Amazon lança marketplace para empresas de assinaturas

“font-weight: 400;”>A Amazon não para de surpreender. No meu último texto sobre a gigante da tecnologia, eu apresentei os motivos pelos quais ela vai dominar o varejo – você pode ler aqui. Hoje, falo do novo produto que ela apresenta. Agora, para aquecer o mercado de recorrência.

No Brasil, o mercado de assinatura está no início. Mas, lá fora, é um mercado em amadurecimento que, agora, será ainda mais impulsionado com o Subscribe with Amazon, o marketplace que a Amazon lançou para empresas de assinatura.

subscribe with amazon

De acordo com o TechCrunch, o serviço vinha sendo desenvolvido desde o ano passado, agora a empresa anunciou que já está disponível. Resumidamente, o marketplace é uma loja de aplicativo para assinaturas, que permite ao usuário fazer a gestão dos serviços que contrata em um único lugar.

Nela serão oferecidos, basicamente, os serviços que a Amazon já oferece, como assinatura de conteúdo on-line para crianças, assinaturas de canais de treinamento, educação, assinatura de receitas, streaming, armazenamento na nuvem e até meditação. Nomes como: The Wall Streat Jounal, Chicago Tribune, The New Yorker e Consumer Reports também estão entre os serviços de assinatura disponíveis na plataforma.

Em entrevista ao TechCrunch , o CEO da Hooch – empresa de assinatura de drinks que está no radar do marketplace da Amazon – falou sobre a importância da iniciativa para as empresas de assinatura porque, além do nome que a Amazon tem no mercado, existe a questão da retenção.

“As pessoas têm mais probabilidade de atualizar os métodos de pagamento na Amazon, por isso pensamos que haverá menos interrupções.” – Lin Dai, Ceo da Hooch.

Como vai funcionar

Na plataforma, o assinante pode executar atividades como troca de cartão, atualização de informações no cadastro e formas de pagamento, que são ferramentas que ajudam as empresas a manter o perfil do cliente atualizado para que o serviço e cobrança sejam feitos sem problemas. Afinal, sabemos que a atualização de informações é necessária para que não ocorra o churn involuntário.

O que chama a atenção do marketplace é a “abertura” que a Amazon oferece para a empresas de assinatura se promoverem e o fato de reunir (para o usuário) uma gama de serviços em uma única interface.

Para vender os serviços no site, a gigante da tecnologia oferece ferramentas de autoatendimento, que lhes permite gerenciar preços e receber pedidos e atualizações do serviço por meio da API da Amazon.

“Hoje, estamos entusiasmados em estender nossa seleção, oferecendo às empresas de assinatura uma maneira de autoatendimento para disponibilizar suas assinaturas a milhões de clientes da Amazon”. – Lovina McMurchy, gerente geral da Subscribe with Amazon.

*As informações foram retirados do TechCrunch

Jornalista que passou por redações de entretenimento, varejo e economia, mas acabou se apaixonando por marketing digital e hoje atua em suas principais vertentes.

Você vai gostar também

Doação recorrente pode ajudar o controle financeir... Uma ótima notícia: as pessoas hoje em dia não estão satisfeitas ao apenas de falar de amor, e sim, de praticar o amor ao próximo. E esse é um valor qu...
5 modelos de negócio ideais para faturar na recorr... Algumas empresas estão nascendo baseadas na recorrência. O que significa ter a possibilidade de se planejar melhor financeiramente, tendo uma previsão...
Adobe supera expectativas no mercado de assinatura... O marketing digital é uma amostra de como o mercado editorial evoluiu. E um bom exemplo de toda esta transformação pode ser visivelmente percebido na ...
Facebook libera vendas por assinatura Ainda ontem, literalmente, eu escrevi sobre a concorrente da Uber que planeja o futuro da empresa mirando a venda por assinatura e que, não só ela, mi...