Desde que o mundo é mundo, passamos por diversos conflitos e contextos econômicos delicados, que acabaram culminando em grandes períodos de recessão. E, se tem uma coisa que aprendemos com isso, é que tempos de crise exigem cabeça fria e criatividade para transformar perdas em oportunidades, ou, ao menos, tentar minimizá-las. Mas, é possível aplicar estratégias para sua empresa superar este período de forma mais fácil.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para minimizar o impacto negativo no seu negócio em meio a crise do Coronavírus.

1. Mantenha a produtividade

A necessidade do isolamento social tem levantado muitos questionamentos sobre como manter a produtividade do negócio em caso de trabalho remoto. Felizmente, são muitas as opções de ferramentas disponíveis para ajudar nessa empreitada e contribuir com as estratégias para sua empresa. Confira algumas delas:

Aplicativos de comunicação corporativa

Permitem que os times possam conversar, compartilhar arquivos e até fazer pequenas reuniões. Alguns exemplos de ferramentas desse tipo são o Slack, Asana, Workplace e Microsoft Teams.

Aplicativos de Videoconferência: grande aliado na estratégia para sua empresa em tempos de crise

Sabemos que fazer reuniões é um grande desafio para quem está trabalhando remotamente, mas alguns aplicativos e extensões podem facilitar esses encontros que não podem ser resolvidos com e-mails. Skype, Hangouts, Google Meets, Webex e Zoom são exemplos dessas ferramentas.

Gerenciamento de tarefas 

Distribuir e gerenciar as tarefas do time também são fundamentais para manter sua operação rodando. Por isso, ter uma ferramenta de gestão de tarefas garante que todos estejam na mesma página e que a produção não pare por falta de visibilidade. Trello, Asana, Basecamp e Flow podem te ajudar a gerenciar as tarefas da sua equipe com precisão e eficiência.

Armazenamento de arquivos

Também é necessário garantir que os arquivos sejam entregues, compartilhados e armazenados durante o home-office. Evite enviá-los somente por e-mail, para que esses arquivos não se percam no meio do caminho. Aplicativos como Dropbox, Google Drive, Office 365 e ICloud são alguns exemplos de ferramentas que fazem esse trabalho para você.

2. Pense em como continuar oferecendo seu produto ou serviço de forma remota

Seu negócio realmente só pode ser consumido ou contratado de forma presencial, ou há alguma maneira de oferecê-lo a distância? Pensar nessa estratégia para sua empresa é fundamental neste momento. Damos aqui alguns exemplos.

Alimentação

Essa é uma necessidade básica do ser humano, com ou sem crise. Se você tem algum negócio nesse segmento, pense se é possível continuar vendendo através de delivery, por exemplo, e até mesmo oferecer pacotes com descontos para quem quiser comprar de forma recorrente.

Educação

Ao se verem obrigadas a permanecer em casa, as pessoas podem ter mais tempo ocioso do que gostariam, e com isso buscar alternativas para preencher esse tempo. Essa é uma hora para sua empresa implementar essa estratégia para sua empresa, com a oportunidade para oferecer aulas online, seja ao vivo ou até mesmo gravadas.

Academias

Assim como no item acima, pense em uma forma de continuar oferecendo seu serviço de forma remota, como por exemplo com vídeo aulas dando dicas de prática de exercício físico em casa. Algumas grandes redes já começaram a divulgar conteúdos que possam ser consumidos de casa.

Varejo

Semelhante ao segmento de alimentação, lojas físicas podem buscar alternativas para realização de vendas remotas, com entrega à domicílio.

Saúde e bem estar

Diversos profissionais dessa área já começaram a oferecer conteúdos online para ajudar a controlar a ansiedade coletiva neste período, como psicólogos e profissionais de yoga. Então, reflita: essa é uma boa estratégia para sua empresa neste momento? Se for, não deixe de investir. 

3. Pense em como diminuir o impacto para o seu cliente

Caso não seja possível a opção anterior, pense em como diminuir o impacto financeiro para o seu cliente durante o “não uso” do seu produto/serviço, como por exemplo dando descontos, oferecendo o uso posterior pelo período em que o seu negócio estiver indisponível, ou até disponibilizando versões. Algumas empresas já têm se posicionado dessa forma, como:

SmartFit

A rede de academias já iniciou o fechamento temporário de algumas unidades mas oferecerá prorrogação do plano na mesma proporção de tempo em que o serviço será interrompido.

Chefs Club

A plataforma de descontos em restaurantes orientou seus assinantes a não saírem de casa, e portanto a deixarem de comer fora, mas oferecendo 30 dias de gratuidade, assim evitando o cancelamento em massa durante o período.

4. Se o seu produto/serviço já é oferecido remotamente, reforce como ele pode ser fundamental nesse período

Negócios já baseados em plataformas online têm neste momento uma grande oportunidade de crescimento, sendo interessante reforçar estes benefícios com atuais e até mesmo potenciais clientes. Muitas marcas têm aproveitado para oferecer a versão premium de seus produtos sem nenhum custo adicional, para  quem já é cliente, ou gratuitamente para quem ainda não é. Alguns exemplos:

TV por assinatura 

Claro/Net, Sky, Vivo TV e Oi TV liberaram uma ampla relação de canais gratuitamente, além de oferecerem rede pública de WiFi sem custos.

Aplicativos de videoconferência

Google Hangouts e Microsoft Teams estão  oferecendo suas ferramentas para facilitar a comunicação virtual neste período, sem nenhum custo.

Entretenimento 

Streamings, como GloboPlay, liberaram seu conteúdo gratuitamente por 30 dias. Assim como a gigante Amazon também disponibilizou diversos títulos em sua plataforma Kindle.

5. Converse com o seu cliente

Mantenha-se vivo na lembrança do seu cliente, fale sobre seu posicionamento atual ou tente compartilhar temas relevantes relacionados ao seu negócio. 

6. Reinvente-se para o bem

Além da possibilidade de oferecer seu produto ou serviço de forma remota, procure explorar diferentes possibilidades de uso da sua estrutura para oferecer coisas que estejam em falta ou com alta demanda. Duas grandes marcas, Louis Vuittton e Ambev, se posicionaram dessa forma, informando que estão, temporariamente, usando sua capacidade estrutural para fabricar álcool em gel, o produto mais procurado no momento em todo o mundo.

7. Seja solidário

Assim como seu negócio depende dos seus clientes, você também é cliente de alguém. Tente manter a economia girando, dentro do possível. Neste momento toda ajuda é bem vinda.

A Vindi desenvolveu uma série de materiais para ajudar os empreendedores a passar por esse momento de crise. Acesse aqui todo o conteúdo do Kit do Empreendedor, de forma gratuita! Todas as terças e quintas têm materiais novos para ajudar com estratégias para a sua empresa em épocas de crise. Estratégias para sua empresa com o Kit do Empreendor e botão para acesso ao material