Mais de 200 MIL PESSOAS sabem como vender mais e sempre.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.

O e-commerce brasileiro vem crescendo consideravelmente nos últimos anos, ninguém pode negar. Só em 2017 mais de 55 milhões de consumidores fizeram pelo menos uma compra virtual. Um aumento de 15%, se comparado a 2016. E apesar dos investimentos em tecnologia serem cada vez maiores, num país com dimensões continentais, como é o caso do Brasil, a logística tende a ser um eterno desafio para quem depende da entrega física, como é o caso dos e-Commerces e Clubes de Assinaturas.

Se você está montando um negócio online ou já tem uma operação que está começando a crescer, provavelmente já fez uma ou várias dessas perguntas:

1. Estou montando um negócio online, começo com os Correios ou contrato uma transportadora?

Tudo depende do tamanho do seu negócio. Para início de operação o recomendado é começar com os Correios, principalmente por conta do custo obrigatório com a cota mínima de contrato, independente de você utilizar ou não o pacote de entregas contratado. Isso quer dizer que, se você optar por usar de cara os Correios e outra transportadora, seu custo inicial com logística será muito alto, já que você pagará a cota mínima para os Correios e para a transportadora.

Outra opção é contratar uma plataforma de frete, como a Mandaê e a Frete Rápido, que utilizam parceiros para ter maior abrangência, incluindo os Correios, e que atendem também os pequenos e-Commerces.
Agora, à medida que o seu e-Commerce ou Clube de Assinaturas for crescendo, é recomendável incluir transportadoras no seu esquema logístico, a fim de melhorar a qualidade da entrega e reduzir os custos médios com frete.

2. Qual o momento de terceirizar a minha logística?

Terceirizar a logística envolve confiar a um especialista o recebimento da mercadoria diretamente do seu fornecedor, armazenagem, montagem dos pedidos, controle de estoque e expedição.

O tempo utilizado para cuidar da logística, que é considerável, poderá ser melhor utilizado pelo empresário para cuidar do core do negócio, como comprar e vender bem. Além do tempo, não terceirizar exige outros recursos, como espaço físico, pessoas e sistemas, para manter tudo em pleno funcionamento. Por isso, terceirizar a logística pode ser estratégico para muitos negócios em crescimento. 

Existem empresas especializadas em logística, como a CNTLOG que atende e-Commerces em geral e a AssinaLog, braço do grupo, especializada apenas em logística para Clubes de Assinaturas.

Em resumo, não existe momento exato, depende do feeling e da estratégia do empresário, em decidir quando é hora de dar mais atenção para o seu negócio e passar o bastão de uma área importante, mas que de fato, não é o core do negócio.

3. Estou crescendo, como faço a gestão do meu estoque?

Se até agora você não tem um ERP, possivelmente você está fazendo a gestão através de planilhas. Se você ainda não tem condições de investir em um ERP, há empresas de logística que controlam o estoque através de sistemas WMS, com excelente custo x benefício.

Agora, se chegou o momento de você investir em um ERP, existem algumas opções no mercado, que, dependendo do tamanho do seu negócio, podem atender muito bem as suas necessidades.

4. O que eu preciso levar em conta na hora de escolher a melhor embalagem?

Vou mencionar as três principais embalagens e suas aplicações:

Caixa de Papelão: utilizada para produtos frágeis, como frascos, vidros ou itens que não podem amassar. Oferece maior resistência e tem um custo maior;

Envelope de Segurança: oferece praticidade no manuseio, é utilizado para itens que já tenham caixa própria (eletrônicos, por exemplo), roupas, livros e outros produtos não frágeis;

Caixa + Envelope de Segurança: utilizado geralmente para trazer mais segurança ao produto, principalmente quando a caixa é decorativa ou o produto tem um alto valor agregado.

5. Como eu posso evitar a reversa?

Um dos pontos mais importantes que impactam na logística reversa é o endereço correto do cliente. Para isso, o cadastro do cliente precisa estar sempre atualizado, principalmente com validação de CEP. Cuidando desse item, você já evitará em muito a temida reversa.

Um outro item que, se cuidado, pode evitar a reversa, é a integralidade do pedido, tanto na montagem correta, o que envolve embalar exatamente o que foi solicitado pelo cliente (isso parece óbvio, mas acontece muito), quanto na conservação do produto em si, durante o transporte, algo que pode ser feito com a embalagem ideal para o produto em questão e com a escolha da transportadora certa.

Se mesmo assim você não conseguir evitar a reversa, é recomendado o uso dos Correios, que é a melhor solução para esse problema, embora custe caro.

É, os desafios com frete no Brasil são tão grandes quanto o próprio país. E os consumidores admitem que frete mais barato e melhor prazo de entrega são fatores preponderantes para comprarem online. E essa é uma equação difícil de resolver.

Por isso, na hora de definir as estratégias de logística para o seu negócio online, leve em conta essas e outras perguntas importantes, faça um bom benchmarking e deixe de contar com a sorte. Ah, tá bom, você vai precisar de um pouquinho de sorte. 😉

Você vai gostar também

Dollar Shave Club é vendido por U$1 bilhão! O maior clube de assinatura de produtos do mundo, o Dollar Shave Club acaba de anunciar a venda do clube para a Unilever. Valor? U$1 bilhão. O anún...
Clube de assinatura saudável Best Berry | Entrevis... O Best Berry é um dos clubes de assinaturas mais legais e representativos no país. Convidamos o Alberto Sasaki, fundador do clube, para um bate papo i...
O que é SSL (Secure Socket Layer)? A segurança é cada vez mais um assunto debatido e um grande diferencial em operações online. Principalmente para as empresas de comércio eletrônico, q...
Como transformar seu e-commerce em um clube de ass... Nos Estados Unidos já existe uma migração do e-commerce “venda a venda” para “venda recorrente”. E importante que os empreendedores entendam essa migr...
Author

Mineiro radicado em SP, comunicador profissional formado pelo SENAC, é também formado em contabilidade e gestão comercial. Amante da vida e apaixonado por tênis. Atualmente é Head de Novos Negócios na Vindi e Coach de oratória e expressão verbal.