Confira dicas para contratar profissionais do setor de tecnologia

A demanda por profissionais do setor de tecnologia só cresce. E, parece que o cenário não vai ser diferente nos próximos anos. Porém, faltam pessoas qualificadas.

Um estudo encomendado pela IDC para a Cisco, apontou que o Brasil deve ser o país da América Latina que mais sofrerá com a falta desses profissionais. Em 2019, o número de candidatos disponíveis no mercado vai ser menor que a procura.

Chamamos a Juliane Vorussi, Head de Recursos Humanos, na Vindi para falar sobre o assunto em nosso quadro chamado papo recorrente. Aliás, se você ainda não se inscreveu em nosso canal do YouTube, aproveita! 🙂

banner-canal-youtube

O cenário  

O setor de tecnologia é específico e também o que mais cresce no Brasil (provavelmente no mundo). Por isso, a demanda de profissionais qualificados só aumenta, se tornando, muitas vezes, um grande desafio para quem trabalha no RH e precisa recrutar estes talentos.

Juliane comenta que essa contratação não deve ser apenas papel do RH. O gestor da área também precisa participar do processo. Pois, ele é quem mais pode ajudar a selecionar candidatos que possuem as competências técnicas necessárias para a vaga.

Vale lembrar que, além da formação e habilidade dos talentos, é muito importante considerar a cultura da sua empresa antes de contratar. Já que muitas vezes o candidato parece perfeito por sua competência, mas não se enquadra nos valores de sua companhia.

Isso, a longo prazo, pode criar grande frustração. Tanto para o candidato que entrou na empresa esperando algo diferente, quanto para a própria companhia; que precisará abrir um novo processo seletivo e gastar além de tempo, dinheiro.

Para Juliane, encontrar profissionais que já atuem no mesmo segmento da sua companhia pode ser uma boa forma de agilizar o processo. Pois ele já está por dentro do mercado e facilita a integração.

Modelos de contratação no setor de tecnologia

A contratação no setor de tecnologia não é específica apenas para encontrar talentos, mas também nos modelos de contrato.

Muitos deles trabalham, por exemplo, como autônomos ou terceirizados. Além disso, é comum que essa área tenha maior flexibilidade em horários ou mesmo façam seu trabalho de casa, no regime home office.

Essas peculiaridades são possíveis graças a uma reforma trabalhista mais recente, comenta Juliane em nosso bate-papo.

As principais dificuldades na contratação de profissionais de TI

Operando no modelo SaaS (Software as a service), a Vindi precisa ter profissionais altamente qualificados. E fazer essa contratação no setor de TI é um baita desafio.

As principais dificuldades apontadas por Juliane são:

  • Linguagem: não é fácil achar um profissional que entenda da linguagem técnica que você precisa;
  • Qualificação: embora a demanda seja alta, muitos talentos não possuem certificações necessárias para atuar na área;
  • Disputa: em um cenário que sobra vaga e falta candidato, não é fácil encontrar a pessoa certa.

Um dos principais cuidados sugeridos por Juliane para driblar essa situação é evitar um longo processo de seleção. Pois, nesse tempo é possível que outra empresa acabe fechando com o candidato.

Para acertar na contratação no setor de tecnologia, é importante encontrar os lugares e sites certos para divulgar suas oportunidades. E, se você não achar o perfil que precisa, Juliane deixa a seguinte dica: às vezes, vale a pena trazer alguém mais júnior e desenvolvê-lo.

Não deixe de assistir ao vídeo completo sobre contratação no setor de tecnologia e compartilhe sua opinião! Agora, se você é um profissional, bora trabalhar com a gente? É só se cadastrar nessa página. 🙂 

Sobre o autor

Redação Vindi
A Equipe de redação Vindi é formada pela área de sucesso do cliente, marketing, financeira e vendas. Todo mundo contribui para que você fique informado sobre tudo em assinaturas, pagamento on-line e Saas.