Como vender no modelo de cobrança recorrente

Só quem trabalha com vendas sabe o quanto é desafiador convencer um cliente a contratar um serviço pagando de forma ‘não convencional’.

E o que seria um cliente tradicional na recorrência? É aquele consumidor que está acostumado a pagar através de boleto, cheque,  dinheiro ou parcelado no cartão. Geralmente, esse público não aceita em primeiro momento uma nova opção de pagamento. Por isso, é importante que você mostre que, de fato, esse é um modelo mais vantajoso. Como? Veja:

Estude o produto que está oferecendo

Quem nunca se deparou com um vendedor que deixou evidente que conhece menos que você o produto que está vendendo? Isso é péssimo! Então, antes de tudo, entenda e passe para sua equipe como funciona a cobrança recorrente, as formas de pagamento que viabiliza e os benefícios dela para o seu cliente.

Explore as vantagens

Falando em benefícios, é importante que você destaque as vantagens da recorrência para o seu cliente. Afinal, mais do que beneficiar você (empresa), esse modelo atende e melhora a experiência do seu cliente, pois: não toma limite do cartão, é feito de forma automática, dispensa a ida aos bancos e lotéricas, dá mais facilidade, domínio financeiro, acúmulo de pontos para programa de milhas e etc.

Vença a insegurança do seu cliente

Treine a sua capacidade e perspicácia para melhor atendê-lo. Para cada perfil de usuário é necessário um tipo de abordagem, vocabulário e qualidade instrutiva. Para clientes mais cuidadosos mantenha a mesa limpa, livre de bloco de notas, papéis, canetas e qualquer tipo de indício de uma possível anotação.

Assim, você também passa para ele o quanto o pagamento recorrente de fato é seguro – a Vindi, por exemplo, conta com o nível máximo de segurança atestado pelo PCI Compliance para que você assegure ao seu cliente a proteção dos dados dele.

Encante o seu cliente

Atendimento de qualidade faz a diferença. Seja sincero, trabalhe com amor e reflita na definição simples que o Professor Mário Sérgio Cortella dá para a palavra capricho: “Fazer o melhor com o que se tem, enquanto não se tem condições melhores para se fazer melhor ainda!”.

Tire todas as dúvidas dele, atenda-o sempre de forma solícita, explique os detalhes, faça ele entender o quanto ele é importante para você. Isso tanto na hora de vender o plano quanto na hora de oferecer a recorrência.

Sem dúvidas, receber na recorrência beneficia sua empresa, mas o primeiro passo para que isso ocorra é que seu clientes adotem esse modelo como forma de pagamento, por isso é importante oferecê-lo. Assim, você beneficia primeiro seu cliente e, consequentemente, seu negócio.

Estes quatro pontos são imprescindíveis para abordar e vender qualquer tipo de serviço. Sempre precisamos ir além do que fazemos para alcançar as nossas expectativas e principalmente dos nossos clientes.

Aqui na Vindi, os nossos clientes contam com nossos especialistas de SC (Sucesso do Cliente) para vender e manter os clientes, e essa é uma das primeiras dicas que compartilhamos. Uma venda bem-feita evita contratempos desnecessários na jornada do cliente.

Supere-se! Boas vendas!

Sobre o autor

Samira Machado
Formada em MBA Gestão de Pessoas. Apaixonada pela área Comercial e vivendo os desafios da área Sucesso do Cliente S2.

Você vai gostar também

17% do Tráfego Online é Mobile Saiu pesquisa feita pela Mashable em parceria com a Statista, que 17% do tráfego online é feito através do mobile. Os smartphones crescem aceleradamen...
Os bancos mais caros do Brasil em tarifas Segundo pesquisa publicada pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) os bancos mais caros em tarifas são respectivamente Bradesco e Santander. O ...
Recorrência para academia e os desafios do empreen... O segmento fitness não para de crescer no Brasil. Estamos na “era saudável”. Cada vez mais as pessoas estão preocupadas em se alimentar bem e também a...
Jeff Bezos, fundador da Amazon compra o Washington... Notícia quente e fresca. A Amazon é além de um grande benchmarking, uma referência mundial em todos conceitos: atendimento, logística, marketing e pag...