O Pix, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central lançado oficialmente hoje (16), em todo o país, terá diversas possibilidades de uso, além das transferências de dinheiro entre pessoas. 

Uma delas é o Saque Pix, que ainda não está disponível, mas está prevista para funcionar a partir do primeiro semestre de 2021, segundo anúncio do BC.

Quer saber tudo sobre como vai funcionar o saque através do Pix? Siga a leitura!

O que é Saque Pix?

Assim como realizamos saques de dinheiro nos caixas eletrônicos dos bancos e redes 24Horas, o saque Pix permitirá que o usuário tenha dinheiro físico (proveniente de sua conta) em mãos, porém, sem precisar de um caixa eletrônico.

O saque pelo Pix é uma modalidade de saque em espécie que será disponibilizado em lojas físicas de redes varejistas, como o Magazine Luiza, por exemplo.

Possivelmente, a lista de redes varejistas disponíveis para essa operação será divulgada pelo Banco Central em 2021, mas sabe-se que nenhum desses locais fará parte do setor bancário.

A ideia é, portanto, que o saque possa ser feito pelo consumidor no caixa de qualquer loja cadastrada no sistema, sem precisar se dirigir a um banco. O que, por sua vez, tem potencial de gerar muita praticidade para a rotina de pagamentos das pessoas.

E, além disso, as lojas participantes da operação de saque Pix não terão nenhum prejuízo ao realizar essa operação, pois receberão do usuário a quantia exata do saque e não pagarão taxas para repassá-la em dinheiro.

Na prática, o Pix permite que o dinheiro fornecido no saque seja reposto no mesmo instante na conta do estabelecimento, e o consumidor saia com suas cédulas em mãos.

Essa nova função no comércio pode até mesmo atrair mais consumidores para dentro dos estabelecimentos, facilitar o troco nas vendas e gerar mais segurança devido a menor quantidade de dinheiro em caixa.

Como funciona?

O saque pelo Pix funcionará diretamente no caixa de uma loja varejista. Dessa forma, para realizá-lo será muito simples:

Primeiro, o usuário do Pix deverá se dirigir ao caixa de um estabelecimento comercial credenciado para solicitar a operação do saque. 

Em seguida, ele deverá fazer a transferência para a loja do valor em reais que deseja sacar. Ele fará isso usando o aplicativo de sua instituição financeira (apta para realizar o Pix), como bancos ou fintechs.

Note que o usuário precisa ter disponível em sua conta, de fato, esse valor que deseja sacar (até que o Pix possa ter uma modalidade futura de crédito).

O estabelecimento comercial poderá orientar o recebimento do valor por meio de suas Chaves Pix ou por um QR Code Pix que tenha habilitado e mostre ao usuário.

Então, o valor será transferido entre o consumidor e a loja, pelo Pix, em até 10 segundos. E, tanto o pagador quanto o recebedor serão notificados pelo sistema quanto à conclusão da transferência, evitando qualquer tipo de golpe. 

Na sequência, a loja fornecerá em mãos ao usuário o dinheiro em espécie que ele transferiu, no mesmo valor, concluindo a operação.

Como fazer um Saque Pix?

Resumindo os passos que mencionamos, a operação deverá ser feita seguindo os seguintes passos:

  1. No caixa de uma loja varejista, o solicitante deve informar quanto quer sacar em espécie de sua conta usando o Pix; 
  2. O funcionário do caixa do local deverá gerar informar qual a Chave Pix do estabelecimento ou gerar um QR Code para receber a transferência;
  3. A pessoa fará essa transferência pelo aplicativo financeiro onde tiver saldo e operar o Pix;
  4. Após a conclusão da transferência, em até 10 segundos, o funcionário autorizado fornecerá o dinheiro em espécie ao solicitante.

Quando usar um Saque Pix?

Na prática, a escolha entre realizar um saque pelo caixa eletrônico do banco ou pelo Pix nos estabelecimentos ficará totalmente à critério da escolha do indivíduo.

As duas modalidades vão existir sem que uma anule ou prejudique a outra. Quem optar por continuar sacando no banco, não terá nenhum impedimento ou desvantagem com isso.

O saque Pix será apenas uma opção extra e ele pode ser útil, por exemplo, em situações como:

  • O usuário precisar de um saque e não houver um banco ou caixa 24Horas por perto;
  • Quando o usuário não estiver portando o seu cartão bancário, e assim, esteja impossibilitado de usar um ATM ou caixa eletrônico para o saque;
  • Para pessoas desbancarizadas, que poderão ter dinheiro em carteiras digitais (que não são bancos, como o Mercado Pago, PicPay, RecargaPay e outros) e sacar valores pelo Pix nas lojas.

A vantagem é que, para realizar o saque Pix nas lojas, será necessário apenas um celular com internet e nada mais. 

Dessa forma, o uso desse tipo de saque pode ser mais conveniente para o usuário.

Por fim, ainda não foi divulgado pelo Banco Central se os estabelecimentos poderão cobrar alguma taxa para realizar o saque para o usuário Pix. Vamos aguardar!

Você se interessa por mais conteúdos sobre meios de pagamento? Então, assine a newsletter da Vindi e receba o melhor material no seu e-mail!

Conheça também os descontos disponíveis para contratar a plataforma de pagamentos da Vindi para seu negócio! Corre, que é por tempo limitado!