uma coisa tão comum, quanto jogar poker com os amigos numa mesa assistindo ao UFC. Falando de jogos mais tradicionais, já que poker é um jogo americano, podemos citar o Truco. Jogar buraco online pode ser uma boa experiência para quem gosta de cartas, e surpreendente. Isso democratiza praticamente tudo que se diz respeito ao jogos pagos. A premissa de ter um smartphone é o passaporte por jogar qualquer tipo de jogo online gratuitamente. Seja ele: card games, jogos de aventura, Rpg, jogos de corrida e etc. E se o jogo for mais elaborado, o desenvolvedor pode optar em cobrá-lo a um preço muito inferior a um jogo de console. E flexibilizar até uma versão trial, antes de cobrar.

Mas nem tudo é festa no mercado de games online, a Zynga – gigante dos games online – responsável por jogos como Farmville, demitiu 500 funcionários esse ano. Por motivos financeiros. Para ilustrar melhor essa demissão em massa na Zynga, é só olhar para o lado: A fabricante de App Games Supercell – dona do Clash of Clans – vai faturar esse ano cerca de U$1,8 bilhões. A Supercell é uma empresa finlandesa com apenas 80 funcionários. Já a Zynga com 2000 funcionários, tem previsão de faturar cerca de U$1 bilhão.

Eficiência conseguida pela Supercell: “Fazer mais com menos.” Menos funcionários e foco em apenas 2 jogos: o Clash of Clans e o Hay Day. Enquanto a Zynga tem uma infinidade de App Games.

Supercell – Faturamento previsto 2013 – U$1.825 bi

Principal jogo: Clash Of Clans

Quantos jogos: 2

80 funcionários

Zynga  – Faturamento previsto 2013 – U$1,050 bi

Principal jogo: Farmville

Quantos jogos: 35

2500 funcionários

zynga-cachorro
Mark Pincus da Zynga: desafio de se reinventar e ser eficaz.

Tirando a crise da Zynga e outras que já sofrem com um certo gigantismo no mundo dos games, é realmente promissor o mercado de app games. Hoje qualquer developer, capaz de criar um app bem direcionado e funcional, pode se tornar um sucesso, já que publicação de aplicativos na AppleStore, GooglePlay entre outras, é uma questão democrática. Basta ter a competência e saber as regras. Coisas que eram exclusivas de grandes empresas de tecnologia, o mercado de games passa a ser algo atingível para qualquer designer de games no mundo. Independente do país, da língua ou da preferência do usuário. Sem falar no Windows 8, que pode vir com mais força nos próximos meses (atenção developers). 

Só para citar um dado explosivo de uma pesquisa encomendada pela Ericsson, hoje temos 1 bilhão de smartphones no mundo. Em 2018 teremos 3,3 bilhões.

Precisa falar mais?

Fontes: Ericsson, Tecmundo, Wall Street Journal, Folha, The NextWeb e Exame.

 

 

 

O papo agora é diferente de Pagamento Recorrente. Vamos falar sobre marketing, mais especificamente o “Push Marketing”.

Varejistas americanos estão adotando de vez ou “Push” como ferramenta de automação de marketing. O Push ou “Notificação Push” é uma forma de comunicação eficaz por aplicativos instalados em smartphones e tablets. Essa tecnologia nada mais é que receber um aviso (warning) diretamente no seu dispositivo, com o intuito de alertar algo. Quem tem iPhone, iPad ou qualquer gadget Android, sabe bem como funciona. Através de um App (aplicativo mobile) o serviço pode informar um update requerido, uma melhoria de sistema ou até informações simples. Para exemplificar melhor, aquele aviso do Google Agenda antes da reunião é um “push“.

As lojas BestBuy e os postos de gasolina Shell, já fazem com grande inteligência essa distribuição de “pushs” nos EUA. Assim que os clientes entram nas lojas, eles recebem previamente um mensagem informando sobre descontos, promoções ou simplesmente uma saudação de boas vindas. Essa estratégia de marketing parece ser uma coisa simples do ponto de vista de impacto e difícil do ponto de vista técnico. Mas na verdade é exatamente o contrário, o Push é de fato:

Simples do ponto de Vista técnico + Eficaz no Impacto do cliente

Para essa tecnologia funcionar e impactar da melhor forma, basta criar um aplicativo funcional e ter a comunicação correta com o cliente. Para essa análise de como um push pode ser eficaz, me coloco na situação de passar em frente da minha loja favorita e receber um push no celular dizendo:  “Bom dia Rodrigo, vem tomar um café com a gente”.

Peraí: como é que ele sabe que eu estou aqui?

shopkick-push-marketing
ShopKick: o Foursquare das promoções

A empresa americana ShopKick, promete ser o Foursquare dos descontos. Unindo o check-in usual dos aplicativos via geolocalização, a ShopKick oferece descontos e promoções em 250.000 estabelecimentos americanos via push. E os usuários já ultrapassam os 5 milhões. Esse tipo de tecnologia já é uma forte tendência, já que o crescimento dos smartphones no mundo é acelerado. Esse tipo de promoção via push, foi muito difundido nos cafés americanos, onde o convite para tomar um café era uma isca para atrair o cliente para o atendimento dentro da loja. Aguardem os próximos capítulos desse negócio, já que o Google comprou o aplicativo de mapas interativos “Waze”. Para se ter uma ideia do que pode vir por aí: o Waze tem 47 milhões de usuários no mundo. O Facebook também queria, mas o Google pagou U$1,3 bilhões e levou.

Aqui no Brasil a rede Subway também já ensaia modelo parecido de descontos, onde um app instalado no celular garante a comunicação assim que o cliente entra na loja os chegue nas proximidades. A rede usa o Belezuca, um app brasileiro.

push-belezuca
Belezuca: app brasileiro de descontos

No Brasil os desafios são grandes, já que os problemas de infra-estrutura aqui afetam a escalabilidade. Não temos um 3G de qualidade e os comerciantes na sua maioria,  não possuem em seus estabelecimentos Wi-fi para oferecer aos clientes. Isso impacta diretamente no uso de aplicativos dentro desses estabelecimentos. A grande oportunidade na verdade é para os empreendedores brasileiros, já que até o ShopKick, Foursquare e Waze chegarem aqui com uma estratégia tupiniquim, alguns aplicativos como o próprio Belezuca, podem consolidar e criar o mercado de push marketing no Brasil. E para os comerciantes que sofrem diariamente para manter seus clientes satisfeitos.

Se for bom para os clientes, empreendedores e comerciantes, manda push aí.

Fonte: Belezuca, Techcrunch, Exame

O ecommerce, um dos mais promissores modelos de negócios em todo mundo, ensaia o amadurecimento de suas operações no Brasil também. Esse amadurecimento se deve ao crescimento considerável de pessoas comprando na internet. Isso impacta também o mercado de sites de assinaturas. No Brasil, apesar da realidade local, temos um grande momento também. Não somente por questões mercadológicas mas também pelo realidade dos brasileiros. O Hangout do Google sobre Marketing Digital para PME, realizado em Julho de 2013, ilustrou alguns números contagiantes para quem vai vender pela internet:

1. 100 milhões de brasileiros conectados – mais de 50% da população está online

2. Passamos em média, 27 horas mensais na internet (o maior tempo da América Latina).

3. O ecommerce vai crescer 35% em 2013. O PIB do Brasil tem previsão de crescer 3% nesse ano.

4. 42 milhões já fizeram ao menos 1 compra pela internet.

O amadurecimento também deve-se a um fator muito importante que está passando despercebido pela maioria, e que alguns empresários estão navegando num verdadeiro oceano azul: Assinatura Mensal, ou em outras palavras: Sites de Assinatura.

 

Sites de Assinatura – Assinatura de Produtos

A Adobe recentemente mudou a forma de cobrança de seus clientes, passando a cobrar licenças e não o software em si. Essa mudança de conceito além de combater a pirataria, tem como propósito criar uma cultura de assinaturas, onde o cliente compre por períodos e faça com que a Adobe tem a Venda Recorrente de seus produtos como Photoshop, Illustrator e etc. O Walmart criou um serviço de assinaturas para entregar alimentos em casa. O Netflix no Brasil tem verba publicitária maior do que Itaú e Dafiti. E trata-se basicamente de um serviço de assinaturas. Esses 3 exemplos são por si só, uma tendência a ser analisada, principalmente para os empresários que queiram ter maior controle sobre as vendas e também obter mais capacidade de atendimento.

Por quê vender produto a produto, se posso vender uma assinatura de produtos? 

Esse é o mercado de sites de assinaturas, que vem pintando no Brasil uma nova forma de vender. Assinatura de ração, assinatura de fraldas, assinatura de cervejas, assinatura de vinhos, assinatura de cosméticos e até alimentos. Essas lojas vêm surgindo rapidamente para atender uma demanda que necessita de algum produto mensalmente, ou seja, uma recorrência dessa necessidade. Ração por exemplo. Já existem cerca de 10 lojas que vendem assinatura de ração e produtos Pets. É uma necessidade dos donos de Pets no Brasil. Todo mês esse público tem que ir aos pets centers e supermercado comprar uma quantidade específica de ração. Por que não comprar um plano, onde a ração vai ser programada para chegar. Algumas dessas lojas de ração programada, já oferecem preços e assinaturas personalizadas com o perfil dos seus bichos de estimação.

 

Os Clubes no Brasil e no Mundo.

Assinatura de Cerveja (Clubes de cerveja)

Não para por aí: os chamados Clubes de Cerveja (assinaturas de cerveja) já são mais de 10 só no Brasil. Todos eles com a premissa básica de entregar cervejas internacionais, nacionais e artesanais sem sair de casa. Algumas delas já criaram até revistas especializadas sobre essa paixão nacional. Para se ter uma ideia desse mercado de Assinatura de Cervejas, existem clubes de cerveja no Brasil com quase 10 mil assinantes. A grande sacada dos clubes de cerveja é uma verdadeira volta ao mundo em rótulos.

assinatura-de-cerveja-clubes-de-cerveja
Você conhece alguma dessas cervejas? Você pode conhecer com as assinaturas.

 

Assinatura de vinhos (Clube de Vinhos)

A notícia mais recente desse mercado de Vinhos é que a Wine, se tornou em 2012 o maior ecommerce de vinho do Mundo. Se tomarmos esse dado como exemplo, podemos afirmar que diante do consumo brasileiro de vinho, que ainda é baixo, a Wine é um grande case de sucesso. E 40% das vendas da loja vem da assinatura de vinho. Os clubes de vinhos que oferecem assinaturas também são um mercado interessante com bons exemplos de como atender bem os amantes do vinho. Além de criar uma entrega sofisticada, que é o apelo do vinho, é possível assim como a cerveja, tornar o assinante mais crítico, pois os produtos sempre acompanham a história do vinho: origem, safra país e etc.

assinatura-de-vinhos
Assinatura de Vinhos: um negócio sofisticado e funcional

 

Assinatura de Cosméticos

Grande tendência do mercado americano, os clubes de assinatura de cosméticos começam a mostrar o porquê o Brasil é o maior mercado do mundo nesse ramo, a frente de países como EUA e França. Sim é possível. A grande particularidade em se vender produtos por assinatura é que os clubes precisam sempre surpreender o comprador. No caso dos cosméticos que têm um apelo feminino muito grande, as lojas vão ter o desafio de encantar com bons produtos, marcas e brindes. É possível ter uma assinatura de cosméticos à partir de R$23,00. Perfumes, esmaltes, maquiagens e acessórios. É coisa que mulher compra praticamente toda semana.

assinatura-de-perfumes
Assinatura de Perfumes: mimos à partir de R$23,00 por mês

 

Assinatura de Filmes

Netflix e Netmovies. Nem precisa dizer muito sobre esse mercado que praticamente acaba com as locadoras de vídeo. O Netflix que é um dos maiores serviços de assinatura em todo mundo, vem colocando uma realidade muito sólida no modo como os clientes enxergam os serviços de assinatura aqui no Brasil. Já o NetMovies oferece um serviço de aluguel de até 4 Dvds por mês mais um catálogo de filmes pela internet por R$14,99. Só para se ter uma ideia na mudança desse mercado, há 2 anos era normal pagar R$5,00 por um aluguel de um único filme nas locadoras convencionais.

assinatura-de-filmes-netflix
Netflix e a nova locadora. 30 Milhões de usuários não podem estar errados

 

Assinatura de Sapatos e Roupas, Assinatura de Meias e Assinatura de Cuecas 

O mundo da moda, também está presente nas assinaturas mensais. Clubes de Sapato, Clubes de produtos masculinos e até até Cuecas podem ser assinados (contratados). O site BlackSocks.com é um dos melhores cases de como criar um modelo de assinaturas eficaz. Vendendo meias pretas, o site de assinaturas se tornou um dos maiores do mundo em vender artigos masculinos por assinaturas. Só para se ter ideia do tamanho do site, existem 50 mil assinantes no mundo todo que usam o serviço de meias por assinatura. No Brasil sites de assinaturas semelhantes ensaiam um crescimento considerável. É possível assinar sapatos, assinar meias e até assinar cuecas. Alguns de nicho, por exemplo, entregam desde cuecas (não são simplesmente site de cuecas) até cremes de barbear, lâminas e acessórios específicos para o público masculino. Por apenas uma cobrança mensal. Já as mulheres podem pagar de R$80 a R$140,00 e receber em sua casa uma seleção do sapatos que são sugeridos pelos clubes. Assinatura de moda é tão amplo que cada acessório pode virar um negócio, Ex: gravatas, sapatos, moda fitness e etc. Não estranhe, mas é possível até assinar produtos eróticos – falaremos mais a frente.

assinatura-de-sapatos
Sapatos para as mulheres, barbearia para os homens

 

Assinatura de Fraldas

Outra comodidade. Fralda Programada. Nos EUA é tão comum assinar um serviço de fraldas que já é possível até personalizar o tamanho delas de acordo com o crescimento do bebê, ou seja, preenche-se o cadastro com o nome do bebê, idade (em meses), peso e etc. O serviço entrega mensalmente fraldas de acordo com o crescimento da criança. Os tamanhos entregues vão aumentando automaticamente, acompanhando o desenvolvimento dos bebês. Nesse caso de fralda programada, a comodidade vai direto ao ponto: esquecer de comprar fraldas é um problema para papais e mamães e também obter melhores preços, já que assinando um serviço desses a premissa que preços e vantagens sejam oferecidos aos papais e mamães. Aqui o foco dessa lojas são as futuras e presentes mamães. Lojas como baby.com.br vieram  atestar o grande mercado brasileiro de mamães.

assinatura-de-fraldas
Entrega de Fralda Programada: assinatura das mamães.

 

Assinatura de Revistas e Assinatura de Jornais

São os pilares da cobrança recorrente. Todas pessoas têm uma experiência de assinar publicações impressas. Desde gibis da Turma da Mônica, até revistas semanais. As editoras ainda possuem grande desafio de pagamento recorrente. Muitas, ainda não têm uma inteligência na cobrança. Esse mercado de editoras e jornais sofre uma grande mudança na forma e atuação, já que o meio digital vem transformando essa mídia. Curiosamente as editoras na sua maioria, ainda não se prepararam para essa mudança. É uma realidade comum, uma revista digital de um mesmo exemplar, custar mais do que o exemplar impresso. É um erro. Só para se ter uma ideia, a maior revista do Brasil (em tiragem) oferece a Revista impressa com o mesmo preço da Revista Digital. Com o mesmo conteúdo. Só que na Digital, os custos de impressão e logísticas são excluídos. É um caso a se pensar. O New York Times, por exemplo, sabe bem a convergência do meio impresso para o digital, e cobra menor valor pela assinatura do jornal digital. A quantidade de tablets e smartphones só vai aumentar. Atenção editores.

assinatura-de-jornais-assinatura-de-revista
Tablets: a nova realidade das revistas e jornais

 

Assinatura de Alimentos e Cozinha

Até alimentos, são possíveis assinar. Frutas, Suplementos, Chás, Vitaminas e até Cafés. Por incrível que pareça existe um mercado interessante e potencial no Brasil de cafés artesanais e especiais. O Brasileiro toma bastante café, e isso é o principal gancho para os clubes de assinatura de café. Todo mês um café diferente é entregue. O Café tem algo lúdico, onde a própria história do país se confunde com a bebida. É um excelente negócio. Frutas frescas por assinatura também. Já pensou receber uma cesta de frutas selecionadas em sua casa todo mês/semana? E para os adeptos da malhação e da vida saudável, a assinatura de produtos saudáveis também é uma excelente pedida: quem assinou aprovou. Receber uma caixa surpresa com produtos selecionados vem agradando os assinantes. Até produtos regionais: como o exemplo da loja Oh! Minas, que oferece produtos mineiros por assinatura. Existem serviços no Brasil oferecendo assinatura de chololate e assinatura de pães (padaria).

ohminas-assinatura-de-produtos-mineiros
O site Oh Minas oferece produtos mineiros por assinatura. Foto: Divulgação.

 

Assinatura de Games

Em alta, os games ditam tendências. No mundo dos negócios, aplicativos e no modo como a tecnologia influencia na vida das pessoas. Assinar games é de longe um dos mercados mais maduros da internet. Só no Brasil temos uma infinidade de jogos que são por assinaturas na web. Desde jogos de cartas (card games) quanto sinuca e apps, os games criaram uma normalidade em se pagar por um serviço de entretenimento. Lá fora essa infinidade se confirma ainda mais. Já existe até uma conversão dessas plataformas tradicionais: Consoles (Xbox, Playstation, Nintendo) e Sites começarem a oferecer a cobrança mensal através do mobile, que é uma realidade inegável. A própria Sony e Microsoft ensaiam a mudança para o negócio de licenças, onde o CD (DVD) dos jogos não são mais necessários. O advento de tablets e smartphones, trará velocidade para essa migração de plataformas. Adeus console, bem vindo App.

assinatura-de-games
Assinatura de games: uma tendência com a queda nas vendas dos consoles

 

Assinatura de Produtos Sensuais

Sim. Existem assinaturas de produtos erótico (sensuais). Só nos EUA, existem 5 clubes de produtos adultos. Na mesma onda do Sexshop tradicional, os clubes de produtos sensuais, oferecem assinaturas mensais, onde uma caixa surpresa é entregue muito bem  selecionada. As lojas: BlushBox, Boink Boutique, Déjamor, LUVmyBOX e Spicy Subscription oferecem acessórios e presentinhos para inusitados.

assinatura-de-produtos-eroticos

 

Assinatura de Flores

Assinar flores parece algo muito longe da realidade. Mas alguns grandes escritórios de São Paulo já têm procurado frequentemente esse tipo de serviço para reposição de flores semanais. As secretárias são grandes compradoras de flores. É nessa demanda que a Assinatura de Flores vem crescendo. Assinaturas à partir de R$120,00 permitem entregas semanais de flores: rosas, orquídeas e flores ornamentais delivery. E acreditem o serviço funciona muito bem. Se o marido/namorado for daqueles românticos, taí uma forma de surpreender toda semana

assinatura-de-flores
Orquídeas programadas: Secretárias e Maridos

 

Assinatura de Curso Online

Esse é um mercado maduro. Cursos online são de longe um dos mais promissores mercados de assinatura. Empresas como Caelum (Allura) oferecem cursos completos a R$197,00. Faculdades e Instituições de ensino ensaiam um grande momento dos cursos online e até de cursos mais elaborados como Graduação e Pós-Graduação. Faz todo sentido, já que o próprio movimento das Universidades caminha para o e-Learning. Faculdades americanas como Stanford, Harvard e MIT já oferecem modelo parecido. E é tão maduro que qualquer pessoa do mundo pode estudar pela internet, não importando o país ou curso. Nesse sentido, aqui no Brasil os cursos de Informática, Profissionalização, Mobile e Internet têm grande oportunidade de crescimento.

assinatura-de-curso-online
Assinatura de Cursos Online: e-Learning sem fronteiras

 

Assinatura de Ração

Se você acha que os pets centers eram os maiores aliados do seu “amigão”, imagine com a Ração Programada (assinatura de ração). Só no Brasil já existem mais de 5 lojas oferecendo o serviço de assinatura de ração e “produtos pet”. Além de ser uma baita comodidade para os donos, a ração programada é de fato um serviço bem legal em preços também. Pode pesquisar os preços, são bem competitivos. A entrega programada permite melhor controle do momento certo de comprar a ração. Para quem tem cachorro, gato e afins, receber ração em casa é mais do que uma vantagem. É muito comum esquecer de comprar ração. E o pior que são nos momentos mais difíceis que ela acaba. Donos de cachorros por exemplo, sabem a sensação de sair à noite para tentar achar um supermercado 24hs para comprar um pacote de ração. Algumas lojas oferecem até a personalização de produtos, com canecas em nome e foto do animal de estimação e brindes na primeira compra/assinatura. A assinatura de ração já é um negócio e tanto por aqui. O Brasil é o segundo maior mercado Pet do mundo, atrás apenas dos EUA. Basta gastar poucos segundos na internet para ver o tamanho desse mercado por aqui.

assinatura-de-racao-programada
Ração Programada no Brasil: o segundo maior mercado pet do Mundo.

 

Assinatura Fitness

Saúde é o que interessa. Parafraseando Paulo Cintura, personagem folclórico do humor de Chico Anysio, podemos afirmar que sim é uma verdade. A preocupação em ter uma vida saudável aumentou muito. Existe certa conscientização médica e de estilo de vida. Tanto no esporte quanto na moda, a palavra fitness está presente no dia dia dos brasileiros em academias e rotinas diárias de muita gente. Nos Eua por exemplo, existem cerca de 10 serviços na internet que vendem assinatura fitness. Suplementos, Bebidas e energéticos por um preço escolhido pelo cliente. Bom para os atletas profissionais e amadores. No Brasil já existe algumas lojas ensaiando esse mercado, tanto em produtos alimentícios quanto Moda Fitness.

assinatura-fitness
Box Fitness – Suplementos e produtos saudáveis por assinatura

 

Assinatura de Bijuterias 

Esse é um mercado emergente nos Eua. Receber bijuterias semanais ou mensais é um dos principais clubes que mulheres assinam por lá. O Brasil é um dos países líderes de produção e consumo de bijuterias no mundo, não é diferente imaginar qual é o potencial desse mercado por aqui. Os preços são interessantes para quem quiser assinar bijuterias. Por R$39,00 o Clube da Biju oferece uma assinatura de 3 ou 4 bijuterias por mês + brinde surpresa no momento da compra.

assinatura-de-bijuterias
Assinatura de Bijuterias – acessórios femininos todo mês em casa.

 

Vantagens dos Clubes de Assinaturas.

 

Vantagens para o Lojista

– Venda Recorrente (pagamento recorrente) – a receita do faturamento das vendas é algo previsto. Os empresários (lojistas) terão nessa forma de recebimento, a previsão total de quanto vão faturar em 1 mês, três meses ou até 1 ano.

– Controle financeiro – se os empresários vão ter previsão de quanto vão faturar, terão também maior controle financeiro, poderão programar melhores investimentos. E vão ter a decisão em suas mãos.

– Redução de despesas e custos operacionais – além de redução das despesas de Marketing (custa muito mais conquistar um cliente do que manter), a redução de custos operacionais como tempo e processos são infinitos, já que Empresários e Equipes terão mais tempo para focar no negócio. 

– Produtividade – As equipes terão maior tempo para se dedicar a Vender Mais! A redução de custos com tempo e processos, dará aos empresários a chance de atender melhor o cliente e pensar mais em seu negócio.

Obs: muitas empresas perdem a eficiência se preocupando demais em como cobrar os clientes. O custo operacional em conciliação, perdas das vendas e pagamento são cruciais em qualquer tamanho de empresa: pequenas, médias e grandes.

Vantagens para os clientes (assinantes)

– Preço – Entende-se claramente que clubes de compra e sites de assinatura ofereçam melhor preço aos seus clientes, já que a venda programada permite o empresário negociar melhor seus fornecedores, baixando relativamente o preço dos produtos oferecidos. O cliente nesse caso se torna um assinante, popularmente chamado de “freguês”. O cliente vai exigir preço.

– Atendimento – Se os empresários vão ter mais tempo para pensar no negócio, o atendimento tende a melhorar. Muitas empresas se esforçam demais em conquistar um cliente, e esquecem de tratar os que já “estão em casa.” Um erro clássico e comum. Os sites de assinatura vão ter mais tempo para atender melhor. O cliente ganha muito com isso.

– Comodidade – imagine-se recebendo mensalmente ou semanalmente produtos que você precisa comprar todo mês. Agora imagine receber por um preço melhor e produtos de qualidade. Isso acontece com fraldas, ração, alimentos e cartuchos de impressora. O serviço mais clássico de comodidade são identificados pela entrega de gás encanado (que já é um serviço mensal) e o maior exemplo de assinaturas do mundo: o Netflix, que praticamente anula a existência da locadora de filmes.

 

Vamos aguardar para ver na prática quais outros tipos de serviços e assinatura de produtos que virão.

No Brasil já temos mais de 100 Clubes de Assinaturas, dos mais diversos perfis e vendendo todos os tipos de exemplo do texto. Essa tendência dos ecommerces migrarem parte de suas operações para serviços de assinatura é iminente. O grande desafio das lojas é a cobrança recorrente. Assim como fraudes, a cobrança recorrente ( pagamento recorrente) é um desafio dos empreendedores do ramo. Não pode falhar.

Todos empreendedores que queiram criar uma loja de assinaturas ou um clube de assinaturas, devem entender que o foco muda no serviço de pagamento recorrente (assinatura recorrente), esse foco deve ser produto + assinatura. Não somente produto + preço. Vão precisar atender melhor os clientes, já que eles vão exigir nível maior de qualidade, inovar em produtos, já que a exigência por novidades será maior e também criar um modelo de comunicação mais personalizada será diferencial. Não deixa de ser uma oportunidade interessante para o assinante e uma oportunidade incrível para o  lojista.

Importante ressaltar que nem tudo são flores, já que muitos clubes já ficaram para trás. Alguns dos principais motivos como má gestão, alto custo e também problemas de atendimento fizeram alguns empreendedores falharem nesse mercado. Como temos pouco tempo de histórico nesse mercado de sites de assinatura aqui no Brasil, temos poucos dados para avaliar. Pensando nisso, escrevemos um texto “Por que sites de assinaturas falham” no Startupi que é um verdadeiro raio x dos clubes de assinatura no desses clubes que foram precursores e ainda revolucionam o próprio mercado. A Vindi capitanea a liderança e a revolução da economia da recorrência no Brasil. Assinaturas são um dos modelos mais promissores que existem, a próxima década será muito importante para quem está nesse modelo e para quem nunca pesar no assunto.

sites-de-assinatura

 

Fontes: AbinPet, Assinatura Recorrente, Subscription Love, Hangout do Google

 

Em 2012 as academias criaram um mercado de R$5bi no Brasil. Número inédito para o mercado que só cresce no Brasil. As academias no Brasil já formam um mercado de 23 mil unidades em todo Brasil. Apesar de se concentrarem nas capitais, elas já expandem território nacional a passos largos. A rede Smartfit por exemplo já chega a 74 unidades e ensaia abrir mais 50 ainda em 2013. A Smartfit é um braço de investimentos da BioRitmo que tem o fundo Pátria como principal acionista. Não é de hoje que a “malhação” é um bom negócio. Marcas como Runner, Fórmula Academia, Cia. Athletica e a própria BioRitmo, ajudaram a consolidar o sistema de grandes redes oferecendo mensalidades em troca de saúde, qualidade de vida e performance.

academia-pagamento-recorrente-brasil
Academia, um negócio em alta.

As academias vivem hoje seu grande momento pela mudança da conscientização das pessoas na saúde e também pela busca da beleza e perfeição. Saúde é importante, corpo também. Cada vez mais o acesso às academias se torna mais democrático, pelos preços, planos e também pela popularização. O Brasil é líder em cirurgias plásticas, é o mercado número 1 em cosméticos e não fica difícil prever que as academias têm nesse perfil uma grande oportunidade. É nesse “gancho” que a rede Bodytech pretende atacar. Voltada ao público “premium”, a Bodytech possui 56 unidades espalhadas no eixo São Paulo – Rio e outros centros. O grande desafio dela é crescer já que o público de luxo se concentra exatamente nas grandes cidades. Com uma mensalidade de  R$900,00, a academia oferece além do acesso comum aos equipamentos e instrutores, Spa com Ofurô, massagistas e fisioterapeutas. A recém inaugurada dentro do Shopping Iguatemi oferece maquiadoras, geladeiras com toalhas molhadas e outros mimos aos clientes.

Pagamento Recorrente Academias
Cobrar dos mensalistas, um desafio para donos de Academia

O grande desafio das academias Brasileiras é oferecer bom serviço a preços justos. Entre esses desafios, há a uma questão crítica em todas academias, o financeiro. Todas elas sofrem um churn (quantidade de cancelamento de clientes) considerável. E nesse problema, a questão de como cobrar os clientes é a grande oportunidade de crescimento delas. A maioria delas vende planos através de cheques pré-datados, que dificulta a conciliação, afeta diretamente os custos operacionais com pessoal e segurança (já que manusear cheques existem riscos) e também diminui consequentemente a receita, já que muitos clientes cancelam os cheques assim que param de frequentar as academias. Para isso o modelo ideal é o Pagamento Recorrente, onde a cobrança é programada mês a mês nos cartões de crédito dos mensalistas. Além de economizar em processos, a cobrança recorrente permite controle total de recebimento. Podendo personalizar planos mensais, trimestrais, semestrais e anuais. De forma inteligente e segura.

O Faturamento médio da academia brasileira é de R$170 mil / ano. A maioria das academias são fundadas por ex-professores de educação física que não têm grande capital para investir em equipamentos de ponta e por isso têm que cobrar mensalidades mais baratas. Muitas não têm sistemas de controle dos mensalistas. Já as grandes redes como BioRitmo que tem 97 unidades no Brasil, atingem faturamento de R$200 milhões de reais por ano, esse é o mesmo exemplo da Bodytech. Outro ponto desafiador é atender melhor os clientes. Estar atento aos detalhes de modernidade, de pagamento e oferecer equipamentos de alta modernidade pode ser diferencial.

cheques-devolvidos-academia1
Cheques pré-datados, realidade e desafio das academias. Isso vai mudar com a cobrança recorrente.

 

ACADEMIAS no Brasil – dados de 2012

Unidades – 23.000

Faturamento – R$5 bilhões

Faturamento médi0 por academia: R$170.000,00 anuais

Perfil dos donos de academias –  Empresários vindo do ramo: Professores de ginástica e profissionais de Educação Física.

Quantidade Média de Clientes por academia: 200 alunos/mensalistas

Mensalidades: vão de R$49,00 a R$900,00 (Bodytech)

Principais desafios das academias: Cobrar recorrentemente dos mensalistas, controlar o número de cancelamentos e melhor atendimento.

Não importa o tamanha da academia, todas elas vão ter que se esforçar para oferecer diferencial aos seus clientes. A Smartfit por exemplo já oferece a compra das mensalidades via internet. Sendo assim um pagamento recorrente. O cliente escolhe o plano e a academia que deseja frequentar.

Para saber mais sobre Pagamento Recorrente em Academias clique aqui.

btn-como-conquistar-novos-alunos-reestruturando-a-estrategia-da-sua-academia