O que você precisa para abrir um e-commerce de sucesso

Fique bem informado com as notícias da Vindi

Insira seu Email:

Seu email será compartilhad com a Vindi estará sujeito à sua politica de privacidade

Começar seu próprio negócio não é uma atividade simples, mesmo que seja online. Abrir um e-commerce é a mesma coisa. Embora hoje não seja difícil ter um, muita gente acaba deixando de lado uma série de fatores que são decisivos para o sucesso do seu empreendimento digital.

Para evitar futuras dores de cabeça, antes de mais nada, você precisará criar um planejamento bem estruturado, como:

  • Entender seu cliente:
  • Conhecer o mercado;
  • Encontrar um nicho;
  • Vender assinaturas (como Clubes de Assinatura);
  • Ter parceiros confiáveis;
  • Possuir diferenciais;
  • Conhecer as novas tecnologias do mercado.

Quando seu ramo de atividade estiver bem desenhado, você estará pronto para colocar as mãos na massa!

Hospedagem

A hospedagem é um dos pontos mais importantes na hora de criar um e-commerce, pois existem 3 tipos distintos:

  • Servidor dedicado: exclusivo para o cliente solicitante, é construído a partir das suas necessidades, com recursos para atendê-la de forma plena;
  • Cloud server: utiliza dados em nuvem para armazenamento;
  • Servidor compartilhado: consiste na utilização de um único servidor para diversos usuários.

Na hora de abrir um e-commerce, faça uma análise do espaço necessário a ser utilizado para que ele funcione sem nenhum empecilho. Para sites pequenos e médios, o ideal é espaço de até 10GB. Porém, se o seu e-commerce também for um portal multimídia, com publicações diárias de imagens e vídeos que ultrapassem esse limite, busque uma opção de servidor dedicado ou cloud server. Essa escolha influenciará diretamente no desempenho da sua loja virtual e na experiência do consumidor.

Além da hospedagem, escolha um endereço eletrônico (domínio) que faça sentido para a sua marca e seu público-alvo.

Plataforma

A plataforma será a base do seu e-commerce. Logo, tudo que você construir estará nela e, por isso, é essencial escolher uma que tenha qualidade e flexibilidade (que possa ser alterada de acordo com suas preferências). Aqui também há três tipos de plataformas disponíveis no mercado:

  • Gratuitas, que são limitadas e não permitem customização das páginas;
  • Código fonte aberto, que também são gratuitas, porém demandam conhecimentos específicos da plataforma;
  • Pagas, que costumam ter suporte de qualidade, além de oferecer a possibilidade de customização.

Logística

A parte de logística é sempre um grande desafio para quem quer abrir um e-commerce de sucesso. Fique atento aos serviços sobrecarregados em datas comemorativas, pois pode gerar atrasos nas entregas aos seus clientes.

Outra dica importante: avalie a viabilidade de realizar entregas em regiões muito distantes da sua base de operação. Pois, às vezes, o esforço não vale a pena e isso pode significar prejuízos financeiros. Por isso é sempre bom avisar seus consumidores no momento da compra quais são as limitações da entrega.

Meios de pagamento

Essa parte é fundamental e, em muitos casos, pode definir o sucesso ou fracasso do seu empreendimento online. Há, também, 3 maneiras de você receber pagamentos online:

  • Intermediadores de pagamentos são meios simples de utilizar e vão te ajudar ao assumir riscos de fraude e no adiantamento de recebíveis. Intermediadores costumam cobrar uma taxa por transação, junto de um valor variável sobre o total da venda;
  • Gateways de pagamento oferecem soluções completas e conexões mais estáveis com redes adquirentes (Cielo, Redecard, etc.). Diferente dos intermediadores de pagamento, cobram uma taxa fixa por transação — o que a torna uma solução mais barata;
  • Integração direta com a adquirente conta com equipes de desenvolvimento que entendem de segurança. Como o gateway, você terá contato direto com o adquirente para negociar taxas livremente.

Antifraude

Receber pagamentos na Internet exige algumas preocupações adicionais, como fraudes e chargebacks. Compras realizadas com cartões de crédito roubados podem gerar muita dor de cabeça e prejuízos, uma vez que você envia o produto e, dias depois, o pagamento é cancelado.

Sempre que você pensar em como receberá pagamentos pela Internet, também precisará ficar de olho em qual método de detecção de fraudes será utilizado.

Marketing

O marketing é a alma do seu negócio, por isso você precisa dedicar uma parte do seu tempo e dinheiro para captação de novos clientes para sua loja virtual. Selecionamos alguns métodos que vão ajudá-los a alavancar suas vendas online:

  • Criação de conteúdo (mídias sociais) é uma ótima maneira para atrair visitantes com potencial de compra à sua loja. Além de não ser tão caro e trazer resultados positivos, é uma boa forma de estabelecer um relacionamento com seus consumidores;
  • Anúncios no Adwords, Facebook Ads ou YouTube são formas que funcionam muito bem, pois geram grande volume de visitantes a curto prazo;
  • Email Marketing é um dos melhores canais de venda para e-commerce, pois você pode criar ofertas exclusivas com base nos itens que seus visitantes procuraram em seu site.

Atendimento

O bom atendimento em e-commerce é a maneira mais efetiva de converter compradores casuais em clientes assíduos. Além de diferenciar sua loja virtual dos demais concorrentes.

Existem diversas maneiras de realizar um bom atendimento, seja por e-mail, chat ou telefone. Hoje, o grande desafio para empresas de e-commerce é transformar seu atendimento em uma área de fidelização de clientes e criação de novas oportunidades. Afinal, o processo de compra só ocorre depois de um bom atendimento. Para isso, uma ótima maneira de aprimorar seu atendimento é aplicar técnicas de Customer Success.

Frete

Um dos principais pontos que você precisa considerar ao abrir um e-commerce é o frete. O envio dos produtos adquiridos pelo seus consumidores pode ser realizado de duas maneiras:

  • Agência dos Correios: responsável por realizar a postagem direto para o endereço do cliente, assim, o custo será o da própria postagem, paga aos Correios;
  • Empresas de logística: essa é a opção adotada pela maioria dos e-commerces brasileiros, em que um veículo da empresa passa em seu estoque para recolher as encomendas, que serão entregues no destino final do cliente.

Em ambas alternativas, é importante pedir o CEP de entrega para fazer o cálculo do valor do frete (nos Correios essa atividade é automatizada). Cada um possui vantagens e desvantagens, portanto, cabe a você definir qual estratégia se encaixa melhor no seu e-commerce.

Você pode escolher diferentes estratégias de frete para seu e-commerce, como:

  • Custo real é a alternativa mais simples e transparente, pois o frete será cobrado do consumidor envolvendo todos os custos do envio;
  • Custo de mercado é definido de acordo com os preços praticados pelos concorrentes;
  • Frete grátis para compras acima de um determinado valor, assim como para determinadas regiões, é uma tática muito eficaz para reduzir taxas de abandono de carrinho;
  • Frete gratuito pode ser uma maneira de alavancar suas vendas e, ainda, ativar leads coletados previamente. Outras estratégias podem ser adotadas para reduzir o valor do frete, como a opção de retirar o produto em espaço físico.

Plataformas para você usar ao abrir um e-commerce

Magento

A Magento é uma plataforma de e-commerce open source, ou seja, qualquer pessoa que possua um conhecimento aprofundado em programação poderá promover alterações e elaborar novas funcionalidades dentro do sistema. Assim, essa é uma plataforma que não possui limites em relação a customização. O que contribui muito para sua aceitação dentro do mercado.

As Extensões Magento (gratuitas ou pagas) podem ser encontradas no Magento Connect (o diretório oficial de plugins Magento). Lá você também encontrará extensões pagas, desenvolvidas por empresas e programadores independentes.

Woocommerce

A WooCommerce é uma plataforma para e-commerce de código aberto. Ela permite a customização de acordo com o tipo do seu negócio ou necessidade. Criada em cima do WordPress, a plataforma permite aliar blog e loja virtual no mesmo ambiente, e se necessário, instalar plugins de integrações, desempenho e segurança.

Para realizar a instalação é muito simples, basta você acessar seu painel no WordPress; ir em Plugins; clicar em “Adicionar Novo” e fazer um busca por “WooCommerce”. Depois é só instalá-lo!

E aí, está pronto para abrir um e-commerce de sucesso hoje mesmo?ebook gateway ou subadquirente

Sobre o autor

Redação Vindi
Redação Vindi
A Equipe de redação Vindi é formada pela área de sucesso do cliente, marketing, financeira e vendas. Todo mundo contribui para que você fique informado sobre tudo em assinaturas, pagamento on-line e Saas.

Você vai gostar também

Black Friday: 3 passos para preparar seu e-commerc... A Black Friday se tornou uma das datas mais lucrativas para o e-commerce. Esse ano ela acontecerá no dia 23 de novembro. E para garantir seu faturamen...
Tributação: quais os principais impostos cobrados ... As operações no e-commerce envolvem, basicamente, dois tipos de atividades: Operações de comercialização de produtos Operação de comercializaç...
Módulo Pagamento Recorrente Magento A Vindi tem o Módulo Pagamento Recorrente Magento mais eficaz do mercado brasileiro. O módulo que a gente desenvolveu é uma demonstração de pioneirism...
Integração Nota Fiscal Bling Está no ar a integração que muitos clientes pediram e nós atendemos: Emissão Nota Fiscal com o Bling, sistema de gestão online. O Bling é um ERP com e...