Seja bem-vindo ao Vindi Insights, sua análise mensal de mercado, com o comparativo dos segmentos entre agosto e setembro de 2020! No report de hoje, você confere tendências para o varejo, indicadores econômicos, dados sobre os segmentos atendidos pela Vindi e muito conteúdo e dicas de mercado.

Vem com a gente!

Tendências globais para o varejo

A KPMG International lançou, recentemente, o relatório de Tendências Globais do Varejo 2020. O estudo ressalta que a Covid-19 acelerou as tendências globais mais importantes, e destaca 4 principais vertentes com diversos dados e estudos de casos, acerca de:

  • Modelo de negócios: adequação ao novo modo de consumir online;
  • Propósito empresarial: compromisso social e ética corporativa em foco;
  • Custos de operação: utilização do big data e IA para aumentar as margens de lucro;
  • Perfil de consumidor: compradores estão mais analíticos e isso muda o jogo para as empresas.
Fonte: KPMG Internacional.

O varejo foi um dos setores mais afetados, inicialmente, pela pandemia. Entretanto, o segmento conseguiu se estabilizar e, até mesmo, melhorar suas taxas em comparação com o período pré-pandemia. Vale conferir o estudo e entender a fundo.

Macroeconomia: entenda o cenário

Que muita coisa mudou nos últimos meses eu tenho certeza que você já sabe. Mas, abaixo, vamos te mostrar o que, efetivamente, foi alterado no cenário econômico brasileiro no último quadrimestre, e quais são os principais índices que nos trazem insights:

IBC-Br

O IBC-Br é o Índice de Atividade Econômica do Banco Central, atuando como um indicador mensal da atividade econômica nacional. No mês de julho, chegou a +2,15%, sendo o terceiro mês de recuperação depois da forte retração da atividade por conta da pandemia.

Selic

​A Selic é a taxa básica de juros da economia. Ela refere-se à taxa de juros apurada nas operações de empréstimos de um dia entre as instituições financeiras que utilizam títulos públicos federais como garantia. Assim, ela é o principal instrumento de política monetária do Banco Central (BC) para controlar a inflação. 

A taxa Selic atingiu um baixo índice em agosto, de 2% (contra: junho 2,25%; maio 3%, março 3,75%; fevereiro 4,25%).

A expectativa do mercado é que a taxa fique neste patamar até o final do ano de 2020, sem cortes adicionais pelo Copom. É uma forte oportunidade para serviços financeiros focados em pessoa física, como Casas de Research e Educação Financeira.

Confiança do consumidor

Esse dado é medido pelo Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getúlio Vargas, focando em mensurar a satisfação dos consumidores com a situação atual da economia. O índice de confiança está em alta: atingiu 83.4 pontos em setembro, contra a base anterior de 80.2 pontos. A retomada do comércio pode ser um dos fatores que influenciaram esse aumento.

IPCA 15

O IPCA 15 é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15. A metodologia utilizada é a mesma do IPCA, a diferença está no período de coleta dos preços e na abrangência geográfica.

Em setembro, o IPCA 15 subiu +0.45%, a maior alta desde julho (+0.30%). Com isso, se tornou o maior resultado para um mês de setembro desde 2012. E há ainda uma expectativa de aumento de IPCA para 2,05% em 2020. 

A alta do IPCA significa maior quantidade de dinheiro em circulação. Ou seja, é um indicativo de que a economia e o consumo estão melhorando.

Vindi Insights: números da Vindi

Em sincronia com o que aconteceu no mercado, a performance da Vindi durante a pandemia também mudou. Mas, no nosso caso, ela foi superior à média de mercado. No entanto, essa performance foi puxada por diferentes setores ao longo do ano, ou seja, a composição do TPV (Volume Total de Pagamento) da Vindi, foi sofrendo alterações. 

Por exemplo, segmentos antes muito representativos, como Fitness, agora têm metade da relevância no TPV. Enquanto isso, Educação, Clubes de Assinaturas, SaaS e até Estética aumentaram seu share no TPV Vindi. 

Acompanhe no gráfico abaixo a variação mensal de TPV dos 11 principais segmentos atendidos pela Vindi:

Na coluna m/m observamos a mudança de TPV por segmento, comparando setembro agosto.  Já na coluna Set/Jan, observamos a variação de setembro em comparação ao início do ano, que pode ser mais drástica.

Considerando o TPV total da Vindi, um dado extra para o Vindi Insights é que a quantidade de transações na plataforma subiu 2,1% em setembro.

No comparativo do acumulado month to date (set/ago), porém, esse aumento não foi suficiente para que houvesse um crescimento no valor total transacionado (resultando em queda de -1,8%). 

No entanto, considerando-se que setembro tem um dia a menos que agosto (o que impacta o TPV do mês para menos), o desempenho não foi considerado insatisfatório.

Performance dos segmentos individuais

Como cada segmento atendido pela Vindi performou no TPV de setembro em relação a agosto? Nos itens abaixo, explicamos as maiores variações sentidas em nossos clientes:

Turismo e Hotelaria +48%

Pela primeira vez em meses, o setor de Turismo e Hotelaria apresentou melhora significativa no comparativo entre os meses de agosto e setembro. Apesar dessa alta de 48% no TPV, ao compararmos a performance atual com a performance de setembro/ 2019 a variação ainda é negativa. 

A crise atual já fechou 50 mil empresas do setor de turismo no Brasil, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Dessa forma, o setor de turismo tem sido reaquecido por pequenas viagens de carro, já que as famílias têm optado por localidades turísticas em seu estado ou região.

Fitness + 14%

Fitness segue apresentando recuperação pelo segundo mês seguido no Vindi Insights, dessa vez crescendo 14% no TPV em relação à agosto. Na Vindi, o crescimento foi impulsionado por duas grandes redes de franquias que, juntas, representaram em torno de metade da variação positiva no período.

Estética e Beleza +9%

Este setor segue comprovando a eficiência com a qual reinventou seu modelo de negócios e continua crescendo. A reinvenção à qual nos referimos é sobre a adoção do modelo de recorrência em suas cobranças. Salões e clínicas de estética viram na recorrência a oportunidade de atender clientes com baixo limite no cartão de crédito. 

Isso porque, com a cobrança recorrente, o limite do cartão do cliente não é comprometido de uma só vez no ato do pagamento, como pode ocorrer com compras parceladas de forma tradicional. Dessa forma, mais pessoas agora podem acessar os procedimentos de beleza, “parcelando” na recorrência.

Clube de Assinaturas +7%

O segmento de Clubes de Assinatura apresentou crescimento mensal de 7% no TPV, uma taxa não tão elevada, porém em constante crescimento mês a mês. Ele tem sido um dos setores menos afetados durante a crise e, nesse ritmo, já cresceu 35% em relação a setembro do ano passado, uma evolução pulverizada entre diversos players do segmento.

O segredo do sucesso dos Clubes de Assinatura mesmo durante o período que estamos enfrentando é que o seu modelo de negócios é, por natureza, compatível com a atual necessidade do consumidor de receber os produtos em casa, comprando pela internet e sem frequentar lojas físicas.

Portanto, o otimismo se mantém para os Clube de Assinatura, que vêm crescendo mensalmente desde o início da pandemia, com alta de 25% entre abril e maio e aumento médio de 16% no comparativo geral de janeiro a julho de 2020.

E-commerce -11%

O e-commerce teve um encolhimento de -11,1% de TPV na Vindi entre agosto e setembro. Lembrando que esse dado considera as transações realizadas apenas na plataforma da Vindi, e não no e-commerce como um todo. 

No período da “Semana Brasil” deste ano, que ocorreu entre os dias 03 e 13 de setembro, houve aumento de faturamento do e-commerce e, na Vindi, os clientes pertencentes ao segmento movimentaram um volume de pagamentos 4% maior que no mesmo período de 2019. 

A expectativa é que na Black Friday, que acontece no mês de novembro, o TPV do e-commerce suba de forma ainda mais significativa.

Esses foram os principais destaques no Vindi Insights em relação ao mês que se encerrou. Daqui para frente, podemos esperar o reaquecimento da economia no último quadrimestre do ano. Fatores que prometem isso são a introdução do PIX no mercado, a Black Friday e o período de férias e Natal. 

Seu negócio está preparado e adaptado para aumentar as operações nessas grandes oportunidades?

Fale com um especialista da Vindi e entenda como nossa plataforma de pagamentos pode ajudar seu negócio a escalar de forma segura nos próximos períodos!