5 modelos de negócio ideais para faturar na recorrência

Algumas empresas estão nascendo baseadas na recorrência. O que significa ter a possibilidade de se planejar melhor financeiramente, tendo uma previsão de receita, também permite estreitar o relacionamento com o cliente, aumentando a retenção e reduzindo custos e tempo de esforço com marketing para aquisição.

O mercado moderno, especialmente amparado pela tecnologia, permite negócios de assinatura ultrassegmentados, por exemplo. No entanto, não é preciso ter uma ideia mirabolante para trabalhar na recorrência. Necessidades habituais dão a dica: o caminho pode ser simples.

Existem diversos outros modelos de negócio presentes no mercado há anos já vendem, mas podem começar a faturar de forma recorrente. Veja:

1- Lavanderia

Principalmente nas capitais, a adesão de um de lavanderia se torna necessário pelo cenário em que as pessoas vivem.: apartamentos enxutos e pouco tempo para as tarefas domésticas.

Algumas áreas da casa também passaram a ser compartilhadas entre condôminos. Uma dessas é a lavanderia, que muitas vezes pode estar no modelo pay-per-use (pago por uso)

Mesmo que a pessoa tenha espaço em casa, talvez procure mais comodidade. Assim, os serviços de lavanderia abrem esta lista de ideias. Uma empresa que vem fazendo isso muito bem é a 5 à Sec.

2- Clínicas de estética

A vaidade resiste até mesmo a uma crise financeira no país. Esta é uma área que tem está cada vez maior no Brasil. Um sinal é que é um bom ramo a se investir e o outro é um alerta: é preciso inovar para superar a alta concorrência.

Tanto mulheres quanto homens começaram a investir pesado na estética e beleza. Logo, a frequência nas clínicas também aumentou. Então, porque não incentivar ainda mais o aumento dessa frequência oferecendo pacotes que os clientes vão pagar de maneira recorrente, sem tomar o limite do cartão e com mais facilidade?

Oferecer a uma mulher não a possibilidade de ficar bonita, mas de se manter bonita já é um grande diferencial. Para garantir isso, o modelo de cobrança tem que mudar. É isso o que grandes clínicas como a Espaço Laser e Pro Corpo têm feito.

Esse é um segmento em potencial e pode ser muito explorado pelas clínicas que estão no mercado há um tempo.

>> Desafios e oportunidades no setor de beleza e estética

3- Serviços Pet

Comprar e colocar ração, dar banho, tosar, vacinar, passear… Quem tem um pet sabe a delícia que é ter um animalzinho de estimação, mas também sabe do trabalho que dá. É aquela história de que “ter um pet é quase como ter um filho”.

E para oferecer o melhor para seus animais, muitas pessoas buscam uma alternativa de serviços que de banho, tosa, acessórios e cuidados que, muitas vezes, pela correria diária não é possível fazer.  Então, oferecer um serviço completo para cães, gatos e outros animais é um bom modo de faturar com recorrência.

Os pet shops já são um serviço recorrente, afinal os clientes pagam pelo serviço mensalmente. Então esse é um mercado em potencial, sem dúvidas.

4- Estacionamento

Inovar no modelo de cobrança pode ajudar a garantir também um fortalecimento da marca e pontos positivos na “decisão de compra”.

Hoje, o Sem Parar, por exemplo, pode ser usado não só para passar em pedágios, mas também em postos de gasolina e estacionamentos. Nesse caso, a fatura vem depois e varia de valor, mas o fato de o estacionamento estar conveniado à rede pode lhe dar vantagem em relação à concorrência.

Da mesma forma, oferecer um modelo de assinatura na qual o motorista pague uma mensalidade para estacionar não só em um local específico, mas em uma rede de estacionamentos pela cidade pode ser mais lucrativo e ter ganhos mais previsíveis. Mas o modelo serve para estacionamentos locais também, a depender do volume de mensalistas.

>> Grandes marcas que faturam com a recorrência 

5- Produtos digitais

Por fim, podemos falar dos produtos digitais ou infoprodutos. Ebooks, podcasts, cursos, videoaulas… tudo que pode ser consumido diretamente em dispositivos eletrônicos pode ser chamado assim.

Um bom exemplo de recorrência é a Alura, escola online de tecnologia. Ela oferece mais de 480 cursos. Mas, como faz para que um curso seja produzido e fique sem vender? Não faz! O aluno simplesmente fecha uma assinatura anual e tem acesso a esses cursos livremente.

E-book Débito Recorrente para empresas

A Equipe de redação Vindi é formada pela área de sucesso do cliente, marketing, financeira e vendas. Todo mundo contribui para que você fique informado sobre tudo em assinaturas, pagamento on-line e Saas.

Você vai gostar também

Por que EAD é a bola da vez do setor de educação? ... Diversos fatores têm contribuído para a expansão desse modelo de educação, entre eles o custo e adesão do público. Saiba por que a EAD tem conquistado...
Facebook libera vendas por assinatura Ainda ontem, literalmente, eu escrevi sobre a concorrente da Uber que planeja o futuro da empresa mirando a venda por assinatura e que, não só ela, mi...
Assinatura é o futuro dos aplicativos, é o que apo... Assinatura é um assunto que por aqui já conhecemos bem e agora o pessoal da maçã está de olho neste mercado também! Com mais de 170 bilhões de downloa...
Facebook avalia investir em modelo de assinatura c... Há umas semanas nós falamos neste post sobre o crescimento das assinaturas do New York Times, que em três meses conquistou 308 mil novos assinantes - ...