Mais de 200 MIL PESSOAS sabem como vender mais e sempre.

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos você também.

Historicamente, pudemos acompanhar diversas tecnologias que facilitaram muitas tarefas de forma cada vez mais específica e, consequentemente, especializada. No ambiente corporativo, vemos novas ferramentas sendo lançadas todos os dias. Algumas delas chegam a um nível de otimização de processos tão alto que acabam deixando de ser tendência para se tornarem, praticamente, necessidade.

Os SaaS (Software as a Service) B2B são ótimos exemplos de tecnologia que têm a premissa de resolução de problemas para áreas específicas, trazendo inovação e impulsionando o crescimento empresas. Alguns tipos de sistema estão tão consolidados no mercado atualmente, que pensar em não os aderir pode ser um tiro no pé para qualquer empresa que vise o crescimento.

Assim como, há algumas décadas, o e-mail se tornou praticamente necessário para a comunicação de qualquer empresa, o ERP hoje se consolida também como necessidade para a gestão financeira e administrativa dos negócios.

Seguindo esse raciocínio, falaremos neste texto quais são os 6 SaaS que se tornaram essenciais para o crescimento de empresas.

ERP

Já que já falamos sobre o ERP, usando-o como exemplo de sistema essencial, nada mais justo do que considerá-lo no topo dessa lista. Os sistemas de ERP (Enterprise Resource Planning, conhecido no Brasil como Sistema de Gestão Empresarial) facilitam a gestão empresarial como um todo. Sua intenção é centralizar todas as atividades administrativas e operacionais de uma empresa, integrando as áreas de Vendas, Finanças, Fiscal, Contabilidade, Estoque, Compras, Produção e Logística.

Dentre suas principais funções, estão contas a pagar, a receber, compras internas, controle de vendas, controle de estoque, emissão de notas fiscais e de folhas de pagamento.

O ERP é um tipo de sistema já muito consolidado no mercado. Segundo uma pesquisa anual divulgada em 2017 pelo Portal ERP, grande veículo informativo especializado neste sistema, naquele ano já foi constatado que ao todo as empresas brasileiras utilizam mais de 320 sistemas de gestão empresarial diferentes. Além disso, 44% das empresas pretendiam fazer investimento na melhoria de processos ou atualização de seus sistemas gerenciais em 2017. Para concluir, segundo pesquisa do IDG Research Services, as empresas que utilizam ERP apresentam em crescimento médio 35% mais rápido do que as que não usam esse tipo de plataforma.

Esses números já mostram o que o mercado quer de fato. Utilizar diversos sistemas, muitas vezes complexos e ultrapassados, para fazer as atividades administrativas citadas como funções integradas do ERP já não faz mais sentido. O ERP permite centralizar todos os processos administrativos de forma simples, garantindo agilidade e dando poder à força estratégica das empresas.

Exemplos SaaS ERP: SAP, Totvs, Senior, ContaAzul, Bling e Tiny ERP.

CRM

Depois da garantia de uma gestão interna eficiente com o ERP, é preciso otimizar o motor de propulsão das empresas: as vendas. Os ERPs já desenvolveram algumas ferramentas dentro do sistema com a finalidade de impulsionar os processos comerciais das empresas. Acontece que essas ferramentas não cobrem todas as necessidades de um departamento de vendas e acabam por trazer dificuldades na operação. O CRM surge para ser este sistema independente voltado para a área de vendas, mas também unindo-se a um pouco de marketing, suporte e relacionamento com os clientes.

Figura 1. Funcionamento de um sistema de CRM e suas conexões
Figura 1. Funcionamento de um sistema de CRM e suas conexões

As funcionalidades dos sistemas de CRM têm como objetivo a gestão da captação de novos clientes e relacionamento com os clientes atuais de uma empresa. Confira algumas delas:

  • Cadastro de clientes
  • Histórico de vendas
  • Histórico de visitas, ligações, e-mails, etc.
  • Gestão de funil de vendas 
  • Relatórios dos mais variados tipos
  • Indicadores de métricas de vendas, como ticket médio, tempo por venda, taxas de conversão, etc.

Alguns sistemas de CRM ainda vão além, unificando outras soluções que envolvem o processo de vendas, como a automação da criação de propostas comerciais e documentos diversos.

O CRM se tornou obrigatório, principalmente, para empresas B2B. O mercado dessa ferramenta movimenta, inclusive, mais do que o mercado de ERP por exemplo. Toda (ou quase todas) empresa deseja crescer, e para isso, precisa vender melhor.

Exemplos de SaaS de CRM: Salesforce, Pipedrive, Agendor e Ploomes.

Automação de Marketing

Para conseguir muitas vendas é necessário ter muitas oportunidades. Essas são representadas como leads, ou seja, pessoas as quais uma empresa tem alguma informação de contato para tentar abordagens. Para conseguir leads é necessário usar vários canais de aquisição, que são geridos pelo marketing.

Considerando principalmente o marketing digital, as ferramentas de Automação de Marketing se mostram como necessárias para as empresas. Isso porque essas automatizam tarefas de marketing e, em casos de sistemas mais robustos, ainda contam com processos muito apurados na gestão dos leads.

Ferramentas de automação de marketing podem envolver tarefas mais simples, como envios de e-mail marketing, até atividades mais complexas, como a classificação de nutrição de leads. Tendo a possibilidade de automatizar tarefas, o faça. Em marketing, isso significa tirar da fila as  atividades repetitivas e operacionais (e fazendo-as com mais qualidade) para dar mais espaço ao planejamento estratégico.

Exemplos de SaaS de Automação de Marketing: Pardot, Marketo, Eloqua, Hubspot, RD Station e MailChimp.

Gestão Eficiente de Tarefas, Produtividade, Processos e Projetos

O crescimento das empresas através de seus principais motores leva ao aumento do quadro de funcionários, evolução de alguns setores e surgimento de outros, mudanças na hierarquia… Tudo isso leva ao aumento da quantidade de tarefas gerais do negócio e maior dificuldade de engajamento dos funcionários e na gestão de suas atividades.

E, como toda solução surge da observação de algum problema, não teria sido diferente com os sistemas de gestão de tarefas.

Nesta categoria, os SaaS variam bastante em formatos e funcionalidades. Apesar disso, todos tem o mesmo objetivo: Permitir que usuários criem demandas e consigam acompanhar todo seu processo até o fim.

Algumas ferramentas oferecem apenas isso, sendo mais simples. Outras contam com vários adicionais que podem otimizar ainda mais o processo de gestão de tarefas, criando workflows, tendo sistemas de aprovação e disparando e-mails de forma automática.

Exemplos de SaaS de Gestão de Tarefas: Asana, Trello, Runrun.it e Pipefy.

Atendimento e Suporte

Vender e adquirir um novo cliente é muito importante, sem dúvidas. Mas uma empresa que busca crescimento não pode visar apenas a atração de novos clientes. Aqueles que já compraram também devem receber uma atenção especial. Reter clientes pode ter impactos tão ou mais positivos para uma empresa do que o próprio fechamento de novos negócios. Isso porque clientes com os quais uma empresa tem um bom relacionamento tem muito mais propensão a fazer novas compras num ciclo muito mais curto, por já conheceram o produto. Além disso, garantir a satisfação de clientes pode criar evangelizadores de sua marca, que indicarão sua empresa para outros possíveis clientes, criando um marketing viral e orgânico.

Um dos pontos de principal importância para garantir clientes satisfeitos é fornecendo suporte de qualidade a eles. Engana-se quem pensa que os gastos com suporte são custos, e não investimentos. Uma área com processos de suporte bem estruturados tem relação direta no sucesso das empresas, assim como aquela que não fornece suporte de qualidade pode ruir.

Os SaaS de atendimento e suporte tem como função centralizar os chamados de clientes em uma plataforma. Nesse contexto, pode até rolar uma confusão com a proposta dos CRMs. Entretanto, as ferramentas de suporte são específicas para o contato rápido e eficiente com a base de clientes, fazendo a gestão de seu histórico de chamados.

Várias plataformas de suporte já trazem, de forma nativa, integrações com e-mail, central de telefonia, chat do site e facebook, etc. Dessa forma garante que o usuário saiba exatamente qual é a demanda por atendimento em cada uma das frentes em que atua. Ferramentas mais robustas ainda fornecem indicadores de safistação muito importantes para os negócios, como é o caso do NPS (Net Promoter Score).

Exemplos de SaaS de Suporte: Salesforce Desk, Zendesk, Intercom e Octadesk.

Comunicação Interna

Como citado no início desse artigo, quando o e-mail surgiu ele se tornou necessidade para que empresas fizessem sua comunicação externa e interna. Hoje, porém, para a comunicação interna, existem outras plataformas que são mais ágeis, eficientes e completas do que o e-mail, e ainda assim garantem o profissionalismo.

As ferramentas de comunicação interna podem ser disponibilizadas simplesmente com um chat com conversas individuais e em grupo, como em fóruns ou até redes sociais inteiras, de forma 100% corporativa e moldada para uma empresa em específico.

A comunicação interna é muito importante para ditar o ritmo de uma empresa. Funcionários que conseguem se comunicar mais fácil e com mais agilidade conseguem se relacionar melhor entre si e garantir resultados mais expressivos com um trabalho em equipe redondo.

Exemplos de SaaS de Comunicação interna: Workplace by Facebook, Microsoft Teams, Slack.

Cuidado para não ficar pra trás!

O objetivo deste post foi mostrar quais são os SaaS que hoje já não são mais tendência, e sim necessidade para garantir o crescimento das empresas. O custo com SaaS é um investimento de alta importância para a garantia de processos cada vez mais eficientes, portanto seja minucioso em suas escolhas. Não estar de olho no que o mercado já está fazendo por ser um grande erro, então não fique pra trás!

Autor: Lucas Lima – Marketing de Performance na Ploomes – CRM, funil de vendas e automação de propostas.
Author

Este texto foi escrito por um parceiro Vindi