Boleto, cartão ou PayPal: qual é o melhor?

Boleto, cartão ou PayPal? Escolher as formas de pagamento é um dos desafios para quem vai vender, seja no modelo off ou online. Afinal, tem gente que gosta de pagar com boleto, tem os que preferem usar cartão e, de uns tempos para cá, há quem esteja preferindo usar o PayPal.

E definir exatamente quem vai ser o seu clientes entre esses perfis é praticamente impossível. O que a maioria dos empreendedores fazer é oferecer a opção de pagamento escolhida pela maioria: o cartão de crédito. Só em 2016, foram realizadas 5,9 bilhões de transações na função crédito e 6,8 bi em débito.

Esses números representam um crescimento de 6,% e 5% respectivamente nas compras feitas com cartão em relação ao ano de 2015. Logo, ao olhar os números a gente enxerga o cartão como o melhor método de pagamento a ser oferecido na hora da venda.

Mercado

Contudo, convenhamos que nem todos os públicos estão abertos (ainda!) ao uso do cartão. Nas escolas e universidades, por exemplo, a incidência do uso de boletos ainda é muito alta. No e-commerce ainda há quem pague com boleto e tem um número representativo de consumidores que usam o PayPal.

É aí que entra seu poder de decisão. É claro que se for para escolher, oferecer a opção de pagamento com maior adesão é a maneira mais inteligente, mas como fica a parte de consumidores que ainda prefere outro modelo de pagamento? Vai deixar de vender para ele?

E aí que entra essa “tal liberdade”. ♪♫

Qual é a melhor forma de pagamento?

Apesar de simples, essa é uma pergunta relativa. Afinal, como eu já disse, tudo vai depender do público. Mas, sem dúvida, oferecer o maior número de possibilidades aumenta suas chances de conversão porque você atende o cliente como ele quer – e isso tem muito a ver com a experiência – e assim não perde venda.

O ideal – principalmente para quem trabalha com recorrência, mensalidades e planos – é usar uma ferramenta que possibilite o uso de todas as formas. Mas, para te ajudar a entender a diferença e benefícios dessas formas de pagamento, trouxemos o assunto ao papo recorrente. Confere aí!

 

 

Jornalista que passou por redações de entretenimento, varejo e economia, mas acabou se apaixonando por marketing digital e hoje atua em suas principais vertentes.

Você vai gostar também

Venda recorrente por assinatura Toda vez que conhecemos um novo empreendedor ou um novo negócio, nos perguntamos aqui na Vindi se é esse um negócio de Venda Sempre (venda recorrente)...
Facebook libera vendas por assinatura Ainda ontem, literalmente, eu escrevi sobre a concorrente da Uber que planeja o futuro da empresa mirando a venda por assinatura e que, não só ela, mi...
Como reduzir o churn usando táticas de atendimento... Uma das principais coisas que avaliamos quando frequentamos um lugar ou ligamos para tratarmos de um assunto é o atendimento. Qualquer atendimento, se...
17% do Tráfego Online é Mobile Saiu pesquisa feita pela Mashable em parceria com a Statista, que 17% do tráfego online é feito através do mobile. Os smartphones crescem aceleradamen...