O Best Berry é um dos clubes de assinaturas mais legais e representativos no país. Convidamos o Alberto Sasaki, fundador do clube, para um bate papo informal e bem legal sobre as dores, desafios e a ideia por trás de um negócio de assinaturas.

Vale cada minuto.

Como nasceu o Best Berry

O fundador deixou um cargo executivo depois da ideia de montar um clube específico para o público mais focado em alimentação saudável. Inicialmente a criação veio para atender uma necessidade que sua esposa tinha de consumir alimentos para uma dieta de alta perfomance.

O problema é que no grande varejo esse tipo de alimento não é encontrado com tanta facilidade, então o modelo cresceu, teve uma adesão do setor de saudabilidade e então o clube ganhou mais fôlego e foi crescendo. A maior parte dos consumidores do clube são do público feminino.

De zero a 1000 assinantes

No caso do Best Berry, o desafio é absorver o máximo de informação possível para otimizar seu tempo que nesse estágio é importante, aprender com erros de insucessos e validar o modelo. Com uma caixa de pizza o clube já tinha cerca de 500 assinantes.

Desafios

O pagamento foi um dos principais desafios do clube de assinaturas, a experiência de compra não era das melhores e a taxa de cancelamento, por esse motivo, era alta. Mas o clube investiu em tecnologia, observou a necessidade de um sistema de cobrança especializado no modelo de recorrência e contratou a Vindi para resolver esse problema.