Mais de 200 MIL PESSOAS sabem como vender mais e sempre.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.

Facilitar o meio de pagamento é a melhor maneira de atrair mais alunos para sua escola, além de ajudar a reduzir a inadimplência. Usando a tecnologia a seu favor, é possível tornar o pagamento automático, também conhecido como débito recorrente. Com isso, você evita esquecimentos e atrasos.

Qualquer gestor de escola sabe o impacto que mensalidades não pagas pode causar na qualidade dos serviços. Por isso, é preciso criar estratégias para combater o problema. Muito mais diante dos números alarmantes, já que em 2018, o número de inadimplentes chegou a 61,8% no Brasil.

A seguir, entenda como funciona o débito recorrente para escolas e suas principais vantagens.

Por que é preciso inovar

No setor da educação, o boleto bancário ainda continua uma das principais formas de pagamento (quando não a única) oferecida aos alunos.

O problema é que para emitir tantos boletos manualmente se gasta mais tempo e dinheiro. Pois, os funcionários precisam se atentar ao processo burocrático. Além disso, a emissão do documento demanda gastos com tinta, impressora e ainda taxas de envio por correio.

E não termina aí. Mesmo depois desse trabalho, muitos alunos acabam esquecendo ou deixando de pagar o boleto antes do vencimento. Então, é gerado mais trabalho, agora para a equipe de cobrança.

Com a tecnologia mais acessível, é possível simplificar e muito esse processo adotando, por exemplo, o débito recorrente.

Como funciona o débito recorrente para escolas

Se você precisa receber a mensalidade do aluno todo mês, ela se caracteriza como uma cobrança recorrente. Pois, você já sabe o valor que deve ser cobrado e tem um dia do mês acordado para o pagamento.

Com essas informações, você pode automatizar o processo de cobrança. Além de ampliar as opções de pagamento com o débito recorrente.

Existem duas maneiras, vamos falar sobre cada uma delas a seguir.

Débito recorrente por cartão de crédito

O cartão de crédito tem ampla aceitação pelos usuários na hora de pagar uma conta. Pois ele é prático e seguro.

Para escolas, o débito recorrente por meio de cartão de crédito funciona da seguinte forma:

Você cadastra seus alunos em uma plataforma de pagamento, informando o nome, os dados do cartão, o valor da mensalidade e qual período deve ser feita a cobrança. Depois disso, todo mês, será feito o débito recorrente no cartão do responsável.

O pagamento recorrente por cartão de crédito ainda tem outra vantagem: o limite do cliente não fica comprometido.

Ou seja, se o valor da mensalidade é de R$ 150, esse será o único desconto no cartão. Não é necessário reter todo o valor do curso, como acontece no parcelamento.

Já escrevemos um artigo explicando o pagamento recorrente e as principais diferenças entre ele e parcelamento, não deixe de ler.

Diferenças entre pagamento recorrente e parcelamento

Débito recorrente em conta  

Outra maneira de automatizar o recebimento de mensalidades é pelo débito recorrente em conta. Essa é uma boa opção para alunos que não trabalham com cartão de crédito.

O procedimento é feito da mesma maneira que o cartão de crédito. Sendo que você cadastra as informações da pessoa numa plataforma de pagamento e consegue configurar qual o valor e a data que deve acontecer a cobrança.

4 benefícios do débito recorrente para escolas

1 – Atrai e fideliza

Atualmente, as pessoas buscam praticidade. Então, quando você oferece a elas mais opções de pagamento, elas enxergam na sua instituição um diferencial. Pois, eles não precisarão mais se preocupar com a data de vencimento de boletos.

2 – Mais controle

Não só os alunos ganham com o débito recorrente. Você também passa a ter mais controle sobre os pagamentos. Pois, por meio de uma ferramenta é possível gerar relatórios com facilidade e saber quantas pessoas estão inadimplentes em um único lugar, com rapidez e sem erros.

3 – Menos inadimplentes

Ao utilizar o débito recorrente para escolas, você consegue reduzir o número de mensalidades não pagas. Um dos motivos nós já citamos no texto; que é o combate ao esquecimento.

Mas além dele, quando você aceita cartão de crédito, se a pessoa deixar de pagar, a dívida será de responsabilidade da operadora do cartão e não sua. Com isso, o recebimento fica garantido.

4 – Menos gastos

Aceitar o débito recorrente ajuda a reduzir os gastos. Por dois motivos principais: você não precisa desembolsar pela impressão de boletos bancários ou envios por correio.

E também tem menos despesas com a contratação de pessoas para fazer a cobrança ou, ainda, com custos de uma empresa terceirizada de cobrança.

Como implementar o débito recorrente em sua escola

Você percebeu que o débito recorrente traz diversos benefícios para as instituições de ensino. Mas agora vem a pergunta “como eu faço para implementá-lo?”.

O procedimento é simples, você precisará contar com uma empresa especializada em cobrança recorrente. Na hora da escolha, o melhor é optar por parceiros que tenham uma plataforma de pagamento completa e fácil de usar.

Além disso, o melhor é que ela tenha também um gateway de pagamento robusto. Que seja integrado com diversas bandeiras de cartão e cobre taxas interessantes por transação.

Inovar nos meios de pagamento é preciso para qualquer escola que queira atrair mais alunos, além de reduzir os custos operacionais. A Vindi tem uma das melhores soluções de débito recorrente do mercado e pode ajudar você nesse processo. Entre em contato com a gente!

Author

Especialista em Marketing de Conteúdo, escreve há mais de seis anos sobre e-commerce, meios de pagamento, tecnologia e viagens.