Se você está buscando como aumentar a receita de uma empresa, provavelmente é dono de negócio ou lida com as finanças da corporação. Este post é para você!

Vamos ver 10 dicas focadas em ações práticas de aumento de receita, que não envolvem necessariamente o corte de custos, nem grandes mudanças no seu negócio. São ações que otimizarão os processos tradicionais de gestão, marketing e finanças

Siga a leitura e confira!

Como aumentar a receita da empresa?

A receita de uma empresa depende de dois fatores: custos (e despesas) do negócio versus faturamento.

O crescimento não sustentável foca somente em cortar custos, por exemplo, redução de funcionários e de ações de marketing. Já o crescimento sustentável é direcionado a esforços para aumentar as vendas e a produtividade dos recursos que a empresa possui.

Vamos, é claro, trazer dicas ligadas ao aumento de receita trazido por ações que geram mais vendas e soluções que garantem uma melhor gestão de recursos! Acompanhe:

1. Atraia mais clientes online

Hoje, os canais digitais são importantes meios de aquisição de clientes. O consumidor moderno utiliza ferramentas de busca e redes sociais para encontrar os melhores produtos e serviços.

Por isso, invista no marketing digital para atrair seu público em potencial. E o melhor é que dá para começar de forma orgânica, ou seja, sem gastar muito dinheiro nessa forma de marketing. Entenda as melhores estratégias de marketing para captar clientes pela internet!

2. Reveja a precificação dos seus produtos ou serviços

Saber precificar o que você vende é a chave para que aumentar a receita da sua empresa de forma alinhada ao mercado. 

O problema de não precificar corretamente é que seu preço pode estar muito abaixo ou muito acima da média do mercado.

Na primeira situação, você perde dinheiro mesmo com um alto volume de vendas. Na segunda, você pode estar sofrendo de falta de clientes, por cobrar caro demais.

Porém, se for regular os preços, use como base dados de mercado, fazendo uma pesquisa da concorrência e do mercado. Considere também a margem de lucro ideal para seu negócio atingir o break even point, ou seja, equilibrar lucros e despesas. 

3. Adote a Recorrência

Complementando o tópico anterior, além de rever o valor que você cobra pelos seus produtos ou serviços, é importante conhecer outros modelos de cobrança.

O que eu quero dizer com isso? Existe um modelo mais atrativo que a precificação avulsa. É a chamada Recorrência, na qual o cliente realiza uma assinatura ou paga uma mensalidade para receber ou usar um produto/ serviço periodicamente.

O modelo é utilizado, por exemplo, pela Netflix: filmes e séries por assinatura. Mas não só: hoje existem assinaturas de diversos tipos de produtos e serviços: alimentos, roupas, cosméticos, itens para pets, bijouterias, softwares, games, vinhos, e muitas outras categorias.

A grande vantagem é que a empresa recebe todo mês dos clientes, conseguindo uma receita recorrente garantida. Inclusive, essa vantagem torna os negócios recorrentes mais resistentes à crise econômica.

Se o seu negócio possui um produto ou serviço que pode ser oferecido com frequência para seu público, conheça mais sobre o modelo de cobrança recorrente por assinaturas e veja os lucros da sua empresa aumentarem!

4. Antecipação de recebíveis

A antecipação de recebíveis é uma ferramenta que ajuda o empreendedor em tempos difíceis a aumentar sua receita imediata.

Ela funciona fazendo com que as vendas feitas por cartão possam ser antecipadas pelo comerciante antes do prazo dado pelas adquirentes para o recebimento (cerca de 30 dias).

A vantagem é antecipar um dinheiro que já seria do empreendedor no futuro. A desvantagem é que existem taxas para que esse valor seja antecipado. Porém, a estratégia é mais recomendada que os empréstimos, e pode ajudar num aumento de receita momentâneo, para emergências.

5. Tenha uma boa gestão de fornecedores

A boa gestão dos fornecedores do seu negócio aumenta seu poder de negociação com eles. Isso gera melhores preços para a mercadoria, e por consequência, menos custos e mais vendas.

Para ter uma rede de fornecedores parceiros e aprender a trabalhar esse relacionamento, separamos aqui algumas dicas que podem ajudar.

6. Controle seu estoque

O estoque é outro ponto de atenção, pois precisa ser bem administrado para não gerar prejuízos para o negócio. 

O controle de estoque eficiente garante que nenhum produto seja extraviado ou que haja reposições incorretas. Saber o momento de repor um produto e a quantidade correta faz com que a empresa não invista às cegas em produtos de baixo giro. Isso impacta na receita gerada.

Por isso, monitore o seu estoque. Se você não tem um software de estoque virtual que faça essa gestão, permitindo o registro de produtos, e as respectivas entradas e saídas de estoque, pode ser a hora de implantar esse recurso.

7. Aumente o ticket médio dos seus clientes

Sabemos que atrair novos clientes é mais trabalhoso que manter os que você já tem. Porém, é possível trabalhar a sua base de atuais clientes e aumentar quanto eles gastam no seu negócio a cada compra. Essa ação se chama aumento de ticket médio.

Para promover esse aumento, é preciso realizar trazer vantagens ao cliente para que ele compre mais produtos, como:

  • Preço de um combo deve compensar mais que o de um único produto (adicionar descontos a partir do segundo produto): estimula o cliente a levar mais produtos;
  • Frete grátis para compras acima de um valor X: incentiva a atingir determinado valor de compra em troca de não ter que pagar o frete;
  • Fazer a assinatura ser mais atrativo que só comprar o produto avulso (não necessariamente mais barato, porém com uma vantagem, como um brinde no primeiro mês): promove a fidelização do cliente.

Defina a estratégia que mais se encaixa no seu negócio!

8. Amplie seus canais de vendas

As lojas e serviços que estão se adaptando à nova realidade do consumidor estão se tornando omnichannel. Esse termo quer dizer que os negócios disponibilizam ao cliente diversos canais para conhecer a marca, fazer a compra e retirar o produto.

A estratégia abrange canais online (como site, e-commerce, redes sociais) e canais offline (pontos de venda). Para ser omnichannel, esses canais não devem existir de forma individual, mas sim, integrados uns aos outros.

Assim, os clientes que transitam entre os canais têm uma experiência única. A vantagem é que, ao oferecer essa praticidade ao consumidor, as chances são de vender mais.

Uma pesquisa da Harvard Business Review mostrou que os clientes omnichannel gastaram cerca de 10% a mais na loja, em média, quando comparados aos que usaram apenas um canal, e ainda voltaram a comprar com o estabelecimento mais vezes.

9. Recupere a inadimplência

Quando falamos sobre como aumentar a receita de uma empresa, a inadimplência é um ponto delicado para muitos negócios. Isso porque a cobrança aos clientes inadimplentes pode gerar inúmeras dores de cabeça. Mas, não dá para evitá-la, já que a recuperação de inadimplência é importante para deixar a receita em dia.

Mas não se preocupe, existem diversos meios e técnicas para realizar essa cobrança de forma quase “indolor” para a empresa e para o cliente. Ensinamos isso nestes dois posts:

Além disso, você pode implantar um ferramenta que automatize essas cobranças por e-mail ou mensagem de texto.

É o caso da plataforma de Vindi que, além de operar meios de pagamento para sua empresa (boletos, cartões e recorrência), disponibiliza a chamada régua de cobrança.

Esse recurso consiste em automatizar mensagens customizadas, na periodicidade desejada, para lembrar o cliente do pagamento (seja com a fatura vencida ou antes do vencimento).

Dessa forma, a plataforma ajuda a recuperar a inadimplência, junto a diversos recursos de retentativa de cobrança e de renovação de cartões. Você pode conferir como funcionam as ferramentas de recuperação de inadimplência aqui.

10. Tenha uma cobrança eficiente

Por fim, sabemos que os meios de pagamento oferecidos por um estabelecimento têm um impacto significativo na decisão de compra dos clientes. Se ele não puder parcelar, ou escolher entre pagar com cartão ou boleto, dificilmente vai conseguir fechar negócio.

Por isso, ofereça essa flexibilidade de recebimento para suas vendas, por meio de uma plataforma que reúne todas as soluções de pagamento, com toda a segurança e praticidade para o seu negócio.

Fale com nossos consultores e descubra como aumentar a receita de uma empresa com a Vindi!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.