Montar um clube de sucesso exige planejamento, estratégia e foco na experiência do assinante. Por isso, ter um plano de negócios para clubes de assinatura é essencial para evitar erros e crescer com sustentabilidade.

Além disso, esse segmento é um dos mais resilientes e que não para de crescer. Com tantos clubes surgindo, a realidade é que muitas acabam ficando pelo caminho e encerrem as atividades antes do segundo ano.

Dessa forma, precisamos aprender com os erros cometidos por esses clubes, e é exatamente o que você verá neste artigo!

Criando um plano de negócios para o seu clube de assinatura

O planejamento do seu clube precisa começar muito antes do lançamento efetivo das caixas de assinatura. 

Engana-se quem acha que só é preciso uma boa ideia, porque com um clube de assinaturas, existe toda uma logística para encantar um cliente.

Lembre-se que um clube não vende produtos e serviços: um clube de assinaturas vende experiências.

Dito isso, vamos entender quais são os passos para criar um plano de negócios para clube de assinatura?

1. Tenha um produto realmente recorrente 

A primeira etapa de um bom plano de negócios para clubes de assinaturas é realmente a ideia, ligada à sua solução. 

Não adianta você tentar vender um produto ou um serviço que não tem aderência ao mercado de consumo recorrente.

Além disso, criar um novo hábito de consumo é muito difícil. O ideal é que você já saiba que aquele clube é realmente recorrente. 

Por exemplo: ovo é um produto extremamente recorrente. Criar um clube que entrega ovos frescos, de uma produção consciente, no conforto da sua casa é uma solução recorrente.

Foi exatamente essa a ideia do Site do Ovo! Hoje, esse clube é uma das referências no mercado em vários sentidos, mas a verdade é que eles viram no mercado uma grande oportunidade de venda em um produto que já tinha esse apelo.

Portanto, sua solução precisa fazer sentido para o seu público e ter um gatilho natural para estimular o comportamento de consumo. Com isso em mãos, será muito mais fácil construir uma marca de sucesso.

2. Identifique seu mercado 

Conhecer seu TAM, SAM e SOM é o segundo passo do plano de negócios para montar um clube de assinatura. 

Basicamente, seu TAM é o tamanho total de potencial de mercado. Seu SAM é um grupo um pouco menor, mas mais qualificado deste público. E o SOM é o primeiro mercado que deve ser atacado.

Dessa forma, se você quer aprender como descobrir esses indicadores e como eles são importantes para o seu negócio, clique aqui.

3. Conheça seu ICP 

Seu Perfil de Cliente Ideal (ICP) está totalmente atrelado ao TAM, SAM e SOM. Por isso, ele vem logo depois do reconhecimento de mercado.

Além disso, com um cenário macro bem estabelecido, é muito mais fácil encontrar seu ICP e estabelecer as personas que seriam potenciais clientes do seu clube de assinaturas.

4. Analise a concorrência 

Analisar a concorrência é importante para visualizar qual deve ser o seu diferencial competitivo dentro do segmento. 

Quer abrir um clube de cerveja? Bem, já existem alguns muito bacanas no mercado. O que mais você pode oferecer?

Quer entregar caixinhas de cosméticos? Também existem concorrentes fortes! Quais parcerias você pretende trazer? Qual é o seu jeito de gerar valor e se destacar?

Além disso, também é possível identificar fraquezas na concorrência, fazendo uma análise mais detalhada. 

Por isso, dê uma olhada no Reclame Aqui, nas redes sociais e descubra o que os clientes estão achando da solução.

5. Ofereça planos atraentes

A precificação de um clube de assinaturas é um ponto-chave no plano de negócios e, por isso, colocamos no meio do caminho.

Quando você conhece seu mercado de atuação, tem uma solução com aderência, identifica as personas e conhece os valores oferecidos pela concorrência, consegue precificar seu clube de forma mais assertiva.

Perceba que, começar pela precificação pode ser um grande erro, por exemplo. Da mesma forma, ter uma solução bacana sem um mercado com muito potencial pode te estagnar no segmento e te impedir de crescer.

É muito importante seguir processos e não se antecipar em fases tão desafiadoras do negócio. Além disso, você também precisa considerar que aumentar seu LTV dará muito mais estabilidade ao seu clube.

E como fazer isso? Com planos de longo prazo, que ofereçam vantagens aos assinantes! Vamos dar um exemplo para ilustrar como pode ser a sua atuação:

  • A (Mensal): Custo de R$ 49,90 que são cobrados automaticamente do cartão de crédito do assinante.
  • B (Semestral): Custo de R$ 269,90 (dando 10% de desconto à vista) ou R$ 45,90 por mês, durante 6 meses.
  • C (Anual): Custo de 508,90 (dando 15% de desconto à vista) ou R$ 43,90 por mês, durante 12 meses.

Lembre-se que as vantagens não precisam de uma ligação específica com a precificação dos planos. 

Você pode oferecer mais serviços, como agregadores daquele plano, e muitas outras formas de retenção para aumentar o tempo de relacionamento daquele assinante.

6. Crie um plano de Marketing e Vendas 

Agora que você já tem todos os passos anteriores em mãos, é hora de pensar em como vai se comunicar com o seu segmento e como pretende vendê-lo. Qual será seu modelo de vendas?

E se você estiver vendendo um serviço, terá um trial? Uma opção gratuita, em um modelo Freemium? Você investirá em Marketing de Conteúdo? Venderá pelas redes sociais?

Responder a essas e outras perguntas são fundamentais para criar um plano de ação eficiente e que traga resultados para o seu negócio.

7. Faça parcerias de sucesso

Ter parceiros dentro do seu clube de assinaturas é importante não só para oferecer vantagens e diferenciais aos assinantes, mas também para que você consiga crescer com escalabilidade.

Dessa forma, conte com uma plataforma que automatize seus recebíveis, ter um antifraude reconhecido no mercado dentro do seu site, uma plataforma para clubes de assinatura user friendly e uma transportadora ágil.

Não abra mão de ter especialistas no seu segmento ao seu lado. Você não precisa (e nem deve) internalizar todos os seus processos se quiser crescer rapidamente.

8. Apresente um MVP ao mercado 

Parece que tudo está pronto para começar a vender, não é mesmo? No entanto, também é importante que você consiga validar a sua solução antes de lançá-la completamente.

Por isso, crie uma caixa que representa totalmente a sua solução. Aqui no blog da Vindi, já ensinamos como colocar um MVP na prática, e você pode ler mais clicando aqui.

9. Coloque um site em perfeito funcionamento no ar 

Como já dissemos, seu site precisa ser user friendly. Além disso, ele precisa rodar tanto no desktop quanto no mobile, ter todos os botões funcionando, uma estética unificada e uma experiência encantadora.

Quanto mais páginas e cliques seu cliente precisar dar para chegar até a assinatura efetivamente, mais chances tem de abandonar aquele carrinho.

Da mesma forma, seu site precisa ser totalmente seguro, e ter uma página de checkout de pagamento transparente.

10. Lembre-se que logística é fundamental 

Seu produto é incrível, sua solução é diferenciada, mas sempre atrasa na hora da entrega? Esqueça, esse cliente tem tudo para dar Churn e desistir daquela assinatura.

Além disso, também é possível que esse cliente vire um detrator da marca, e o marketing negativo boca a boca é muito poderoso.

Logística é fundamental para quem está montando um plano de negócios para clube de assinatura.

11. Fique de olho nas métricas

A métricas para clubes de assinaturas vão te ajudar a visualizar se as estratégias estão dão certo, quais times precisam de mais atenção, como você está crescendo e o que pode melhorar.

Nós temos um e-book completo para te ajudar a conhecer e calcular essas métricas. Clique no banner abaixo e faça o download gratuito agora mesmo!

banner do texto de plano de negócios

Dica Extra:  Conte com uma plataforma de pagamento recorrente 

Se você quer montar um clube de assinaturas, sabe como a recorrência pode te ajudar a crescer dentro desse segmento totalmente recorrente.

Por isso, ter uma plataforma de gestão de pagamentos e de cobrança para gerenciar seu clube é a melhor decisão que você pode tomar se quiser crescer.

Com um parceiro, especialista no negócio, você tem mais liberdade e segurança nas transações da sua carteira de assinantes, e pode se preocupar com outras áreas essenciais do negócio.

Além disso, é importante que essa plataforma seja especialista em clubes de assinatura, e que consiga ajudar sua empresa a crescer. 

Aqui na Vindi, nós já vimos muitos clubes de assinatura surgindo. E atendemos mais de 6.000 empresas no Brasil!

Por isso, clique no banner e fale com um dos nossos especialistas. Nós somos a solução mais completa para finalizar o plano de negócios para clube de assinatura, e o próximo pode ser o seu!