Ter um e-commerce oferece diversas vantagens, tanto para os lojistas quanto para os consumidores. A praticidade de se comprar e vender pela internet é um benefício desse modelo de negócio que tem conquistado cada vez mais o mercado brasileiro. Entretanto, quando chega a hora de lidar com o frete, vendedores e compradores costumam enxergar a entrega dos produtos como um ponto sensível.

Para evitar perder vendas, é preciso encarar o frete, assim como muitos outros aspectos da sua loja virtual, como um tópico estratégico. Dessa forma, você consegue transformar a dor dos seus clientes em um elemento positivo e transforma aquela experiência de compra!

Se você não sabe muito bem como planejar o frete em seu e-commerce, não se preocupe. Preparamos algumas dicas para que você possa organizar as entregas dos seus produtos da melhor forma possível, tanto para você quanto para seus clientes. Vamos aos pontos?

Avalie várias opções de envio

O primeiro aspecto que quem vai vender pela internet precisa levar em consideração é o de avaliar mais de um meio de envio. Isso porque, para muitos lojistas, enviar um produto significa mandá-lo pelos Correios.

É claro que os Correios são uma opção que precisa ser considerada, mas não a única. Até porque as tarifas e prazos podem variar de acordo com o tamanho e o peso do artigo enviado. Pode ser que cada produto seu tenha melhores condições com diferentes transportadoras.

Portanto, cote diferentes opções para cada um dos seus artigos. Você não precisa fazer isso manualmente, pois existem empresas, como a Melhor Envio, que comparam os preços a partir das informações sobre peso e tamanho dos produtos cadastrados na sua loja virtual. Dependendo de qual for sua plataforma de e-commerce, é possível integrar soluções como essa ao seu site.

Cuidado com o frete grátis

Para muitos lojistas, oferecer frete grátis é sinônimo de salvação para seu e-commerce. Entretanto, apesar de despertar o interesse dos consumidores, é preciso tomar muito cuidado com essa estratégia.

O frete grátis precisa ser muito bem planejado. Caso contrário, o número de pedidos pode aumentar, mas você estará saindo no prejuízo a cada venda. Portanto, calcule todos os seus custos antes de oferecer o benefício.

Uma opção para disponibilizar o frete grátis para seus clientes é o de passar o custo do envio para o preço do produto. Assim, o cliente pagará esse preço, mas, com esse gatilho mental, não ficará incomodado por arcar com um frete considerado caro por ele.

Outra forma estratégica para trabalhar o frete grátis é beneficiando os consumidores que fizerem compras acima de determinado valor. Dessa forma, você garante que o incentivo será dado àqueles que gastarem uma quantia mais relevante para seu negócio. Além disso, essa é uma forma de motivar quem compraria menos a aumentar o tíquete da aquisição para evitar pagar o frete!

Disponibilize a retirada em ponto físico

A retirada de mercadorias em ponto físico é uma forma de amenizar a ansiedade dos clientes para ter o produto em mãos e de diminuir os custos da entrega. E você pode disponibilizar essa modalidade de algumas maneiras.

A primeira delas é por meio de uma loja física, caso você tenha uma. Nesse caso, pode até ser o momento de avaliar a possibilidade de transformar sua operação em omnichannel — ou seja, integrando seus canais on e offline.

Se você não tem um ponto físico, também é possível combinar com seus clientes para que eles busquem as compras em determinado endereço. Outra possibilidade é a de fazer uma parceria com lojas físicas de outras marcas para que seus consumidores retirem as mercadorias lá. Para o dono do estabelecimento, essa é uma forma de aumentar o movimento e, eventualmente, fazer algumas vendas!

Por fim, em algumas cidades brasileiras, já estão disponíveis os lockers. Eles são armários em que seus produtos são deixados. Os clientes recebem um código, com o qual conseguem abrir o locker onde estiverem suas compras.

Seja enviando os produtos para uma loja parceira ou para lockers, nesses casos o frete será de vários artigos para um mesmo endereço. O custo desse tipo de entrega acaba sendo mais barato do que se cada encomenda fosse entregue em um endereço diferente.

Comunique seus clientes sobre os prazos

Outro ponto importante relativo ao frete é o de evitar mal entendidos e reclamações dos clientes pela falta de informações. Sempre deixe claro quais são seus prazos para confecção, se for o caso, e postagem dos produtos.

É preciso explicar para o cliente que esses dias deverão ser acrescidos ao prazo de entrega da transportadora. Então, por exemplo, se você demora quatro dias úteis para confeccionar um produto e o frete é de mais três dias úteis, você precisa informar para o consumidor que a compra demorará sete dias úteis para ser entregue.

Deixe claros seus canais de atendimento

O último aspecto importante é mais genérico, mas também deve ser considerado caso seus clientes tenham dúvidas ou problemas com o frete. Você sempre deve deixar claro quais são seus canais de atendimento.

Coloque em local visível no seu site se o atendimento é feito por e-mail, telefone, redes sociais ou chat. Além disso, informe quais seus horários de atendimento e prazo para respostas. Dessa forma, seus clientes ficam mais tranquilos caso demore um pouco para receberem alguma informação.

O frete é uma questão sensível para lojistas e compradores. Por isso, seu planejamento deve ser feito com muito cuidado. Todavia, com ações bem pensadas é possível tornar a experiência de compra positiva para seus clientes!

Informações da autora

Victoria Salemi é a editora responsável pelas parcerias de conteúdo da Nuvemshop, a maior plataforma de comércio digital da América Latina, com mais de 30 mil lojas ativas. Formada em Jornalismo, ama escrever e tornar assuntos complicados acessíveis a todos!