Quando um mercado começa a ganhar espaço, conquistar mais de dois milhões de consumidores e faturar R$ 400 milhões a gente precisa falar dele! Por isso convidamos dois grandes clubes de assinatura para falar sobre os insights e as táticas do mercado que usaram na hora de montar seu negócio de assinaturas.

Clubes de assinatura

Diferente do que parece, os negócios de assinatura não são tão novos quanto parecem ser. Consumir de forma recorrente os consumidores sempre consumiram, o que as empresas fizeram foram enxergar formas de facilitar acessos e expandir a receita oferecendo a venda por assinaturas.

No caso dos clubes de assinatura, houve uma oportunidade para empresas trabalharem com públicos de nicho que têm maiores chances de aderir a uma assinatura – seja pela experiência, necessidade ou escassez de um determinado produto no mercado.

Com o Lets Talk About, que aconteceu na sexta-feira 29/9 aqui na nova sede da Vindi, trouxemos empreendedores de clubes maduros e novos entrantes abriram uma roda de conversa para discutir os desafios, oportunidades e os rumos desse setor – que tem total fit com o que a gente vem falando sobre experiência do cliente, comodidade e cobrança recorrente.

Você vai gostar também

Clubes de assinatura que não deram certo Os clubes de assinatura são um dos negócios que tem crescido a cada ano no Brasil. A prova disso é que cada vez mais os consumidores estão adeptos a i...
Let’s Talk Vindi com fundador do clube Mocca... Let's Talk Vindi com fundador do clube de assinaturas Moccato, Fabrizio Serra, um dos clubes de assinaturas mais legais do país voltados para amantes ...
Como funciona um gateway de pagamento na prática A gente já falou aqui os motivos que levam à necessidade de usar um gateway nas transações de compra e venda, mas existem pontos que só quem é especia...
Quais são os maiores serviços de assinaturas do mu... As tendências mercadológicas também passaram a ser refletidas no comércio eletrônico e inúmeros serviços e produtos ganharam espaço nos chamados “site...