Desde o início da pandemia da COVID-19, estamos acompanhando os impactos causados pela crise que se instaurou não só nos segmentos que atendemos, mas em todo mercado. Mas, alguns números têm nos chamado atenção e, hoje, vamos trazer uma análise de como empresas de SaaS estão lidando com a situação.

Impactos esperados no segmento de SaaS

Cada setor tem lidado com impactos diferentes durante a pandemia. O comércio, por exemplo, teve que se reinventar e migrar 100% para o online, já que as lojas físicas estão fechadas.

Já para empresas de tecnologia, como as de SaaS, os impactos causados são outros, alguns negativos e outros até positivos. Vamos te explicar melhor quais são eles.

Retração do funding

É comum que, no período de grandes crises, as empresas de Venture Capital diminuam suas atividades de investimento. O que não significa que elas deixam de investir, mas analisam melhor cada oportunidade, observam cada risco e, só então, decidem sobre a proposta.

A maioria de empresas de VC realizaram seus aportes antes da crise. Por isso,o ideal é não contar com grandes investimentos agora e controlar o caixa da sua empresa.

Mas, encontramos um dado interessante que apareceu no relatório da PitchBook sobre este mercado. Uma comparação do que aconteceu nos EUA depois da grande recessão, em 2008.

Um ano antes, 2007, foram investidos U$ 38 bilhões, já em 2009, o valor caiu para U$ 27 bilhões, ou seja, 28% a menos no volume de venture capital. Um grande impacto para o mercado.

Se acompanharmos a tabela abaixo, também podemos notar que as etapas iniciais de VC, chamadas de seed e angel, praticamente não diminuíram sua quantidade, somente o tamanho médio dos deals.report Venture Capital sobre SaaS

Um modelo de negócios menos impactado

Não podemos dizer que empresas de SaaS não estão sendo impactadas pela pandemia, mas vender softwares em tempos de distanciamento social e trabalho remoto continua sendo um modelo de negócio que faz sentido.

As empresas estão buscando se adaptar o modelo de trabalho remoto, tentando oferecer o melhor para que seus funcionários continuem produzindo de casa e, com isso, contratando mais softwares. Um exemplo disso é o recorde anunciado pelo Slack, durante a pandemia: foram registrados 12,5 milhões de usuários simultâneos na plataforma.

A receita recorrente é outra alternativa que vem se mostrando positiva para o setor. Como mostramos no report lançado toda segunda-feira em nosso blog, o Vindi Insights, o segmento de SaaS teve um crescimento de 8% no comparativo de 19 à 25 de Abril com o mesmo período de Março.

Mas, ainda assim, é preciso ficar atento. Ter um SaaS verticalizado, especialista em apenas um segmento, pode ser um grande problema agora. Principalmente, para softwares que são voltados para setores que estão sofrendo mais com a crise, por exemplo, o turismo.

O Pitchbook também traz um comparativo do impacto da crise nos diferentes segmentos de tecnologia:Impacto do Coronavírus em outros segmentos além de SaaS

O que o modelo de SaaS pode esperar da crise e como se preparar

Por mais que SaaS pareça ser um dos setores menos impactados pela crise, toda e qualquer empresa precisa estar preparada para este momento.

É preciso entender que pode haver uma queda de receita, se isso já não aconteceu. O número de inadimplentes também tem grandes chances de crescer e sua empresa precisa estar preparada para lidar com isso.

O número de churn também pode aumentar a entrada de clientes diminuir significativamente. Por isso, é preciso tomar decisões fundamentais para que sua operação continue rodando e a sua empresa continue se mantendo.

Reter clientes é de extrema importância

Todo mundo já conhece a máxima de Philip Kotler sobre trazer um novo cliente custa 5 vezes mais do que manter um atual, não é mesmo? E, neste momento, gastar mais não é uma opção para qualquer negócio.

Por isso, é fundamental que sua empresa tenha uma estratégia de retenção muito bem desenhada. Neste momento, o churn vai subir, o que e é natural, mas quanto menor for a porcentagem de saída dos seus clientes, mais saudável para o seu negócio.

Por isso, é preciso analisar as métricas e dividir seus clientes em 3 “carteiras”:

  • O churn é certo, porque a empresa encerrou as atividades;
  • O churn é de risco médio, se a crise piorar, o negócio corre o risco de fechar;
  • O risco de churn é baixo, pois a empresa consegue se manter.

E, a partir daí, traçar uma estratégia para cada carteira.

Foco no ICP da sua empresa SaaS

Agora, mais do que nunca, é preciso focar no seu cliente ideal. Quais as empresas estão buscando por uma solução SaaS neste momento, qual dor a sua empresa pode resolver agora?

Calibre suas campanhas, otimize o CAC e qualifique com ainda mais critério o seu lead.É hora dos esforços serem certeiros, para que o time de vendas coloque suas forças em realmente fechar negócios.

A vantagem do SaaS é conseguir suprir a dor de inúmeras empresas neste momento, só é necessário calibrar toda estratégia de marketing e vendas. Ajustar o pitch de vendas com o momento atual, mostrar, realmente, como a sua solução pode salvar e ajudar no dia a dia de diversas empresas.

Tenha visibilidade do seu caixa e otimize a forma de cobrança

Mais do que nunca é preciso ter visibilidade e controle do seu caixa. Como citamos acima, o número de churn poderá aumentar e a taxa de inadimplentes também. Se sua equipe não tiver total controle sobre isso, sua empresa também pode ter sérios problemas.

O modelo de negócio de cobrança recorrente é o mais comum e o mais indicado para SaaS. Aqui no blog, tem um artigo bacana explicando cobrança recorrente é importante em tempos de crise.

Ter suas assinaturas controladas em uma única plataforma, efetuar as cobranças mensalmente de forma automática e com a visibilidade das taxas de churn e inadimplência, são essenciais para o momento.

Aqui na Vindi, atendemos mais de 6 mil empresas, grandes nomes do mundo SaaS cobram com a gente e, mesmo em crise, conseguimos ver um crescimento no setor.

Se quiser saber mais sobre como a nossa plataforma pode ser a solução para o seu negócio, entre em contato com nossos consultores clicando no banner abaixo!banner-para-contato-comercial-na-Vindi