Mensalidade: o desafio das instituições de ensino

Cobrar mensalidades atrasadas é um dos maiores desafios das instituições de ensino. E não pense que isso acontece nas escolas de bairro ou de determinado modelo. Desde as universidades até as escolas de idiomas, todas sofrem na hora de receber dos alunos as mensalidades atrasadas.

Cobrar é uma atividade que ninguém gosta, e é por isso que existem empresas especializadas em cobrança – aquela famoso telemarketing ativo. Mas esse já é um modelo ultrapassado e as instituições de ensino (como um todo) precisam inovar.

Aquele processo de cobrança onde um atendente liga cobrando o aluno gera dois grandes problemas: custos (com recursos humanos, ligações ou empresas especializadas) e incômodo ao aluno. Afinal, ninguém gosta de ser cobrado – mesmo sendo a parte devedora da história.

Automatização de cobrança

Para evitar esse desconforto para ambas as partes é que o mercado vem inovando e desenvolvendo ferramentas de pagamento que englobam o recebimento automático das empresas que vendem um serviço cobrado mensalmente.

Além de ajudar na gestão e controle do faturamento, plataformas como a Vindi, fazem toda a gestão de cobranças e inadimplências. Assim o gestor consegue ter um controle maior sobre os alunos devedores para agir em cima disso.

Mas, como agir?

Com as ferramentas de cobrança, não é necessário ligar para receber do aluno. Você pode usar e-mails e SMS’s personalizados informando o aluno sobre o atraso na mensalidade para que ela seja regularizada. Dessa forma, você mantém um bom relacionamento com ele, até porque nem sempre o atraso é proposital.

Às vezes, mensalidades atrasadas são resultado de:

  • Esquecimento da data;
  • Falta de dinheiro naquele mês
  • Imprevistos financeiros

Coisas desse tipo podem fazê-lo atrasar a mensalidade e afetar seu caixa, mas será que vale estragar a relação escola – aluno antes de tentar fazer uma cobrança pacífica? Não, neh? Vale usar uma plataforma de pagamento completa na sua escola!

Jornalista que passou por redações de entretenimento, varejo e economia, mas acabou se apaixonando por marketing digital e hoje atua em suas principais vertentes.

Você vai gostar também

Inadimplência A inadimplência no crédito atingiu uma leve alto nesse começo de 2016. Dados do Banco Central, informaram 5,4% de inadimplência em Janeiro desse an...
Como a Vindi recuperou mais de R$ 42 milhões em ve... Quando falamos em -churn (calma, o texto não é sobre isso) fazemos uma analogia com um balde furado em que você enche por cima (colocando clientes par...
SMS: fala o controle inadimplências e reduza custo... Não precisamos de muito para comprovar que o brasileiro não larga o celular, mas, só para mensurar, de acordo com a Anatel, o ano de 2015 fechou com 2...
Inadimplência atinge taxa de 5,89% e bate recorde ... Segundo dados divulgados pelo Banco Central na quarta-feira (26/10), a taxa de inadimplência de pessoas física e jurídica cresceu em setembro na compa...