Mais de 200 MIL PESSOAS sabem como vender mais e sempre.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.

A Sexlog, maior rede social de sexo do Brasil, chegou à internet em 2004 com o objetivo de reunir pessoas interessadas simplesmente em sexo. Nesse tempo, acabou se tornando a maior rede adulta da América Latina. Com quase 5 milhões de usuários e uma média de 3 mil novos cadastrados por dia, ela quer buscar mais espaço e está investindo para levar os serviços prestados pela rede a países como Estados Unidos e Itália. É provavelmente o maior serviço de assinatura do ramo, no Brasil.

Mercado Internacional de Assinaturas

A rede Sexlog oferece sexo e pornografia através de assinaturas. Em comunicado à imprensa, a empresa destaca que o mercado americano é, atualmente, o maior consumidor de pornografia do mundo. Considerando que havia uma alta demanda de norte-americanos interessada na rede, tendo mais de 20 mil acessos por mês, a empresa resolveu entrar nesse mercado. O início de sua atuação nos Estados Unidos está previsto para o final de agosto de 2015.

Para essa iniciativa foram feitos muitos estudos, demandando também uma pesquisa que apontou não haver, na internet norte-americana, nenhum serviço como o da rede social Sexlog. O que se encontrou foram sites especializados em fetiches ou portais que acabam sendo lotados por propagandas. Outro dado notado, foi a existência de muitos perfis fakes. Assim, a direção da empresa optou por construir uma base com pessoas reais e abertas a novas aventuras, da mesma maneira como ocorre no Brasil.

Na Itália, a rede Sexlog pretende começar a trabalhar em setembro. O país foi escolhido em virtude do grande número de praticantes de swing na Itália, um país que possui costumes muito parecidos com o público brasileiro, sendo a opção uma estratégia para entrar no mercado europeu.

A intenção da empresa é dobrar o seu faturamento, cobrando em dólar e em euro, e isso é uma previsão para os próximos dois anos. Não se sabe o quanto a empresa fatura atualmente, mas dado o grande número de usuários, pode-se pensar em termos de milhões.

Segundo a direção da empresa, embora haja uma expectativa e um alto investimento para entrar nos mercados selecionados, os serviços no Brasil serão cuidados da mesma forma, sem interrupção e sem deixar de prestar atendimento ao mercado do país. Os usuários que utilizam o serviço estão acostumados com o suporte fornecido pela Sexlog e a empresa não quer perdê-los, embora ainda não haja uma rede similar atuando na internet nacional. É uma empresa de alta tecnologia, focada em assinaturas.

O maior serviço de assinaturas “adulto” do Brasil

Para a Sexlog, o fato de brasileiro gostar tanto de sexo, mais do que outros países, acaba reunindo dados sobre o comportamento sexual no Brasil. Depois de todos esses anos, a empresa acabou realizando uma análise que traz dados inusitados sobre o comportamento íntimo dos homens e mulheres das principais cidades brasileiras através da internet.

Os dados levantados apontam que as maiores cidades são aquelas em que mais se utiliza a tecnologia para busca de prazer. Dentre os grandes centros, por estranho que possa parecer, Curitiba é a cidade que aparece com mais destaque em vários dos quesitos pesquisados. Trata-se da quarta cidade com mais homens solteiros em busca de parceiras. Com relação a relacionamento homossexual, a capital paranaense aparece na frente do Rio de Janeiro, colocando-se em quarto lugar para gays e segundo lugar para lésbicas, respectivamente. Outro bom exemplo é a rede social Disponível, focada no público gay, que também vende assinaturas.

Com isso, a Sexlog acaba se tornando um dos maiores bancos de dados sobre o universo do sexo. Segundo informações da empresa, a pesquisa faz parte de um conjunto de ações que busca oferecer serviços diferenciados aos usuários.

Dessa maneira, como São Paulo é a cidade campeã quando se trata de utilizar a rede para buscar locais onde há novas possibilidades de prazer, o trabalho voltado para a capital paulista tem como objetivo atender esse público, informando as casas de swing, de festas e eventos de sexo.

Para o caso de Brasília, onde a busca é mais por casais interessados em agregar parceiros à relação, o trabalho deverá ser focado nesse assunto. Salvador, onde existe a maior busca de homens por parceiros casuais do mesmo sexo, terá sua atenção nesse ponto, enquanto São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, onde a busca é de mulheres por mulheres, esse será o ponto atendido.

É um dos belos cases de assinaturas do país.

economia da recorrencia

Você vai gostar também

SAP finalmente mira computação na nuvem e assinatu... Já era tempo da SAP se incomodar. Depois de algumas investidas em conter o avanço da Salesforce, no mercado que há tempos dominava, a SAP finalmente v...
Hacks de Vendas para empresas Recorrentes A Vindi patrocinou o evento Power House 18 e eu reuni neste post os maiores hacks de vendas para empresas recorrentes praticados nos negócios do Flávi...
5 Empreendedores que fizeram milhões (e bilhões) c... Que o mercado de assinaturas tem movido milhões anualmente, isso não é novidade. Mas dentre a diversificação de negócios existentes nesse mercado, alg...
‘Efeito Netflix’ chega aos jogos digitais Apesar de Millennial, eu tenho manias analógicas ainda, como anotar tarefas em agendas de papel que eu certamente não vou ler, rascunhar  ideias de pa...
Author

A Equipe de redação Vindi é formada pela área de sucesso do cliente, marketing, financeira e vendas. Todo mundo contribui para que você fique informado sobre tudo em assinaturas, pagamento on-line e Saas.