Transformação digital na educação: como implementar na sua escola

A tecnologia já revolucionou a maioria dos setores em nossa vida (se não todos). Porém, muitas escolas e universidades ainda estão nessa transição, tentando encontrar a melhor forma de implantar a transformação digital na educação e oferecer um ensino cada vez mais eficaz aos alunos.

Essa foi uma das principais discussões no Fórum de Gestores, parte do evento Bett Educar. O encontro aconteceu entre 8 a 11 de maio em São Paulo. A Vindi esteve lá e vamos compartilhar nesse post tudo que vimos.

Então, se a sua instituição precisa fazer a transformação digital na educação que você oferece, aproveite as dicas abaixo!

A necessidade da disruptura

O setor da educação é um dos mais tradicionais. Mas sem adotar a tecnologia, as escolas não serão capazes de acompanhar as necessidades das novas gerações.

Por isso, a palestrante Renne Patton, diretora da área de educação da América na Cisco, enfatizou a importância dos gestores e líderes se conscientizarem que é preciso mudar.

Normalmente, os fatores que provocam transformações em empresas (escolas e universidades fazem parte dessa porção) são:

  • Novos mercados;
  • Nova capacidade tecnológica;
  • Consumidores têm expectativas diferentes.

Não é novidade que a geração chamada de millennials, nascidos entre 1980 a 1995, e as próximas que virão querem aprender de forma diferente. O professor e uma lousa em sala de aula já não faz sentido para esse público.

Porém, é preciso ter em mente que transformação digital na educação não significa apenas oferecer tablets, computadores ou outras inovações tecnológicas se elas não tiverem uma funcionalidade clara de como vão impactar de forma positiva o aprendizado. Seguir por esse caminho é gastar dinheiro em vão.

bett educar palestra

As 4 etapas da transformação digital na educação

Com base em um estudo desenvolvido pela Cisco sobre as etapas da transformação digital na educação e também com o estudo de cases brasileiros, como a Universidade Tiradentes de Sergipe, Estácio de Sá, Instituto Mauá (em São Paulo) e a PUC do Paraná, a melhor estrutura na implantação da tecnologia no ensino é:

Fase 1 – Visão e liderança

A primeira tarefa é analisar o cenário atual e definir qual o objetivo da sua instituição, em que ponto ela quer chegar. É importante priorizar investimentos, saber quais ideias realmente merecem uma quantia maior e quais podem esperar.

Você vai precisar definir quem são os stakeholders da sua transformação digital na educação. Tenha em mente que as partes interessadas não são apenas alunos, mas todos envolvidos no processo, como professores, líderes, pais entre outros.

Nesse momento, é essencial que a liderança esteja envolvida, tenha uma visão clara dos objetivos e esteja preparada para ser firme em decisões importantes.

Fase 2 – Cultura

Para os participantes do encontro, a etapa mais difícil no processo de transformação digital na educação é a cultura.

É preciso que os professores enxerguem valor na tecnologia. Só assim ela será adotada de forma eficiente em salas de aula. E, além de oferecer a eles instrumentos, é necessário também incentivá-los.

Para isso, você pode criar um programa de recompensas ou brincar com concursos. Pois é assim que eles vão se engajar com a mudança.

Fase 3 – Metodologia

Em sua palestra, Renee enfatizou que implantar a transformação digital na educação não deve ser um processo tecnológico e sim metodológico.

Sendo assim, após levantar o que sua instituição precisa e em qual direção ela quer seguir. É hora de definir quais ações e caminhos serão tomados para atingir o objetivo.

É importante saber que vão ocorrer erros até encontrar o melhor modelo e isso não é um problema. Faz parte da mudança.

Fase 4 – Tecnologia

Embora muitas pessoas acreditem que a etapa da tecnologia é a mais difícil, Renee ressalta que a implementação é simples quando se sabe o que precisa.

Seja oferecer Wi-Fi de alta velocidade, computadores ou criar centros de simulação. O ideal é buscar parceiros que vão atender suas necessidades. Assim você não precisa gastar tempo com um assunto que não domina.

A palestra no Bett Educar sobre transformação digital na educação deixou claro que esse processo não é responsabilidade só da equipe de Tecnologia. Mas sim de todos da instituição. Compartilhe sua opinião com a gente!

e-book educação inovadora

Jornalista com grande atuação em marketing digital. Escreve sobre tecnologia, empreendedorismo e viagens.

Você vai gostar também

Por que é vantajoso ter uma franquia de educação?... um negócio nesse segmento e como uma plataforma de gestão é importante para otimizar as atividades de cada setor em uma franquia. A notícia de ...
5 modelos de negócio ideais para faturar na recorr... Algumas empresas estão nascendo baseadas na recorrência. O que significa ter a possibilidade de se planejar melhor financeiramente, tendo uma previsão...
Como a recorrência virou o sucesso das franquias? A ideia era investir em um novo segmento para diversificar. Alessandro era sócio de uma empresa de informática e Alexandra proprietária de uma clínica...
Principais desafios das escolas de Ensino a Distân... Em dez anos, o modelo de Ensino a Distância teve um aumento na sua participação de mercado nas instituições privadas. Esse número saltou de 0,8% para ...