Quem deseja empreender com uma loja virtual sem estoque, pode ter no dropshipping nacional o seu modelo de negócios ideal. Até 2025, estima-se que o mercado de dropshipping atinja mais de USD 500 bilhões, globalmente.

Essa forma de comércio depende da parceria com um bom fornecedor, que, além de produzir a mercadoria, se encarregue de estocá-la e enviá-la ao cliente. Aí surgem dúvidas quanto a qual tipo de fornecedor escolher: nacional ou internacional?

Quer conhecer mais sobre os fornecedores dropshipping no Brasil e resolver essa questão? Leia o post de hoje!

O que é dropshipping?

Dropshipping é um modelo de negócios no qual uma loja virtual foca somente nas vendas, enquanto um fornecedor parceiro é responsável por toda a parte de produção e entrega de produtos aos consumidores em nome da empresa vendedora.

Para trabalhar com dropshipping, o lojista deve criar seu e-commerce de acordo com o catálogo do fornecedor com o qual irá trabalhar. A partir daí, esse empreendedor cuidará do marketing dos produtos, das vendas, transações de pagamentos e do atendimento ao cliente.

Enquanto isso, o fornecedor produzirá a mercadoria e cuidará de todo o estoque de produtos. Quando uma venda for realizada no e-commerce do lojista parceiro, o fornecedor receberá a ordem do pedido e fará a logística de envio do produto ao consumidor.

O dono do e-commerce recebe o pagamento do cliente a preço de varejo e paga o fornecedor por esse produto a preço de atacado. Portanto, os lucros do dropshipping para o lojista são dados pela diferença entre o custo do produto no atacado (+ o custo do frete) e o preço de revenda no varejo ao cliente final.

Dessa forma, o empreendedor que deseja vender por dropshipping deve começar com a escolha de um bom fornecedor, prezando pelo preço, qualidade e reputação.

Quais são as regras do dropshipping nacional?

Quando falamos em dropshipping, existem dois tipos de fornecedores: os nacionais e os internacionais.

Os internacionais mais conhecidos são a Aliexpress, Alibaba e a Oberlo. Como os produtos são importados, trabalha-se com um prazo maior de fornecimento e com uma política de trocas mais demorada. Também pode ser necessário o uso de cartão de crédito internacional para a realização dos pagamentos a esses fornecedores.

No Brasil, o interesse por esse modelo de venda vem crescendo. Por isso, quando o empreendedor opta por trabalhar com o dropshipping nacional, isso quer dizer que ele:

  • Terá como fornecedores apenas empresas nacionais;
  • Venderá para consumidores situados em território brasileiro;
  • Fará as transações tanto de compra quanto de venda em reais.

Veja a seguir as vantagens de cada tipo de dropshipping.

Dropshipping nacional ou internacional?

Conheça os prós e contras do dropshipping nacional e internacional:

Dropshipping nacional

Trabalhando com fornecedores e clientes apenas dentro do território brasileiro, o empresário tem as vantagens de:

  • Facilitar as transações comerciais por usar apenas a moeda brasileira, e não o dólar;
  • Otimizar as operações logísticas, devido às menores distâncias;
  • Operar com um tempo menor de entrega do produto ao cliente;
  • Ter uma operação de trocas dentro do território nacional;
  • Não pagar impostos de importação;
  • Poder conhecer de perto o fornecedor antes de optar por vender esses produtos.

Já as desvantagens são associadas à limitação de fornecedores brasileiros, como você verá adiante – não são tantas opções em relação às possibilidades internacionais.

Além disso, os fornecedores para dropshipping brasileiros não estão tão conectados às tendências internacionais, trabalhando com itens mais básicos.

Dropshipping internacional

Já o dropshipping internacional é conhecido por oferecer uma grande variedade de produtos, a maioria produzida na China. As vantagens para o empresário são:

  • Poder trabalhar com uma gama mais diversificada e diferenciada de produtos;
  • Contar com fornecedores altamente especializados em dropshipping;
  • Usar plataformas de e-commerce internacionais com funcionalidades específicas para dropshipping, como lojas pré-formatadas.

As desvantagens do fornecimento internacional são, como vimos, o tempo de entrega maior e a credibilidade dos produtos. Além disso, com as transações sendo em dólares, o lojista fica sujeito às variações de câmbio quando paga os fornecedores, e à necessidade de ter um cartão de crédito internacional.

Quem são os fornecedores dropshipping nacional?

Os fornecedores dropshipping nacional atuam em diferentes categorias: eletrônicos, acessórios, moda e etc. Confira uma lista dos melhores nomes desse meio:

Atacado das Sacoleiras

Fornecedor de roupas no atacado, de moda feminina, masculina e infantil. O Atacado das Sacoleiros é do grupo MiamiBrasil, e trabalha especialmente com o modelo de dropshipping, inclusive com frete grátis para determinados valores de compras.

Grandes Grifes

Também no segmento de moda feminina, masculina e infantil, a fornecedora Grandes Grifes tem um site preparado para atender dropshippers. Nele, o lojista se cadastra gratuitamente, escolhe produtos que gostaria de vender, decide seus preços e lista os produtos à venda em sua loja online. O fornecedor garante as entregas no nome do lojista.

Loja Rosa Tropical

Fornecedor de moda praia, o fornecimento de dropshipping da Loja Rosa Tropical é feito mediante pagamento de uma taxa pelo lojista, que pode anunciar os produtos em seu e-commerce e deixar a entrega por conta do fornecedor mediante uma autorização de postagem.

Lux Joias

Lux Joias é um fornecedor dropshipper para o segmento de joias e semijoias. Mediante o pagamento de um plano de assinatura, o fornecedor disponibiliza os lojista uma plataforma para vender as joias e deixar a entrega com eles.

Ponto Mix Import

Fornecedor de produtos do ramo de eletrônicos e acessórios para eletrônicos. No momento da compra, o lojista pode optar pela escolha de uma transportadora de seu interesse para a entrega dos produtos aos seus clientes ou deixar por conta da transportadora do fornecedor. 

Vivo na 25

Fornecedor de acessórios para celulares, como capinhas e carregadores. Vendendo a preço de atacado ou varejo, a Vivo na 25 atende tanto pessoas físicas quanto empresas. Não foi localizada uma política de entrega referente a dropshipping no site deles, sendo que o mais provável é que o lojista tenha que receber os produtos e reenviá-los ao cliente final.

Xtreme Atacado

A Xtreme Atacado é um portal que reúne fornecedores nacionais de diversos nichos de mercado, tais como: roupas, móveis, eletrônicos, eletroportáteis, relógios, smartphones, decoração e outros. Pagando uma assinatura, o lojista terá acesso ao catálogo da Xtreme e negociará diretamente com o fornecedor de seu interesse.

Yakao

Fornecedor de notebooks e diversos aparelhos de informática. A Yakao vende diretamente para empresas e a transportadora é de responsabilidade das mesmas. A política do fornecedor, no entanto, revela que ele não realiza trocas e não aceita devoluções, o que pode ser um problema para o lojista intermediador.

Como escalar o meu negócio com dropshipping nacional? 

Os negócios que desejam escalar rapidamente precisam focar em otimizar custos e aumentar as vendas. Nesse sentido, trabalhar no modelo de dropshipping permite que os investimentos no negócio sejam menores e, encontrando um produto de sucesso pra vender, o lojista poderá ter bons lucros e expandir mais rapidamente.

Algumas formas de escalar um negócio dropshipping em relação ao modelo tradicional de vendas são:

  • Não precisar comprar antecipadamente os itens para vender;
  • Oferecer uma ampla gama de produtos que o fornecedor possua, já que o catálogo é virtual, ou seja, não é preciso o lojista ter os produtos fisicamente para vender;
  • Cortar custos relacionados ao estoque, já que ele ficará com terceiros;
  • Deixar o processamento de encomendas a cargo do fornecedor dropshipping nacional;
  • Direcionar esforços somente em marketing e vendas.

Quando seu e-commerce não é vinculado a um marketplace ou a uma plataforma de um dropshipping exclusivo, você pode trabalhar com produtos de diferentes fornecedores para seu público.

Portanto, a dica para escalar seu negócio com dropshipping é oferecer mais produtos no seu e-commerce, já que você só vai pagar por eles quando vendê-los. 

Assim, torna-se totalmente possível e necessário concentrar esforços em ações de marketing para aumentar suas vendas, já que praticamente não haverá mais nenhum custo prévio além da plataforma de e-commerce e do marketing digital.

E mais!

Outra forma de escalar seu e-commerce é transformando seu negócio em um clube de assinaturas. Você pode oferecer um box de produtos ao seu cliente, por meio de planos mensais ou de outra periodicidade de sua preferência. Isso agrega valor aos produtos e ao serviço, permitindo maior margem de lucro na precificação.

Não se esqueça de que o crescimento de um negócio também vem junto com os meios de pagamento que ele oferece!

Por isso, para cobrar no seu negócio de dropshipping nacional, conheça a Vindi, a melhor plataforma de pagamentos do mercado, que vai ajudar o seu negócio a crescer com total segurança e controle de recebíveis.